Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Vinte novas plataformas no pré-sal até 2018

02.Set.2014

p-55-blog.jpgApós o alcance da marca de mais de 500 mil barris por dia, o pré-sal ainda terá contribuição decisiva para as nossas metas de produção. Até o final de 2018, serão instaladas 20 novas plataformas nessa província. Destas, 19 serão alocadas na Bacia de Santos e uma na Bacia de Campos. Ainda em 2014, mais duas novas unidades entrarão em operação: os FPSOs Cidade de Mangaratiba, na área de Iracema Sul, e Cidade de Ilhabela, em Sapinhoá Norte. FPSO (Floating Production Storage Offloading Unit) é a sigla em inglês que identifica uma plataforma flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo.

Em 2015, o FPSO Cidade de Itaguaí entrará em operação na área de Iracema Norte, na Bacia de Santos. Para 2016, estão programadas mais sete unidades: os FPSOs Cidade de Maricá, Cidade de Saquarema, P-66 e P-67 serão instaladas em Lula, a P-74 e P-75, em Búzios, e Cidade de Caraguatatuba, em Lapa. (...)

Veja mais

Promef completa dez anos e conta com 14 embarcações em construção

02.Set.2014

navio-celso-furtado-blog.jpgO Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro completa uma década este ano a todo vapor. Atualmente, o Promef conta com 14 navios em diferentes fases de construção, cinco deles no estágio de acabamento. Três comboios hidroviários, que serão utilizados para o transporte de etanol pela hidrovia Tietê-Paraná e fazem parte do Promef Hidrovias, estão em fase de testes.

O número de projetos encomendados e o volume de investimentos dão a dimensão do programa para a indústria naval brasileira. Até 2020, está prevista a entrega de 49 navios e 20 comboios hidroviários (cada um composto por um empurrador e quatro barcaças), com investimento de R$ 11,2 bilhões. O programa já possibilitou a construção de sete petroleiros, todos em operação. O primeiro a ser entregue foi o navio de produtos (embarcação utilizada para o transporte de derivados claros de petróleo, como gasolina, diesel e querosene de aviação) Celso Furtado, em novembro de 2011.

Desde então, outros seis foram lançados ao mar: três suezmax (embarcação com capacidade para transportar 1 milhão de barris de petróleo e que tem calado de 17 metros, permitindo a passagem pelo Canal de Suez, que liga o Mediterrâneo ao Mar Vermelho) - Dragão do Mar (abril/2014), Zumbi dos Palmares (maio/2013) e João Cândido (maio/2012) - , e os navios de produtos José Alencar (janeiro/2014), Rômulo Almeida (janeiro/2013) e Sérgio Buarque de Holanda (julho/2012). (...)

Veja mais

Postos Petrobras vencem a pesquisa Marcas de Confiança

02.Set.2014

petrobras-distribuidora.jpgNossos postos foram os preferidos na pesquisa Marcas de Confiança, realizada pelo Ibope com leitores da Revista Seleções. Além do evento de premiação nesta terça-feira (02/09), em São Paulo, uma edição especial da revista será lançada com os vencedores.

Para a Petrobras Distribuidora, a escolha reflete a estratégia de ser a marca preferida do consumidor, cada vez mais exigente. Nossa subsidiária investe na oferta de uma linha completa de produtos e serviços de qualidade nos postos. Lançada recentemente, a gasolina aditivada Petrobras Grid, desenvolvida com tecnologia exclusiva para o mercado brasileiro, reforça essa atuação. O combustível, presente em mais de 5.500 postos em todo o país, proporciona maior desempenho e máxima eficiência.

Veja mais

Avião comercial mais moderno do mundo é abastecido com nosso combustível

01.Set.2014

A350-900_RR_AIRBUS_V...A Petrobras Distribuidora foi responsável pelo abastecimento do mais moderno avião comercial do mundo, o Airbus A350-900. A passagem pelo Brasil faz parte de uma das etapas de certificação do modelo, que esteve pela primeira vez no país. O avião promete uma economia de combustível de 25% em relação aos concorrentes.

No recém-inaugurado terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, o Airbus A350-900 foi abastecido pela Petrobras Distribuidora com o combustível JET A-1, totalizando 62.655 litros.

A TAM será a primeira companhia das Américas e quarta no mundo a receber e operar o Airbus A350-900, com previsão para 2015. Posteriormente, Azul, Avianca e Lan também vão operar o avião no Brasil.

Veja mais

Sistema detecta vazamentos e permite redução de custos

01.Set.2014

carmopolis.jpgO Sistema de Detecção de Vazamentos em Oleodutos (SDVO), desenvolvido pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), será implantado ainda este ano na adutora de água produzida pelos campos de Carmópolis, em Sergipe.

O SDVO substitui e aprimora os recursos oferecidos por sistemas computacionais comerciais (softwares) semelhantes permitindo uma redução de custos de, no mínimo, US$ 250 mil dólares por oleoduto.

O sistema, que atualmente monitora 18 oleodutos submarinos na Bacia de Campos e cinco oleodutos terrestres em Sergipe, simula o escoamento do óleo dentro do duto a partir de dados de pressão, vazão e temperatura captados por sensores instalados nos dois extremos do oleoduto. O cruzamento dessas informações permite ao sistema reconhecer um vazamento e, também, determinar a localização do mesmo, hora de início e o tamanho da perda de fluído sofrida. Os dados são acompanhados em tempo real e um alarme visual e sonoro é acionado.  (...)

Veja mais

Equipe Mitsubishi Petrobras é campeã do Rally dos Sertões 2014

01.Set.2014

epqmitsubishi.jpgA dupla Guilherme Spinelli e Youssef Haddad conseguiu mais um título no Rally dos Sertões, garantindo a conquista para a Equipe Mitsubishi Petrobras. Depois de sete dias e mais de 2.600 quilômetros rodados, a disputa chegou ao fim em Belo Horizonte, no último sábado (30/08).

"Mais um título! Fizemos por merecer o rali inteiro. O ASX Racing esteve impecável, o Youssef fez uma navegação sem erros e a equipe trabalhou muito bem. É merecido o resultado. Agora é aproveitar a festa", comemorou Guiga, que é o maior vencedor do maior rali do Brasil, com cinco títulos. (...)

Veja mais

Ciência sem Fronteiras: respostas ao jornal O Globo

31.Ago.2014

resposta-o-globo.jpgLeia as respostas que enviamos ao jornal O Globo sobre bolsas do programa Ciência sem Fronteiras:

Pauta: "Farei matéria sobre a doação de bolsas de estudo, pela Petrobras, ao programa Ciência sem Fronteiras.

O Ministério da Educação informou que a Petrobras doará 10 mil bolsas, ou seja, o dobro das 5 mil acordadas inicialmente, no lançamento do programa, em 2011."

Respostas:

Pergunta: Qual será o custo adicional da Petrobras para doar as 5 mil bolsas, atingindo um total de 10 mil bolsas doadas ao Ciência sem Fronteiras?

Resposta: O apoio das 5 mil bolsas adicionais para o Programa Ciência sem Fronteiras está estimado em R$ 423 milhões.

Pergunta: Até quando a Petrobras doará as 10 mil bolsas? Com relação às 5 mil bolsas iniciais, a informação que recebi em fevereiro é que elas seriam doadas até 2015.

Resposta: Sobre as 5 mil bolsas iniciais, a Petrobras firmou o Protocolo de Cooperação Científica, Tecnológica e Inovação com o CNPq e Capes, em 09/05/2012, no qual foi estabelecido, por meio de um Plano de Trabalho, que os valores serão desembolsados ao longo da vigência do Protocolo, que tem duração de 84 meses. Com relação ao compromisso firmado este ano de mais 5 mil bolsas, ainda é necessária a conclusão do Plano de Trabalho junto ao CNPq e Capes para a definição dos prazos. A Petrobras definiu que a contribuição ao Programa seria feita por meio de termo de cooperação, sendo as bolsas concedidas pelo CNPq e pelo Capes.

Pergunta: O que levou a Petrobras a dobrar o número de bolsas doadas ao Ciência sem Fronteiras?

Resposta: Diante da necessidade de fomento à formação de mão-de-obra qualificada no Brasil, diversas iniciativas de estímulo à formação de recursos humanos na indústria de óleo e gás vêm sendo desenvolvidas e implantadas pela Petrobras. O apoio ao Programa Ciência sem Fronteiras, nas áreas de conhecimento de interesse da indústria de óleo & gás, é um exemplo (...)

Veja mais

Balanço da gestão Graça Foster: respostas ao jornal O Globo

31.Ago.2014

resposta-o-globo.jpgLeia a resposta que enviamos ao jornal O Globo sobre “Balanço da gestão da presidente Graça na Petrobras”:

Pauta: Estamos fazendo uma matéria para a editoria Nacional para sair neste domingo. Após falar com analistas ontem e hoje, chegamos a conclusão de que é preciso ouvir a posição da companhia.

A ideia da matéria é fazer o balanço da companhia desde que Graça assumiu a empresa, em fevereiro de 2012. Analistas destacaram o seguintes pontos:

1) Os problemas com a defasagem de preços dos combustíveis.
2)  Aumento do endividamento.
3) Queda no lucro líquido.
4) Produção andando de lado.

A conclusão deles é que a mudança prometida pela presidente Graça ainda está muito tímida, com a reversão dos números.

Resposta enviada:

1) Reajustes de combustível de 2012 a 2014

Neste período foram realizados 10 reajustes de preço: 4 no preço da gasolina e 6 no preço do diesel que totalizaram, respectivamente, 19,5% e 31,8%.

Em novembro de 2013 foi apreciada pelo Conselho de Administração e implementada pela Companhia a política de preços de diesel e gasolina que, junto com o aumento da produção, objetiva adequar os indicadores de endividamento e alavancagem aos limites estabelecidos por este Conselho até dezembro de 2015. 

Esta política visa alcançar a convergência dos preços no Brasil com as referências internacionais sem repassar a volatilidade dos preços internacionais ao consumidor doméstico.

2) Aumento momentâneo do endividamento para crescimento da Petrobras

producao-2014.gif

Desde 2012 investimos R$ 230 bilhões, enquanto o endividamento líquido aumentou R$ 138 bilhões. Este volume de investimentos representa a dimensão das oportunidades que a Petrobras tem para aumentar sua produção de petróleo e de derivados, principalmente. Nossas reservas de petróleo, produção de óleo, bem como o mercado de derivados cresceram mais do que as grandes empresas de petróleo (ExxonMobil, Chevron, Shell e BP). Estamos captando recursos para investir em novos projetos, portanto, nos endividando para crescer.

Com a atual elevação da produção de petróleo, a maior eficiência do atual parque de refino, bem como a entrada em operação da Refinaria Abreu e Lima em novembro de 2014, aumenta a geração operacional de caixa. Este crescimento continuado resulta em Fluxo de Caixa Livre positivo (geração operacional superior aos investimentos), antes de dividendos, já a partir de 2015, reduzindo significativamente a necessidade de contratação de novas dívidas.

3) Produção de petróleo da Petrobras vem crescendo consistentemente desde janeiro de 2014

Os dados comprovam que a produção de petróleo acumula 6 meses de crescimento contínuo. Dados preliminares de agosto apontam para cerca de 2.100 mil barris por dia até o momento, ou seja, +9,5% de crescimento acumulado no ano. (...)

Veja mais

Transpetro adota tecnologia ecológica na manutenção de instalações

31.Ago.2014

paranagua-terminal.jpgA Transpetro tem aplicado um novo revestimento ecológico nas instalações dos terminais de Paranaguá (PR), Pecém (CE), Madre de Deus (BA) e São Mateus (ES), operados pela companhia. Trata-se do elastômero. O material ajuda a evitar a corrosão externa nos terminais aquaviários, submetidos à atmosfera marítima, que é mais agressiva.

À base de água, o produto oferece proteção de longo prazo. Seu uso garante até oito anos de durabilidade - período quatro vezes maior do que o proporcionado pelas técnicas anteriores. Além de aumentar a segurança e a durabilidade dos equipamentos, a medida também reduz custos. (...)

Veja mais

Festival Internacional de Cinema de Brasília apresenta títulos inéditos no país

31.Ago.2014

Artistas e cineastas de vários continentes estão reunidos na 3ª edição do Festival Internacional de Cinema de Brasília (Brasília Internacional Film Festival - BIFF), que conta com nosso patrocínio. O evento, que começou no dia 28 de agosto e vai até 6 de setembro, exibe mais de 30 filmes na capital federal, dentre eles, os de Geraldine Chaplin, filha de Charles Chaplin. A atriz é convidada de honra desta edição do BIFF e vem ao Brasil pela primeira vez.

Na programação do festival – que apresenta títulos inéditos no Brasil, inclusive alguns exibidos recentemente em festivais como os de Cannes e de Berlim – há quatro mostras: Competitiva, Panorama Mundi, Mundo Animado e Mostra Homenagem. A mostra competitiva reúne doze longas-metragens produzidos na Europa, na Ásia, na América Latina e nos Estados Unidos. Após cada exibição, um representante de cada filme será convidado ao debate com a plateia. Haverá também palestras e seminários.

Os filmes serão exibidos das 9h30às 21h. Os ingressos estão à venda por R$ 12 e R$ 6 (meia entrada) nas bilheterias do Cine Brasília e nas salas do Cine Cultura Liberty Mall. A mostra infantil tem entrada gratuita.

Serviço
Festival Internacional de Cinema de Brasilia (BIFF)
Data: Até 6 de setembro
Horário: das 9h30 às 21h
Programação completa:http://www.biffestival.com
Ingressos: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia) nas bilheterias do Cine Brasília (Quadra 106/107 Sul) e do Cine Cultura (SCN quadra 02, Shopping Liberty Mall - Asa Norte).

Veja mais