Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Concluímos poço em tempo recorde no pré-sal

24.Jul.2014

pre-sal.jpgAlcançamos mais um recorde em nossas atividades no pré-sal. Perfuramos e completamos o poço 8-LL-38D-RJS, na área de Lula/Iracema Sul, no pré-sal, em  92 dias. Inicialmente estavam programados 121 dias para se concluir essa operação. Com o ganho de 29 dias, tivemos uma economia de US$ 25 milhões. Trata-se de um poço injetor que tem por objetivo ajudar na recuperação do petróleo através da injeção de gás no reservatório e, assim, otimizar a produção.

O poço entrará em operação no final deste ano com potencial de injeção superior a 2 milhões de metros cúbicos de gás por dia, interligado ao sistema de compressão da Unidade de Produção Cidade de Mangaratiba, em profundidade d´água de 2.214  metros. A profundidade do poço do nível do mar até o reservatório é de 5.450 metros.

Devido à tecnologia que desenvolvemos no pré-sal, atualmente já produzimos cerca de 500 mil barris de petróleo por dia nessa província, um patamar atingido apenas oito anos após a primeira descoberta. No Golfo do México, por exemplo, foram necessários 19 anos para se chegar ao mesmo nível de produção; no Mar do Norte, nove e, na Bacia de Campos (Brasil), esse índice foi alcançado 16 anos após a primeira descoberta. (...)

Veja mais

Navios do Promef recebem certificado internacional de excelência em segurança e saúde

24.Jul.2014

A Transpetro recebeu a certificação Statement of Voluntary Compliance para os quatro navios de produtos do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) que já estão em operação. O documento foi emitido pelo órgão certificador Lloyds Register para o navio Rômulo Almeida e, em seguida, para os navios Celso Furtado, Sérgio Buarque de Holanda e José Alencar. A carta de conformidade foi conquistada após criteriosa verificação do atendimento aos requisitos da Maritime Labour Convention (Convenção Sobre o Trabalho Marítimo), realizada a bordo das embarcações.

O reconhecimento do órgão certificador evidencia o padrão de excelência das unidades quanto ao grau de conforto e habitabilidade. A MLC, 2006 estabelece padrões mínimos de saúde, segurança e bem-estar a bordo para marítimos em todo o mundo e assegura que os governos e armadores estejam comprometidos a estabelecer condições apropriadas de vida e de trabalho para os profissionais de mar.

A Maritime Labour Convention (MLC) foi adotada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em fevereiro de 2006 e entrou em vigor, internacionalmente, em agosto de 2013. Atualmente, 60 países já ratificaram a MLC, dentre eles Austrália, Canadá, França, Itália e Argentina. Temos buscado voluntariamente a conformidade com a Convenção, ainda que o Brasil não seja signatário do documento.

Veja mais

Metas de produção: carta à imprensa

24.Jul.2014

carta-geral.jpgLeia carta que enviamos aos veículos Reuters, Folha de S.Paulo e Brasil Econômico, que publicaram reportagens com opinião de analistas sobre nossas metas de aumento de produção:

Em resposta à matéria publicada no dia 22/07, a companhia esclarece que o crescimento da produção de petróleo em junho, de 1,7% em relação a maio de 2014, está alinhada ao previsto no Plano de Negócios e Gestão para este ano.

A Petrobras reafirma seu compromisso com a meta de crescimento da produção de 7,5% em 2014, com margem de 1% para mais ou para menos. Ainda este ano, entrarão em operação três novas plataformas, além das duas que entraram recentemente. Além disso, novos poços serão interligados, suportando a manutenção do crescimento da produção.

Veja mais

Pesquisa utiliza bactéria da Antártida para produzir borracha sustentável

23.Jul.2014

A partir de uma bactéria encontrada na Antártida e do melaço de cana-de-açúcar, por meio de nosso Centro de Pesquisas (Cenpes), em parceria com a Universidade de Agricultura de Atenas (Grécia) e com o Instituto de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), estamos conseguindo produzir uma importante molécula para a indústria química e petroquímica nacional. Conhecida como butanodiol, esta molécula é utilizada na produção do butadieno, insumo de elevada demanda na indústria para a produção de borrachas sintéticas. A borracha é gerada a partir de moléculas fósseis e o resultado, se comprovado em nível industrial, permitirá a abertura de uma nova fronteira verde nessa área.

A tecnologia, já testada em laboratório, passa no momento por testes industriais, e caso seja aprovada, a sua utilização em escala irá contribuir para o aumento do volume de produção nacional do butadieno, suprindo o mercado nacional, atualmente abastecido com a importação do produto. Até o momento foi investido cerca de R$ 1,5 milhão. Estima-se que até 2016 sejam testadas novas matérias-primas para a obtenção dessa molécula e que até 2017 seja ampliada a escala de testes.

Veja mais

Desmentidos & Correções – 23/07/2014

23.Jul.2014

desmentidos-e-correcoes.jpgEm relação à reportagem "Sob pressão, Petrobras leva refino ao limite", publicada pela Folha de S. Paulo no último domingo (20/07), reafirmamos que nossas refinarias operam com base nas melhores práticas nacionais e internacionais respeitando as cargas autorizadas pelos órgãos reguladores, bem como os princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde que norteiam nossas ações. Para mais informações sobre o tema, sugerimos a leitura da carta que enviamos ao jornal.

Sobre a matéria “TCU aponta irregularidades”, publicada na segunda-feira (21/07) pelo Correio Braziliense, reafirmamos que não há superfaturamento em nossas obras. No Comperj, o maior valor atualmente previsto reflete, principalmente, adequações de escopo (incorporação como investimento das unidades de Geração de Vapor, Tratamento de Água e Efluentes e Geração de Hidrogênio que seriam originalmente implantadas por terceiros), aditivos contratuais decorrentes da necessidade de replanejamento das atividades de alguns contratos e reajustes contratuais. Confira também a carta enviada ao veículo.

Veja mais

TCU: carta ao Correio Braziliense

23.Jul.2014

carta-correio-brasiliense.jpgLeia carta que enviamos ao Correio Braziliense sobre reportagem que trata de supostas irregularidades apontadas pelo TCU: 

Com relação à matéria “TCU aponta irregularidades” (21/07), a Petrobras reafirma que não há superfaturamento em suas obras. No Comperj, o maior valor atualmente previsto reflete, principalmente, adequações de escopo (incorporação como investimento das unidades de Geração de Vapor, Tratamento de Água e Efluentes e Geração de Hidrogênio que seriam originalmente implantadas por terceiros), aditivos contratuais decorrentes da necessidade de replanejamento das atividades de alguns contratos e reajustes contratuais.

Os pagamentos de seus compromissos com as contratadas para a obra cumpriram a legislação vigente e os prazos estabelecidos contratualmente. Aditivos, gerados para adequação dos contratos ao cronograma de entrega de equipamentos, foram celebrados de acordo com os procedimentos internos e a legislação aplicável. O primeiro conjunto de unidades do Comperj tem cerca de 73% das obras concluídas e previsão de entrada em operação em agosto de 2016. O investimento previsto para esta primeira etapa é de US$ 13,2 bilhões.

Com relação às obras da Refinaria Abreu e Lima, a Petrobras reafirma que não há superfaturamento ou sobrepreço. Desde 2008, a companhia vem esclarecendo ao TCU que há divergência metodológica na contabilização de itens que são específicos da construção de refinarias. O próprio tribunal reviu valores após os esclarecimentos. Ainda não há parecer conclusivo do TCU sobre o assunto.

Veja mais

Refino: carta à Folha de S. Paulo

23.Jul.2014

Leia a carta que enviamos ao jornal Folha de S. Paulo:

Em relação à matéria de 20/7 com título "Sob pressão, Petrobras leva refino ao limite", a companhia reafirma que suas refinarias operam com base nas melhores práticas nacionais e internacionais respeitando as cargas autorizadas pelos órgãos reguladores, bem como os princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde que norteiam as ações da Petrobras.

Quanto aos indicadores de Segurança nas refinarias, a Taxa de Ocorrências foi reduzida de 8,3 em 2010 para 3,1 em 2014.

O nível de eficiência das refinarias (97,23%) em 2014, é comparável ao alcançado nas refinarias americanas de melhor performance, segundo consultoria especializada no setor.

Esse desempenho se deve ao cumprimento rigoroso do Plano de Manutenção estabelecido pela Companhia e melhorias nos processos de gestão, proporcionando assim altos níveis de confiabilidade dos equipamentos e unidades bem como garantia da integridade física de seus trabalhadores.

Veja mais

Maior exportadora do estado do Rio em 2013

23.Jul.2014

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) nos concedeu, nesta terça-feira (22/07), o Prêmio Rio Export, na categoria Hors Concours das Exportações, por termos sido a principal empresa exportadora do estado do Rio, em 2013. O gerente executivo de nossa área de Marketing e Comercialização do Abastecimento, Abilio Ramos, recebeu o prêmio em nosso nome, durante a realização do seminário ‘Mercosul: Cenário Atual e Futuro do Bloco’, na sede da Firjan, no Centro do Rio.

Somos contemplados com a premiação de forma consecutiva desde 2003, totalizando 12 edições. A partir de 2008, por conta do nosso destaque no comércio exterior fluminense, o Centro Internacional de Negócios da Firjan criou a categoria Hors Concours das Exportações.

O Prêmio Rio Export está em sua 17ª edição e tem como objetivo valorizar e estimular o desempenho das indústrias do Rio de Janeiro em suas relações com o mercado externo. O prêmio avaliou o desempenho das indústrias em 2013 a partir de dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC).

O seminário contou com a participação do vice-presidente da Firjan, Carlos Mariani Bittencourt; do diretor do Departamento de Negociações Internacionais da Secex, Márcio Luiz de Lima; da diretora do Centro de Estudos de Integração Internacional (Cindes), Sandra Rios; do diretor do Centro Internacional de Negócios, Amaury Temporal, do MDIC; de Lucia Maduro, membro do Conselho Empresarial de Relações Internacionais e consultora da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e de Jean-Marc Lucenet, diretor financeiro da Peugeot-Citroën do Brasil.

Veja mais

Mais navios para o pré-sal

22.Jul.2014

No terceiro trimestre deste ano, o FPSO Cidade de Ilhabela, que vai operar no pré-sal, será entregue pelo estaleiro Brasa, localizado na cidade de Niterói. O navio já está com 95,7% das obras concluídas. FPSOs são unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás. O estaleiro tem em sua carteira de projetos até o primeiro trimestre de 2016 mais duas embarcações idênticas ao Cidade de Ilhabela, cada uma com capacidade para processar 150 mil barris de petróleo por dia. Essas embarcações vão contribuir para as metas previstas no nosso Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 de acrescentar 1 milhão de barris de petróleo na produção diária em 2017.

Localizado na Baia de Guanabara, em uma região estratégica, o estaleiro foi inaugurado em fevereiro de 2012, ocupa uma área de 45 mil metros quadrados e possui um cais que lhe permite realizar a integração de plataformas. O FPSO Cidade de Ilhabela, que tem o primeiro óleo previsto para o terceiro trimestre de 2014, está programado para operar no campo de Sapinhoá Norte, na Bacia de Santos. O casco chegou ao Brasil em dezembro de 2013. (...)

Veja mais

Festival Latinidades oferece programação gratuita em Brasília

22.Jul.2014

latinidades.jpgDe 23 a 28 de julho, Brasília será palco de mais uma edição do festival de mulheres negras da América Latina, o Festival Latinidades. O evento gratuito, que conta com nosso patrocínio, será realizado no Museu Nacional da República. Entre as atrações estão Elza Soares, Diogo Nogueira, Alissa Sanders, Indiana Nomma, Marabeau e Ellen Oléria, além da cantora e compositora Malika Tirolien, de Guadalupe, e do Vox Sambou, do Haiti. O encontro ainda terá debates, conferências, lançamentos literários, oficinas, desfiles e exposições.

No sábado (26), os destaques são o show de Elza Soares, o desfile da estilista baiana Mônica Anjos, que lançará coleção em homenagem aos 40 anos dos Blocos Afros, em especial ao Bloco Ilê Ayiê. (...)

Veja mais