Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

SBM Offshore: Esclarecimento sobre notícias

22.Nov.2014

esclarecimento-imprensa-notebook.jpgLeia comunicado que divulgamos nesta sexta-feira (21/11): 

A Petrobras, com relação a notícias veiculadas na imprensa, esclarece:

Em fevereiro de 2014 a Petrobras tomou conhecimento das denúncias de supostos pagamentos de suborno pela SBM Offshore (SBM) a empregado ou ex-empregado da Companhia através de notícia do jornal Valor Econômico. Diante de tal informação a Companhia criou uma Comissão Interna de Apuração para averiguar a veracidade dos fatos expostos na reportagem.

Em março a Comissão Interna de Apuração, restrita a sua competência regulamentar, concluiu seus trabalhos sem ter encontrado fatos ou documentos que evidenciassem qualquer pagamento indevido. Tanto as conclusões da Comissão Interna de Apuração, quanto eventuais informações surgidas posteriormente a este trabalho, foram repassadas para as autoridades públicas competentes para utilizar nas suas investigações, que dispõem de instrumentos legais que as Comissões Internas de Apuração não possuem, mantendo a postura da Companhia de contribuir com as apurações de tais autoridades. Cabe ressaltar que, em 2 de abril de 2014, a própria SBM informou publicamente que também não havia encontrado qualquer evidência de pagamentos impróprios. (...)

Veja mais

Refinaria Abreu e Lima inicia processo de partida da Unidade de Destilação Atmosférica

21.Nov.2014

Iniciamos na quarta-feira (19/11) a primeira etapa para a entrada em operação da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), nosso empreendimento localizado em Ipojuca, Pernambuco, com a admissão de gás natural (gas in) na Unidade de Destilação Atmosférica (UDA). 

A entrada do gás na UDA, monitorado a partir do Centro Integrado de Controle da refinaria, tem como objetivo preparar a unidade para a admissão e circulação de petróleo, o que ocorrerá nos próximos dias. Após essa etapa, o acendimento do forno será realizado para que se inicie o processo de destilação (separação) das correntes de gás liquefeito de petróleo (GLP), nafta, diesel e resíduo atmosférico (RAT).

Desde o dia 22 de setembro, temos coordenado a pré-operação da UDA. Neste período, foram testados os sistemas operacionais da unidade com fluido seguro (água, ar comprimido, nitrogênio, vapor e outros) para garantir a segurança dos sistemas antes da introdução de hidrocarbonetos. (...)

Veja mais

FPSO Cidade de Ilhabela entra em operação, no campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos

21.Nov.2014

FPSO Cidade de Ilha Bela

Entrou em operação, na quinta-feira (20/11), o navio-plataforma Cidade de Ilhabela, instalado no campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos. A nova unidade faz parte do conjunto de projetos de produção programados para este ano pelo nosso Plano de Negócios e Gestão para o período de 2014 a 2018.

A plataforma Cidade de Ilhabela é uma unidade do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo). A unidade foi contratada em 30 de março de 2012 ao consórcio QGOG/SBM e seu casco foi convertido a partir de um navio petroleiro no estaleiro CXG, na China. Já a integração dos módulos da planta de processo foi realizada no Estaleiro Brasa, em  Niterói (RJ).

O navio-plataforma foi ancorado em local onde a profundidade de água é de 2.140 metros, na direção do litoral de São Paulo, a cerca de 310 km da costa. A plataforma terá capacidade de produzir até 150 mil barris de petróleo por dia (bpd), comprimir até 6 milhões de m³/dia de gás natural e armazenar 1,6 milhão de barris de petróleo. Além disso, tem  capacidade de injeção de 180 mil barris de água por dia. O poço 3-SPS-69, o primeiro em operação, tem potencial de produção de 32 mil bpd. O petróleo produzido no campo de Sapinhoá é de excelente qualidade – em média 290 API – e será escoado por navios aliviadores.

O escoamento da parcela do gás não utilizado para reinjeção no campo será feito pelo gasoduto Sapinhoá-Lula-Mexilhão até a Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato (UTGCA), localizada em Caraguatatuba, no litoral paulista. Nove poços produtores e sete poços injetores serão conectados ao Cidade de Ilhabela. A previsão é que o pico de  produção seja atingido no segundo semestre de 2015. (...)

Veja mais

Pesquisadores de projeto patrocinado encontram espécies até então desconhecidas pela ciência

20.Nov.2014

Pesquisadores do Projeto Tamar, que conta com nosso patrocínio, descobriram novas espécies de animais marinhos habitantes das profundezas do mar. Entre os animais encontrados, desconhecidos até então pela ciência, estão o Ijmaia sp (foto), peixe também chamado “nariz de geleia”; o Urophycis sp, um tipo de merluza; o Peristedion sp, peixe conhecido como “cabrinha de fundo”, e o Scyliorthinus sp, um pequeno tubarão que atinge o tamanho máximo de 50 cm.

Além da descoberta, os pesquisadores comemoram outro feito: três fêmeas do tubarãozinho tiveram 50 filhotes em cativeiro. Os pequenos tubarões alimentam-se de peixes, crustáceos e lulas, depositam ovos em cápsulas quase retangulares de 6 cm x 3 cm sobre corais e vegetação de fundo e os filhotes nascem com 10 cm.

Agora, especialistas em peixes do Brasil e do mundo se mobilizam para ajudar o Tamar a dar um nome ao tubarãozinho e um trabalho científico a respeito da nova espécie está em andamento. Alguns exemplares de tubarãozinho podem ser vistos pelo público nas exposições permanentes do Tamar denominadas 'Submarino Amarelo', realizadas na Praia do Forte, na Bahia, e no Oceanário de Aracaju, em Sergipe.

As descobertas foram feitas entre 2009 e 2014 na Praia do Forte, na Bahia, durante o acompanhamento de testes no mar com um anzol circular que diminui a captura incidental de tartarugas em 60% e aumenta em 100% as chances de sobrevivência pós-captura. (...)

Veja mais

Mudanças em nosso quadro gerencial

19.Nov.2014

Leia o comunicado que divulgamos nesta quarta-feira (19/11) sobre mudanças em nosso quadro gerencial:

Em relação a notícias que estão sendo publicadas a respeito de “demissões” de gerentes na Petrobras, a companhia informa que vem promovendo mudanças em seu quadro gerencial em função dos resultados de comissões internas de apuração que apontaram o não cumprimento de procedimentos normativos internos.

É importante ressaltar que não houve demissões da companhia já que não há evidência até o momento de dolo, má fé ou recebimento de benefícios por parte desses empregados citados nos relatórios das comissões internas de apuração.

As funções gerenciais não são permanentes, sendo portanto de livre nomeação a qualquer momento por parte da Petrobras.

Veja mais

PF informa que houve erro em menção ao diretor José Carlos Cosenza

19.Nov.2014

computador-2-300x180.jpgLeia o comunicado que divulgamos na tarde desta quarta-feira (19/11) sobre investigações da Polícia Federal:

A Petrobras tomou conhecimento de que o delegado Márcio Adriano Anselmo, da Superintendência Regional do Paraná do Departamento de Polícia Federal, enviou hoje, dia 19/11/14, ofício ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal Federal no Paraná, informando que houve um “erro material” ao mencionar o nome do diretor de Abastecimento, José Carlos Cosenza, como um dos "eventuais beneficiários de vantagens ilícitas no âmbito da Petrobras".

A Polícia Federal afirmou que o nome do diretor deveria constar apenas "em razão do mesmo ter sucedido a Paulo Roberto Costa”. O documento encaminhado ao juiz Sérgio Moro, destaca, ainda, que “não há, até o momento, nos autos, qualquer elemento que evidencie a participação do atual diretor no esquema de distribuição de vantagens ilícitas no âmbito da Petrobras” e que “nenhum dos presos na sétima fase da operação Lava Jato pontuou qualquer relação de José Carlos Cosenza com os fatos ora em apuração".

A Petrobras reitera que vem colaborando com os órgãos públicos de investigação, fiscalização e controle para elucidação dos fatos.

Veja mais

Laboratório entra em operação: maior produtividade e menos riscos em poços de petróleo e oleodutos

19.Nov.2014

Será inaugurado nesta quarta-feira (19/11), o novo prédio de expansão das instalações do Laboratório de Escoamentos Multifásicos Industriais (LEMI), da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo. Na unidade, que conta com nosso financiamento, serão desenvolvidas pesquisas que contribuirão para que poços de petróleo e oleodutos sejam projetados de modo a ter maior produtividade e menos riscos.

O objetivo da expansão é estudar, experimentalmente e numericamente, cenários de escoamento multifásico com fluidos de modo a reproduzir o comportamento do CO2 sob altas pressões, além de ampliar as dimensões de estudos em andamento, como o do separador de gás de fundo do poço para bombeio centrífugo submerso (BCS).

Financiamos a expansão, ao custo de cerca de R$ 3,5 milhões, com investimentos em novas instalações e equipamentos de última geração. Os recursos aportados ao LEMI contribuem para o cumprimento de nossa obrigação contratual com a ANP no segmento de pesquisa e desenvolvimento. A USP, por sua vez, destinou aproximadamente R$ 150 mil a itens de infraestrutura para redes elétrica e hidráulica e fibras óticas para sistemas de voz e dados do laboratório.

“Estamos concluindo a construção de instalações experimentais de grande porte para simular escoamentos de petróleo e dióxido de carbono sob altas pressões e escoamento de gás associado em condições em que ocorre carregamento de líquido, o que prejudica a produtividade. Vamos combinar técnicas ópticas de medição a laser da velocidade de escoamento de petróleo, gás e água, visualização rápida e em alta definição das propriedades desses fluidos e medição de suas densidades por meio de técnica nuclear com raios gama. Aliar técnicas e instrumentação química, física e nuclear em um laboratório de mecânica de fluidos e em escala industrial é inédito no Brasil”, explica o coordenador do laboratório, Oscar Maurício Hernandez Rodriguez. (...)

Veja mais

Recebemos autorização para operação de unidades na Refinaria Abreu e Lima

18.Nov.2014

A Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Ipojuca, Pernambuco, recebeu da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorização para operação das unidades de destilação atmosférica, de tratamento cáustico e de hidrotratamento de nafta. A autorização foi publicada na edição desta segunda-feira (17/11) do Diário Oficial da União.

A ANP também concedeu à Petrobras autorização para a operação de seis tanques do primeiro conjunto de equipamentos (primeiro trem) da Rnest, com capacidade total de armazenamento de 511.559 m³.

A Rnest encontra-se em fase de pré-operação e terá capacidade para processar diariamente 230 mil barris de petróleo por dia quando estiver operando em sua totalidade. A planta terá papel fundamental na produção de derivados no país, sobretudo na produção de diesel com baixo teor de enxofre, que corresponderá a 70% da carga processada da unidade.

Veja mais

Informações sobre a divulgação dos nossos Resultados

18.Nov.2014

Leia nosso esclarecimento divulgado no último domingo (16/11):

Como é de conhecimento público, a Petrobras passa por um momento único em sua história, em face das denúncias e investigações decorrentes da “Operação Lava Jato”, conduzida pela Polícia Federal, na qual o ex-diretor de Abastecimento da Companhia, Paulo Roberto Costa, em depoimento à Justiça Federal em 8/10/2014, fez declarações que, se verdadeiras, podem impactar  potencialmente as demonstrações contábeis da Companhia.

A Petrobras vem tomando diversas providências que visam ao aprofundamento das investigações e, nesse contexto, as seguintes medidas já foram adotadas:

i) Constituição de Comissões Internas de Apuração (CIAs) para averiguar indícios ou ocorrências em determinadas operações que possam ser caracterizados como não conformidades relativas a normas, procedimentos ou regulamentos corporativos. Foram abertas e concluídas as seguintes Comissões Internas de Apuração (CIAs) relacionadas à “Operação Lava Jato”: processo de aquisição da Refinaria de Pasadena; contratos celebrados com a Astromarítima Navegação S.A.; contratos celebrados com a Ecoglobal Ambiental Comércio e Serviços Ltda.; irregularidades no cadastro junto à Petrobras da empresa Sanko-Sider Comércio, Importação e Exportação de Produtos Siderúrgicos Ltda.; procedimentos de contratação para a implantação da RNEST; procedimentos de contratação para a implantação do COMPERJ; e formação de cartel e sobrepreços em contratos celebrados com a Toyo-Setal desde dez/2011.

ii) Atendimento sistemático aos órgãos de controle externo (Tribunal de Contas da União – TCU, Controladoria Geral da União - CGU e Ministério Público).

iii) Requerimento de acesso ao conteúdo da delação premiada feita pelo ex-diretor de Abastecimento da Companhia, Paulo Roberto Costa, que, até o momento, ainda não foi deferido pelo Poder Judiciário.

iv) Acesso ao inteiro teor dos depoimentos do ex-diretor de Abastecimento da Companhia, Paulo Roberto Costa, e do sr. Alberto Youssef, em audiência na 13ª Vara Federal do Paraná, em 8/10/2014.

v) Requerimento de acesso aos inquéritos instaurados pela Polícia Federal para apurar eventuais crimes ocorridos na celebração de contratos entre a Petrobras e diversas empresas que, até o momento, ainda não foi deferido pelo Poder Judiciário. (...)

Veja mais

Recorde de produção no Espírito Santo

18.Nov.2014

Nossa produção de petróleo, condensado e líquido de gás natural no Espírito Santo chegou a 409,6 mil barris no último dia 12 de novembro, configurando recorde diário no estado. Somada à de gás natural, a produção total do estado, na mesma data, alcançou 502,3 mil barris de petróleo equivalente.

O novo recorde de produção de petróleo foi 12,6 mil barris acima do anterior, de 16 de outubro, e resultou da manutenção de elevada eficiência operacional nos nossos sistemas de produção no estado, tanto em terra quanto no mar. O destaque foi o desempenho da plataforma P-58, que opera desde 17 de março no pós-sal e pré-sal do Parque das Baleias e já produz 115 mil barris de petróleo por dia.

A produção exclusiva de gás natural, na mesma data, foi de 14,7 milhões de metros cúbicos.

Veja mais