Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Acordo de leniência prevê ressarcimento de mais R$ 81 milhões

19.Jan.2017

Vamos receber cerca de R$ 81 milhões da empresa britânica Rolls-Royce, que firmou acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Lava Jato. O acordo prevê a devolução integral do lucro líquido obtido pela empresa em seis contratos de fornecimento de bens e serviços para a Petrobras. Contempla ainda o valor integral pago a título de comissão a intermediários contratados para atuar perante a companhia e o pagamento de multa, prevista na Lei de Improbidade, equivalente a uma vez o valor das comissões dos intermediários.

“Estamos colaborando continuamente com todas as investigações e temos conseguido resultados expressivos”, conta a gerente executiva do Jurídico, Taísa Maciel. (...)

Ver post completo

Concluímos venda de US$ 4 bilhões em títulos no exterior

17.Jan.2017

Concluímos hoje, através da subsidiária Petrobras Global Finance B.V. (PGF), a oferta de títulos no mercado de capitais internacional (denominados global notes), no valor de US$ 4 bilhões. Do total, US$ 2 bilhões terão vencimento em cinco anos e US$ 2 bilhões em dez anos.

A demanda do mercado foi de aproximadamente US$ 19 bilhões (cerca de cinco vezes o valor final), representando ordens de 592 investidores dos Estados Unidos, Europa, Ásia e América Latina. O título com vencimento em 2022 foi emitido com custo de 6,125% ao ano (a.a.), enquanto o título com vencimento em 2027 teve como resultado um custo de 7,375% a.a., índices significativamente inferiores aos executados em maio de 2016 (8,625% a.a. para cinco anos e 9% a.a. para dez anos). As operações foram precificadas com os menores níveis de prêmio em relação aos títulos em negociação da companhia, considerando as últimas transações de grandes emissores. Os prêmios são taxas pagas aos investidores em relação aos papéis comercializados no mercado secundário. (...)

Ver post completo

Somos a empresa com a melhor operação de gestão de dívida em 2016

13.Jan.2017

LatinFinance.jpgRecebemos o prêmio “Corporate Liability Management of the Year” da revista LatinFinance, na noite desta quinta-feira, em Nova York, por termos sido considerados como a empresa que executou a melhor operação de gestão de dívidas no mercado internacional de capitais em 2016.

Fomos premiados pelas duas operações de emissão e recompra de títulos no mercado internacional, realizadas em maio e em julho do ano passado. Na primeira emissão, emitimos um total de US$ 6,75 bilhões em títulos com prazo de cinco e dez anos. Na segunda, em julho, captamos mais US$ 3 bilhões através da reabertura destas séries de títulos. Em ambas as transações, utilizamos os recursos para recomprar títulos com vencimento entre 2017 e 2019, com o intuito de estender o prazo médio de nossas dívidas. (...)

Ver post completo

Cumprimos meta de produção, destaca Pedro Parente a jornalistas

11.Jan.2017

cafemanha.jpgPelo segundo ano consecutivo, atingimos a meta anual de produção, destacou o presidente Pedro Parente, em café da manhã com jornalistas. No ano passado, produzimos 2.144.256 barris de petróleo por dia, para uma meta de 2,145 milhões de barris por dia. Na atual gestão, "meta é coisa séria", disse Parente.

Em evento realizado no nosso edifício-sede, no Centro do Rio, Parente destacou as expectativas para o ano: “Em 2017 vamos consolidar esse processo de virada da empresa. A Petrobras vai voltar a ser motivo de orgulho para seus trabalhadores e a sociedade brasileira”. (...)

Ver post completo

Atingimos meta de produção pelo segundo ano consecutivo e com recordes históricos

11.Jan.2017

FPSO_MANGARATIBA.jpg

A nossa produção média de petróleo no Brasil atingiu, em 2016, recorde histórico anual, alcançando a marca de 2.144.256 barris por dia (bpd), 0,75% acima do resultado do ano anterior e em linha com a meta de 2,145 milhões bpd prevista para o período. Pelo segundo ano consecutivo, cumprimos o planejamento previsto, reforçando o compromisso com a previsibilidade de nossas projeções.

A média anual da produção operada na camada pré-sal, em 2016, também foi a maior da nossa história, atingindo a marca de 1,02 milhão barris de óleo por dia e superando a produção de 2015 em 33%. (...)

Ver post completo

Revisamos o preço dos combustíveis

05.Jan.2017

gasolina-liq.jpgDe acordo com nossa política de preços anunciada em outubro de 2016, o Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) decidiu elevar o preço do diesel nas refinarias em 6,1%, em média. Os novos valores começam a ser aplicados a partir de 06/01/2017. O preço da gasolina nas refinarias ficou inalterado.

A decisão é explicada principalmente pelo efeito da continuada, embora mais discreta, elevação dos preços do petróleo nos mercados internacionais, pela valorização do real desde a última revisão de preços e por ajustes na nossa competitividade no mercado interno de gasolina e diesel. As revisões anunciadas hoje refletem também movimentos sazonais nas cotações globais dos derivados, com os preços do diesel respondendo a uma maior demanda em função de inverno no hemisfério norte. (...)

Ver post completo

Plano de parcerias e desinvestimentos avança com venda da Petrobras Chile

04.Jan.2017

expansao_chile_02.jpg

Finalizamos hoje a operação de venda, assinada em 22 de julho de 2016, de 100% da Petrobras Chile Distribuición Ltda (PCD) para a Southern Cross Group. O valor da entrada de caixa resultante da operação foi de US$ 470 milhões, dos quais US$ 90 milhões foram oriundos da distribuição de dividendos líquidos de impostos da PCD, ocorrida em 9 de dezembro de 2016, e os demais US$ 380 milhões foram pagos, na data de hoje, pela Southern Cross Group. Este valor ainda está sujeito a ajustes finais.

A PCD é a companhia de distribuição de combustíveis da Petrobras no Chile e conta com 279 postos de serviços, uma planta de lubrificantes, oito terminais de distribuição, operações em 11 aeroportos e participação em duas empresas de logística. A operação também inclui o licenciamento das marcas Petrobras e Lubrax, por um período de oito anos, podendo ser renovado. (...)

Ver post completo

Concluída a venda da Nansei Sekiyu

29.Dez.2016

refinaria-okinawa.jpgFinalizamos, ontem, a venda de 100% das ações da Nansei Sekiyu (“NSS”) para a Taiyo Oil Company (“Taiyo”).  A operação foi concluída com o pagamento de US$ 165 milhões pela Taiyo, após o cumprimento de todas as condições precedentes previstas no contrato, assinado em 17 de outubro de 2016. Este valor ainda está sujeito a ajustes finais.

A operação foi contabilizada no programa de parcerias e desinvestimentos, que atingiu US$ 13,6 bilhões no biênio 2015-2016. A venda está alinhada ao nosso Plano Estratégico que prevê a otimização do portfólio de negócios. (...)

Ver post completo

Vendemos ativos nas áreas de açúcar, etanol e petroquímica por US$ 587 milhões

28.Dez.2016

assinatura-sabara.jpg

Fechamos hoje duas vendas de ativos no valor total de US$ 587 milhões. A subsidiária Petrobras Biocombustível (PBIO) vendeu para a Tereos Participations - empresa do grupo francês Tereos - a totalidade da sua participação na Guarani, correspondente a 45,97% do capital da companhia, pelo valor de US$ 202 milhões. Foi também aprovada hoje pelo nosso Conselho de Administração (CA) a venda da Companhia Petroquímica de Pernambuco (PetroquímicaSuape) e da Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe) para duas subsidiárias da empresa mexicana Alpek pelo valor de US$ 385 milhões.

Com as operações anunciadas hoje, nosso programa de parcerias e desinvestimentos totalizou US$ 13,6 bilhões no biênio 2015-2016, ficando abaixo da meta de US$ 15,1 bilhões estabelecida para o período. O não atingimento da meta é explicado pela obrigação em cumprir decisão liminar da Justiça de Sergipe, impedindo a conclusão das negociações dos campos de Tartaruga Verde e Baúna, localizados, respectivamente, na Bacia de Campos e na Bacia de Santos, para as quais já estávamos em estágio avançado de negociação. A meta do programa de parcerias e desinvestimentos para o biênio 2017-2018 será automaticamente acrescida desses valores, totalizando agora US$ 21 bilhões. (...)

Ver post completo

Tecnologia transforma resíduo de termelétrica no RN em insumo para fábrica de cerâmica

28.Dez.2016

UTEJSP.jpgAté quatro toneladas diárias de resíduos gerados pela nossa termelétrica Jesus Soares Pereira agora poderão ser transformados em produtos cerâmicos. Trata-se de um projeto de aproveitamento do lodo residual da operação na unidade. O trabalho é fruto do convênio da nossa usina, instalada em Alto do Rodrigues, no Vale do Açu, Rio Grande do Norte, com o Centro de Tecnologia do Gás e Recursos Renováveis (CTGás-ER).

Além dos benefícios ambientais para região, o projeto proporciona uma economia de cerca de R$ 400 mil por ano à Petrobras, uma redução de mais de 90% dos custos de gestão do resíduo. Antes, o resíduo era transportado para um aterro sanitário no município de Ceará Mirim, a 175 quilômetros da termelétrica. Agora é aproveitado como matéria-prima na fabricação de tijolos, em uma indústria, no município de Pendências, a 22 quilômetros da usina. (...)

Ver post completo