Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Licitação de serviços logísticos para a Bacia de Campos: respostas ao jornal O Globo

26.Nov.2014

Leia as respostas que enviamos ao jornal O Globo a respeito de licitação para escolher nova base operacional do pré-sal:

Pergunta: Tivemos a informação de que a Petrobras realizou uma licitação para escolher uma nova base operacional para o pré-sal no Estado do Rio. E que o Porto do Açu teria vencido. Essa licitação foi realizada? A empresa confirma o resultado?

Resposta: Não se trata de licitação de uma base para o pré-sal, mas de serviços logísticos para a Bacia de Campos. As propostas ainda estão sendo estudadas pela Petrobras e confirmamos que algumas delas se utilizam de áreas localizadas no Porto do Açu.

Pergunta: Em que data saiu a concorrência? Foi dia 17?

Resposta: Desde o primeiro semestre de 2014 há um processo licitatório em andamento para contratar seis berços de atracação na região Norte Fluminense ou Sul do Espírito Santo. No dia 17/11 foram abertas as propostas e desde essa data elas estão sendo analisadas pela comissão.

Pergunta: Qual era o objetivo? Contratar uma nova base para o pré-sal para o quê?

Resposta: Como mencionado anteriormente, não se trata de licitação de uma base para o pré-sal, mas de serviços logísticos para a Bacia de Campos. A Petrobras está expandindo sua capacidade logística para dar suporte ao crescimento das Bacias de Campos, Espírito Santo e Santos, conforme Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 da companhia. (...)

Veja mais

Aprovamos a criação do cargo de diretor de Governança, Risco e Conformidade

25.Nov.2014

EdiseLeia nosso comunicado, divulgado nesta terça-feira (25/11), sobre a aprovação do novo cargo:

A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou, em reunião realizada hoje, 25/11, a instituição do cargo de diretor de Governança, Risco e Conformidade. A missão do novo diretor é assegurar a conformidade processual e mitigar riscos nas atividades da companhia, dentre eles, os de fraude e corrupção, garantindo a aderência a leis, normas, padrões e regulamentos, incluindo as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da Securities and Exchange Commission (SEC).

Além do diretor de Governança, Risco e Conformidade participar das decisões da Diretoria Executiva da Petrobras, as matérias a serem submetidas à deliberação deste colegiado deverão contar, necessariamente, com prévia manifestação favorável desse diretor quanto à governança, gestão de riscos e conformidade dos procedimentos.

A criação deste novo cargo de diretor não acarreta aumento do número de diretores da Petrobras, visto que substitui a posição de diretor da Área Internacional.

O Conselho de Administração da Petrobras elegerá o novo Diretor, com base em lista tríplice de profissionais brasileiros pré-selecionados por meio de processo a ser conduzido por empresa especializada em seleção de executivos, que buscará profissionais de mercado com notório reconhecimento de competência na área. (...)

Veja mais

Refinaria Abreu e Lima inicia segunda etapa para operação da Unidade de Destilação Atmosférica

25.Nov.2014

rnest-uda.jpgA Petrobras iniciou, na tarde desta segunda-feira (24/11), uma nova etapa para a operação da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), localizada em Pernambuco, com a admissão de petróleo na Unidade de Destilação Atmosférica (UDA).

No procedimento, o petróleo armazenado nos tanques da Rnest é transferido para as instalações da UDA onde, após o enchimento dos sistemas, inicia-se a circulação a frio do petróleo pela unidade, permitindo assim as verificações e teste finais. Em seguida, haverá o acendimento do forno para o aquecimento gradual da torre de fracionamento, que proporcionará o início do processo de destilação (separação) dos componentes do petróleo.

Na torre de fracionamento, os produtos derivados - gás liquefeito de petróleo (GLP), nafta, diesel e resíduo atmosférico (RAT) - são separados, destinados a seus respectivos tanques e unidades de conversão ou tratamento para dar continuidade ao processamento.

Em sequência, o processo de partida abrangerá a entrada em operação das outras unidades do primeiro trem da Rnest: Unidade de Geração de Hidrogênio, Unidade de Hidrotratamento de Nafta, Unidade de Hidrotratamento de Diesel, Unidade de Coqueamento Retardado e duas Unidades de Tratamento.

Veja mais

Petrobras Distribuidora participa da 9ª edição da campanha pelo fim da violência contra a mulher

25.Nov.2014

Automobilistas e comunidades no entorno de 268 postos de serviço Petrobras e de unidades da Petrobras Distribuidora, em 23 estados, serão os alvos da campanha que a empresa lança nesta terça-feira (25/11) pelo fim da violência contra a mulher. Na 9ª edição da iniciativa, uma novidade é o lançamento do Clique 180, aplicativo para celular que traz informações importantes para as mulheres e quem mais luta para acabar com esse tipo de violência. Também está prevista a distribuição de folhetos, além de faixas e cartazes.

Os locais da campanha foram definidos de acordo com o mapa da violência divulgado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) do Governo Federal. O objetivo continua sendo divulgar o Ligue 180, criado em 2005 e que até 2013 recebeu cerca de 4 milhões de denúncias de violência. “Com o novo Clique 180 vamos atingir um número ainda maior de pessoas. Assim podemos aumentar a rede de agentes protetores dos direitos das mulheres” – afirma Janaína Gama, da área de Responsabilidade Social da Petrobras Distribuidora. (...)

Veja mais

Investimentos: respostas à Deutsche Welle

25.Nov.2014

resposta-geral.jpgLeia as respostas que enviamos à Deutsche Welle sobre produção de petróleo e nossos investimentos:

Pergunta 1) Qual é a produção atual de petróleo da Petrobras e o consumo do produto no Brasil?

Resposta: A produção de petróleo da Petrobras no Brasil atingiu, em outubro, a média de 2 milhões 126 mil barris/dia (bpd), 0,4% maior que o produzido em setembro. Esta vazão representa novo recorde histórico, superando o recorde anterior, atingido em dezembro de 2010, em 4,8 mil bpd. Outubro foi o nono mês consecutivo de crescimento da produção de petróleo da companhia no país.

A produção de derivados no país atingiu 2 milhões 204 mil bpd no 3º trimestre de 2014, 4% maior que a produção do ano anterior. A carga processada chegou a 2 milhões 138 mil bpd, e, do volume total de petróleo processado, 80% vieram de campos brasileiros . O consumo de derivados no Brasil em 2013 foi de 2 milhões 501 mil bpd.

Pergunta 2) Quando o Brasil foi autossuficiente no petróleo? Por quais motivos o Brasil não se manteve autossuficiente? (...)

Veja mais

Informamos sobre notificação da SEC

25.Nov.2014

esclarecimento-imprensa-notebook.jpgLeia nosso comunicado sobre notificação da Securities and Exchange Commission:

A Petrobras recebeu, no dia 21 de novembro de 2014, uma notificação (subpoena) da Securities and Exchange Commission (“SEC”), órgão equivalente à CVM no Brasil, requerendo documentos relativos a uma investigação da companhia iniciada pela SEC.

A notificação solicita documentos da companhia que serão enviados após um trabalho conjunto com o escritório nacional Trench, Rossi e Watanabe Advogados e com o escritório norte-americano Gibson, Dunn & Crutcher, já contratados pela Petrobras para realizar uma investigação interna independente.

A Petrobras reitera o seu compromisso de atender as autoridades públicas americanas com o mesmo empenho com que vem atendendo as autoridades públicas brasileiras.

Veja mais

Concluímos a perfuração do primeiro poço de extensão do Consórcio de Libra

24.Nov.2014

libra-primeiropoco-correto.jpgConcluímos no dia 6 de novembro a perfuração do primeiro poço de extensão na área do Consórcio de Libra, o 3-BRSA-1255 (3-RJS-731), informalmente conhecido como NW1. Localizado na porção Noroeste do bloco de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, o poço está a aproximadamente 4 km a Sudeste do poço descobridor, o 2-ANP-2A-RJS.

O poço atingiu a profundidade final de 5.734 metros e está localizado a 185 km da costa do Rio de Janeiro, a uma profundidade de água de 1.963 metros. Com essa perfuração, foi confirmada a existência de uma coluna de hidrocarbonetos de aproximadamente 290 metros e um reservatório que apresenta boa porosidade e permeabilidade. As amostras coletadas do poço confirmaram tratar-se do mesmo petróleo encontrado no poço descobridor 2-ANP-2A-RJS, com 27 graus API. Está previsto, ainda, um teste de formação na zona portadora de petróleo para verificar a produtividade dos reservatórios.

O Consórcio de Libra – que é composto por Petrobras (operadora, com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%), CNOOC Limited (10%) e a companhia estatal Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) – continuará as atividades previstas no Plano de Exploração aprovado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). (...)

Veja mais

Gás boliviano: respostas à revista Época

24.Nov.2014

resposta-epoca.jpgLeia as respostas que enviamos à revista Época sobre acordo firmado com a YPFB:

Pergunta 1) O que diz o parecer jurídico que embasou a decisão para assinar o aditivo contratual 4 ao GSA do gasoduto Bolívia-Brasil?

Resposta: É possível a celebração de aditivos contratuais sempre que for do interesse das partes e ocorrerem fatos supervenientes ou oportunidades que justifiquem a revisão das estipulações iniciais.

Pergunta 2) Por que a Petrobras abriu mão de cobrar uma multa de US$ 62 milhões da YPFB? O que recebeu em troca?

Resposta: A Petrobras não abriu mão de cobrar multa alguma, pelo contrário, todas as multas pendentes previstas no Contrato foram integralmente pagas com a celebração do Acordo de 2014.

Pergunta 3) A Petrobras continuará pagando US$ 100 milhões por ano pela parte rica do gás boliviano até quando? Suspendeu o pagamento com base em quê?

Resposta: Não. O Acordo celebrado em 2014 encerra as obrigações de pagamento previstas contratualmente referentes aos líquidos a partir de 01/01/2014, considerando a revisão do valor mínimo contratual do Poder Calorífico Superior (PCS) do gás a ser fornecido de 9200 Kcal/m3 para 9000 Kcal/m3.

Pergunta 4) Por que as empresas fixaram um limite mínimo de US$ 100 milhões e um máximo de US$ 180 milhões para o pagamento adicional que a Petrobras faria anualmente à YPFB pela parte rica do gás? Qual era o sentido desses limites? (...)

Veja mais

Patrocínio cultural: respostas ao Globo

24.Nov.2014

Leia as respostas que enviamos ao jornal O Globo a respeito de patrocínio cultural:

Pauta: "A gente está preparando uma matéria sobre os patrocínios para a Cultura da Petrobras. Vi no Salic.net que, até 18 de novembro, o valor investido pela Petrobras em patrocínios via mecenato (Lei Rouanet) é R$ 10,3 milhões, o menor valor desde 2000. A empresa já chegou a investir R$ 232 milhões, em 2006, e era disparado o maior investidor da Rouanet. Hoje, a Petrobras é apenas a quinta entre as estatais na Rouanet. Também pedi para a Ancine os dados sobre investimento em cinema, via Lei do Audiovisual. Então queria perguntar para vocês:

Pergunta: Qual é o total hoje dos patrocínios na área cultural da Petrobras?

Resposta: A Petrobras possui hoje cerca de 300 projetos patrocinados pelo Petrobras Cultural em andamento em todo o Brasil. O gráfico abaixo indica os valores de investimento nos últimos anos. Os números de 2014 ainda não estão fechados, mas a expectativa é de que seja mantido o patamar de 2013.

Pergunta: Por que esse valor tem caído ano a ano? A empresa planeja retomar os valores de investimento de outros anos?

Resposta: Os valores destinados a patrocínio cultural são avaliados ano a ano, de acordo com o planejamento estratégico da companhia. O Petrobras Cultural foi lançado em 2003 como a maior ação de patrocínio à cultura do país. Desde então, por meio do Petrobras Cultural, a Petrobras patrocinou mais de 3,5 mil projetos, destinando cerca de R$ 2 bilhões para a cultura. Deste valor, R$ 1,05 bilhão foram recursos incentivados por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e R$ 980 milhões em recursos próprios até 2013. Conforme dito acima, os números de 2014 ainda não foram fechados. Para 2015, o Programa Petrobras Cultural continua fazendo parte do planejamento da companhia. (...)

Veja mais

Tamar comemora 30 anos em Fernando de Noronha

23.Nov.2014

tamar.jpgO Projeto Tamar, que conta com nosso patrocínio, completa 30 anos de atividades de pesquisa e conservação de tartarugas marinhas em Fernando de Noronha (PE). A iniciativa socioambiental também está completando 35 anos de atuação no país. A data será comemorada no início de dezembro, com shows na Bahia e em Sergipe.

Este ano, a primeira geração de tartarugas protegidas pelo projeto voltou para desovar na ilha, aumentando em 646% o número de ninhos – principalmente na Praia do Leão – número 7,8 vezes maior do que na temporada anterior. Em três décadas de trabalho em Fernando de Noronha, foram 153.899 filhotes liberados ao mar.

A transparência do mar de Fernando de Noronha oferece boa condição ao desenvolvimento de pesquisas sobre a biologia e o comportamento das tartarugas marinhas em ambiente natural. A ilha é área de reprodução para tartaruga-verde e local de alimentação, crescimento e repouso para juvenis da espécie e também da tartaruga-de-pente.

O Tamar também realiza um trabalho de marcação e recaptura de tartarugas no arquipélago, totalizando mais de cinco mil animais marcados desde 1990, por meio de mergulho livre ou autônomo. (...)

Veja mais