Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Nota de esclarecimento sobre a Refinaria Abreu e Lima

29.Ago.2014

esclarecimento-imprensa-notebook.jpgCom relação à matéria veiculada no jornal O Globo desta sexta-feira (29/08/14), sob o título "Petrobras: ex-diretor preso foi decisivo para aprovar Abreu e Lima", repudiamos veementemente a afirmação que “parte das sugestões de Costa foi aprovada por Graça”.

Esclarecemos que todas as proposições levadas à Diretoria Executiva por nossos diretores são aprovadas pelo colegiado, ou seja, não existe qualquer possibilidade de um único diretor aprovar individualmente a proposição de outro diretor, como o subtítulo da matéria dá a entender.

Também não é verdade a afirmação de que “a maioria das decisões sobre Abreu e Lima não passava pela Diretoria Executiva ou pelo Conselho de Administração da Petrobras”. Esclarecemos que todos os contratos e aditivos da Refinaria Abreu e Lima - RNEST, inclusive os assinados até 16/12/2013, por ocasião de sua incorporação foram submetidos previamente aos nossos órgãos competentes para autorização interna e recomendação para aprovação da RNEST, observadas as análises técnicas, comerciais, tributárias e jurídicas pertinentes, conforme modelo de governança do Sistema Petrobras. Registramos ainda, que não é atribuição do nosso Conselho de Administração aprovar contratos e aditivos da RNEST e de qualquer outro empreendimento.

Em relação ao questionamento “se as propostas de Costa nas reuniões de Diretoria Executiva foram revistas após as descobertas feitas pela PF”, informamos que todas as decisões tomadas no âmbito do colegiado da nossa Diretoria Executiva, no período de 2005 a 2011, obedeceram às normas e padrões vigentes e são auditadas regularmente conforme nosso Plano Anual de Atividade de Auditoria Interna. (...)

Veja mais

Mayra Aguiar é campeã mundial na Rússia

29.Ago.2014

A judoca gaúcha Mayra Aguiar, de 23 anos, consagrou-se campeã mundial da categoria meio-pesado feminino (até 78kg), nesta sexta-feira (29), no Mundial de Judô da Rússia. Mayra passou por todos os adversários e ganhou o ouro após derrotar a francesa Audrey Tcheumeo na decisão. Com o ouro, Mayra Aguiar, que nasceu em Porto Alegre, tornou-se a brasileira com o maior número de medalhas em mundiais, considerando-se tanto homens quanto mulheres. No total, ela tem quatro: além do ouro conquistado nesta sexta-feira, ela foi prata no Mundial de Tóquio em 2010, e bronze em Paris, em 2011, e no Rio de Janeiro, ano passado. Patrocinamos o judô brasileiro desde junho de 2013.

A luta mais difícil de Mayra foi contra a sua grande rival, a americana Kayla Harrison, na semifinal. Ela já havia vencido Mayra na semifinal da Olimpíada de Londres, em 2012, quando consagrou-se campeã olímpica. Na ocasião, Mayra ficou com a medalha de bronze. Na Rússia, a gaúcha deu a volta por cima e venceu a adversária, passando para a final. Kayla terminou com o bronze. Esta é a 38ª medalha do Brasil em mundiais. Além de Mayra, já foram campeões mundiais Rafaela Silva (2013), Luciano Corrêa (2007), Tiago Camilo (2007) e João Derly (2005 e 2007).

Neste sábado (30), último dia de competição individual, cinco brasileiros vão lutar: Luciano Corrêa no meio-pesado e David Moura, Rafael Silva, Maria Suelen Altheman e Rochele Nunes no pesado. No domingo (31), serão disputadas as competições por equipe. (...)

Veja mais

Pré-sal tem os poços mais produtivos do país

29.Ago.2014

FPSO-sao-paulo.jpgOs poços de petróleo mais produtivos do Brasil estão no pré-sal. Localizado no campo de Sapinhoá, na Bacia de Santos, o melhor poço do país produz em média 34 mil barris por dia. O poço é um dos quatro interligados ao FPSO Cidade de São Paulo, que atingiu sua capacidade máxima de produção – 120 mil barris por dia – em julho, com apenas quatro poços. FPSO (Floating Production Storage Offloading Unit) é a sigla em inglês que identifica uma plataforma flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo.

A superação das previsões iniciais também aconteceu com a plataforma Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula. Inicialmente, a previsão era de que ela atingisse sua capacidade, de 100 mil barris por dia, por meio de seis poços. Mas foram necessários apenas quatro, cada um produzindo cerca de 24 mil barris por dia, para chegar à marca. (...)

Veja mais

Remuneração de administradores: carta ao Estado de S. Paulo

29.Ago.2014

carta-geral.jpgLeia a carta que enviamos ao jornal O Estado de S. Paulo sobre a remuneração de nossos administradores:

Com relação à matéria publicada nesta quinta-feira (28/8), no jornal O Estado de S. Paulo, a Petrobras reforça a resposta enviada ao veículo esclarecendo que é errada a informação de que “a remuneração dos administradores da companhia foi reajustada em 43%”. Como já explicado em resposta enviada ao jornal, os valores não são comparáveis. O total referente ao primeiro semestre de 2014, publicado no balanço da SEC, considera pagamentos como, por exemplo, os encargos recolhidos para fins de FGTS (8%) e Previdência Social (20%), que não constavam no primeiro semestre de 2013. A inclusão segue orientação do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Esta informação foi omitida.

Ao contrário do que diz a reportagem, a Assembleia Geral dos Acionistas da Petrobras aprovou em 2 de abril deste ano o acréscimo de 3,68% - e não 43% - na remuneração global dos diretores para o período abril/2014 a março/2015, em relação ao mesmo período do ano anterior. Os salários dos diretores tiveram como reajuste 7,67%, o que nada tem a ver com um aumento equivalente a 11 vezes a inflação oficial como dito no texto. (...)

Veja mais

Alcançamos nosso maior valor de mercado desde 2012

29.Ago.2014

Atingimos, na última quarta-feira (27/8), nosso maior valor de mercado desde outubro de 2012. De acordo com dados da Bloomberg, fechamos o pregão com valor de mercado de R$ 288,9 bilhões. O valor de mercado foi o mais alto desde 27 de outubro de 2012, quando chegamos a R$ 294,2 bilhões.

O crescimento do valor de mercado foi influenciado por alta das ações ordinárias (com direito a voto em assembleias da empresa) e das ações preferenciais (sem direito a voto e com prioridade na distribuição de dividendos). No fechamento do pregão de quarta-feira, as ações preferenciais eram comercializadas a R$ 22,84, enquanto as ações ordinárias chegaram a R$ 21,62.

Desde o início de agosto somos a empresa com maior valor de mercado no Brasil. Assumimos o primeiro lugar no ranking de valor de mercado no pregão de 5 de agosto, quando chegamos a R$ 247 bilhões.

Veja mais

Metodologia de cálculo de PLR: respostas ao jornal O Estado de S. Paulo

29.Ago.2014

Leia as respostas que enviamos ao jornal o Estado de S. Paulo a respeito de nossa metodologia de cálculo de definição e pagamento de PLR (Participação nos Lucros e Resultados):

Pergunta: Gostaria de obter informação sobre a metodologia de cálculo de Definição e Pagamento de PLR no Sistema Petrobras.

Quais fatores/elementos são utilizados nesse cálculo? Qual impacto da produção e do refino sobre esse cálculo?

Resposta: Os indicadores para a definição do montante da PLR, negociados com as entidades sindicais representantes dos empregados, são os seguintes: Volume Total de Petróleo e Derivados Vazados; Custo Unitário de Extração sem Participação Governamental - Brasil; Produção de Óleo e LGN- Brasil; Carga Processada – Brasil; Eficiência das Operações com Navio; e Atendimento à Programação de Entrega de Gás Natural.

O impacto da produção e do refino sobre o cálculo da PLR se dá pelo conjunto dos resultados desses indicadores. O percentual de atingimento das metas do conjunto de indicadores levará ao percentual de cumprimento global de metas (média simples), que determinará um montante do Lucro Líquido do Sistema Petrobras. Esse montante não poderá ser maior que os 25% sobre os dividendos pagos aos acionistas, conforme determina a legislação.

Pergunta: As metas apresentadas aos trabalhadores para esse cálculo são as mesmas apresentadas no Plano de Negócios da Companhia?

Resposta: Sim. As metas dos indicadores são definidas pela Diretoria Executiva da companhia e aprovadas pelo Conselho de Administração quando da revisão anual do Plano de Negócios e Gestão – PNG. A metodologia é aplicada corporativamente, sem diferenças entre áreas. O valor individual que cada empregado pode receber de PLR varia conforme seu nível na tabela salarial. (...)

Veja mais

Desenvolvemos tecnologia que impulsiona a produção no pré-sal

28.Ago.2014

boia-BSR-blog.jpg

Ganhamos um aliado de peso para acelerar e aumentar a produção no pré-sal. Trata-se das Boias de Sustentação de Risers (BSRs) ou boias flutuantes, tecnologia que permite instalar de forma segura os dutos que transportam o petróleo do poço, no leito marinho, até as plataformas, na superfície da água. Cada boia tem dez metros de altura, 40 metros de largura e 52 metros de comprimento, o que equivale a aproximadamente metade de um campo de futebol.

Com essa tecnologia, o sistema de transporte de petróleo fica mais protegido das ondas e das fortes correntes marítimas, comum na Bacia de Santos, área do pré-sal. Isso porque as boias trazem uma maior estabilidade para o sistema de produção e permitem a instalação dos equipamentos submarinos antes mesmo da chegada da plataforma ao local de produção. O conceito da BSR começou a ser desenvolvido na década de 90 com o objetivo de minimizar a transferência dos movimentos das plataformas para os risers de produção. (...)

Veja mais

Conheça nossos principais tipos de navios

28.Ago.2014

tipos-de-navios-suezmax.jpgSuezmax

É um navio petroleiro para o transporte de óleo cru. Sua capacidade de carregamento está na faixa de 140 mil a 175 mil toneladas de porte bruto (TPB). Essa embarcação atende às limitações do Canal de Suez, no Egito: largura de 48 metros e calado de 17 metros. Entre os navios da frota da Transpetro, estão Ataulfo Alves, Dragão do Mar, João Cândido, Zumbi dos Palmares, entre outros. (...)

Veja mais

Remuneração de administradores: esclarecimento à Agência Estado

28.Ago.2014

Leia nosso esclarecimento à Agência Estado a respeito da remuneração de nossos administradores:

Voltamos a destacar que a remuneração global a ser paga aos administradores aprovada este ano incluiu os encargos recolhidos para fins de FGTS (8%) e Previdência Social (20%), conforme orientação do Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o que não ocorria no passado.

Considerando a inclusão desses encargos, o montante aprovado para o período abril/2014 a março/2015 representa um acréscimo de 3,68% em relação ao montante para o período abril/2013 a março/2014.

Os valores a que o jornal se referiu são aqueles declarados no balanço da empresa como compensação de curto prazo referente ao 1º semestre de 2013 e no mesmo período de 2014, respectivamente, que contemplam salários, benefícios, remuneração variável e, em 2014, também os encargos. Os salários dos diretores tiveram como reajuste o índice do IPCA do período. (...)

Veja mais

Esclarecimento sobre a Refinaria Abreu e Lima - RNEST

27.Ago.2014

Leia nossa nota de esclarecimento sobre a Refinaria Abreu e Lima (RNEST), divulgada nesta quarta-feira:

Em referência à matéria publicada hoje (27/8) no jornal O Globo sob o título "Petrobras aprovou Abreu e Lima apesar de parecer contrário", a Petrobras esclarece que não procedem as afirmações veiculadas pelas razões apresentadas abaixo.

É de competência da Diretoria Executiva da Petrobras a aprovação da execução de projetos de investimento como o da Refinaria Abreu e Lima (RNEST).  No caso da RNEST, pela sua importância a Diretoria Executiva, decidiu que fosse feita uma apresentação para dar conhecimento ao Conselho de Administração sobre a referida aprovação.

A autorização da Diretoria Executiva para início da fase de execução do projeto da RNEST ocorreu em 25 de novembro de 2009, com base em relatório de viabilidade técnico-econômica, elaborado pela Diretoria de Abastecimento, que considerava os resultados de avaliação empresarial e de análises de sensibilidade complementares, suportado por pareceres técnicos das áreas de Estratégia Corporativa, Tributário, Planejamento Financeiro, e de Segurança, Meio Ambiente e Saúde.

Diferente do que afirma a matéria em questão, o citado parecer técnico de 19 de novembro de 2009, da área de Estratégia Corporativa, confirma a atratividade econômica do projeto com base no resultado de análises complementares, que consideraram fatores associados à vida econômica, desoneração tributária e perda de mercado evitada.  Assim sendo, o parecer, em suas conclusões, afirma que "considerando perpetuidade, as análises complementares de desoneração tributária e de perda de mercado evitada, o projeto apresenta VPL (valor presente líquido) positivo" e, ainda, que "o projeto, em termos operacionais, representa um impacto bastante positivo para o sistema de abastecimento nacional". (...)

Veja mais