Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Gasolina Petrobras Grid chega à nossa rede de postos em todo o país

21.Jul.2014

Maior lançamento da Petrobras Distribuidora no segmento automotivo em 2014, a gasolina Petrobras Grid já está disponível nos postos Petrobras em todo o país. A gasolina Petrobras Grid incorpora um pacote de detergentes, dispersantes e um aditivo modificador de atrito, especialmente desenvolvidos para o mercado brasileiro, que proporcionam maior desempenho, máxima eficiência e proteção do motor. Os investimentos no novo combustível chegam a R$ 85 milhões, incluindo 1.200 horas de testes no Centro de Pesquisas da Petrobras (CENPES), no Rio de Janeiro.

A Petrobras Grid possui teor máximo de enxofre de 50 ppm e coloração esverdeada. Ela pode ser utilizada em veículos movidos a gasolina ou flex, principalmente os equipados com injeção eletrônica, e tem a garantia de qualidade atestada pelo programa De Olho no Combustível. Com o aditivo modificador de atrito, aumentam a resistência ao desgaste do motor e a vida útil das peças, enquanto se reduzem os depósitos nas válvulas de admissão e, consequentemente, os custos de manutenção do veículo.

Para o diretor da Rede de Postos de Serviço da Petrobras Distribuidora, Luis Alves de Lima Filho, a novidade vem atender à expectativa do mercado: “Temos hoje um consumidor mais exigente, que busca produtos de qualidade e uma marca confiável. A Petrobras Grid oferece tudo isso”, explica.

Campanha – Com o slogan “Petrobras Grid: Gasolina se escolhe assim”, em 20/07 foi lançada uma campanha publicitária nacional para divulgar a nova gasolina, com peças para TV aberta e fechada, rádio, internet, mídia exterior, revista e ponto de venda.

Mais informações estão disponíveis em:  www.br.com.br/petrobrasgrid.

Veja mais

Projeto Envolva-se promove oficina para fomentar a cidadania e a sustentabilidade de comunidades em Mossoró

21.Jul.2014

envolva-se.jpgO projeto Envolva-se – Práticas para a Cidadania, que conta com nosso patrocínio, vai oferecer, na próxima terça-feira (22/07), uma oficina voltada ao fomento da cidadania e do desenvolvimento sustentável em Mossoró (RN). A iniciativa inclui dinâmicas interativas para lideranças comunitárias, organizações não-governamentais e poder público da região. O objetivo é incentivar o engajamento de todos na promoção de ações que contribuam para melhoria da qualidade de vida da população. As inscrições podem ser feitas pelo site www.envolva-se.com ou pelo email contato@envolva-se.com. O evento será das 8h às 18h.

A oficina vai trabalhar questões que envolvem cidadania e comunicação comunitária durante um dia de trabalho. A programação inclui ainda narrativas de histórias de vida, relatos de lideranças locais sobre experiências exitosas voltadas ao desenvolvimento sustentável e uma dinâmica em que o grupo é incentivado a fazer conexões com os desafios de implementação de ações práticas que contribuam para o desenvolvimento local. (...)

Veja mais

Refinaria no Paraná apoia cerca de 400 crianças em projeto de educação

21.Jul.2014

O Programa de Criança da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), nossa unidade de refino em Araucária (PR), completa quatro anos e comemora a consolidação de suas atividades educativas nas escolas situadas no entorno da refinaria. A iniciativa vem contribuindo para o desenvolvimento pedagógico e social das crianças ao longo dos anos. Quando foi lançado, em 2010, o programa atendia 88 crianças. Atualmente, 374 alunos do 2º ao 5º ano do ensino fundamental são beneficiados e em 2015 serão 396. Os investimentos totais somam aproximadamente R$ 6,3 milhões.

Nas escolas, são oferecidas atividades lúdicas, recreativas, culturais e esportivas. O modelo pedagógico adotado permite que o atendimento aos alunos seja feito levando-se em conta o perfil e a necessidade de cada um. Dessa forma, busca-se não apenas a melhoria do desempenho escolar, mas também a formação de cidadãos conscientes do seu papel na sociedade.

A gerente de Comunicação da Repar, Elisabete Mayer Pontes, explica que o Programa de Criança segue as diretrizes do Programa Petrobras Socioambiental. “Esse trabalho reflete o compromisso da Petrobras em contribuir para o desenvolvimento das comunidades onde atua. Por meio dessa iniciativa, estamos ajudando a garantir um futuro melhor para essas crianças”. (...)

Veja mais

Festival Guarnicê exibe 36 filmes com entrada gratuita no Maranhão

21.Jul.2014

guarnice.jpgCom nosso patrocínio, a 37ª edição do Festival Guarnicê de Cinema estreia nesta segunda-feira (21/07), às 19h, em dois locais diferentes na cidade de São Luís (MA): no Cine Praia Grande e no Teatro Municipal de São Luís. A exibição dos filmes é gratuita e será realizada até o dia 26 de julho.
O festival conta com 36 trabalhos escolhidos entre os 235 filmes inscritos: quatro curtas e 32 longas-metragens. Além da exibição na mostra, os filmes selecionados concorrem a uma premiação em dinheiro, nos valores de R$ 20 mil para o primeiro colocado na categoria longa e R$10 mil na categoria curta.

Entre os longas nacionais concorrem o filme “Triunfo”, documentário de Caue Angeli (SP/2014) com 84 minutos de duração, e “Mataram meu irmão”, documentário de 77 minutos dirigido por Cristiano Burlan da Silva (SP/2013). Dois longas-metragens maranhenses também estão na competição: a ficção “O Exercício do caos”, do cineasta Frederico da Cruz Machado, e “Escolha o seu caminho”, de Alcino Silva Davenport. Na categoria curta-metragem, 13 obras são do Maranhão. (...)

Veja mais

Novos laboratórios para pesquisar produção de hidrogênio a partir de resíduos

21.Jul.2014

laboratorio.jpgTrês novos laboratórios de pesquisa já entraram em operação no campus da Universidade de Caxias do Sul e vão aperfeiçoar a produção de hidrogênio a partir de resíduos agroindustriais. As unidades resultam de uma parceria que desenvolvemos, por meio do nosso Centro de Pesquisas (Cenpes), com a universidade gaúcha. Com investimentos de R$ 2,6 milhões, o Laboratório de Tecnologias Ambientais e os Laboratórios de Bioprocessos e de Diagnóstico Molecular atenderão às necessidades do projeto e reforçarão o desenvolvimento das pesquisas.

O projeto tem por finalidade produzir hidrogênio a partir de vinhoto (resíduo da produção de etanol) e glicerol (resíduo da produção de biodiesel). Essas matérias-primas são biodegradadas (decompostas por ação de microrganismos sem grandes prejuízos para o ambiente) para obtenção do hidrogênio como gás principal.

Veja mais

Transpetro usará nova tecnologia para proteção de tanques de óleo diesel

21.Jul.2014

tanque-biodiesel-chamada.jpgA Det Norske Veritas Brasil (DNV-GL), entidade responsável pela certificação e qualificação de tecnologias da indústria do petróleo, acaba de certificar a nossa subsidiária Transpetro para aplicação da Câmara GB em seus tanques de óleo diesel com teto flutuante. Trata-se de uma proteção com sistema de selagem que elimina totalmente a entrada indesejável de água da chuva e a possibilidade de contaminação do produto.

A tecnologia consiste na instalação de membrana polimérica no topo e na base, rodeando todo o tanque e cobrindo a região entre a borda externa do teto flutuante e o costado. Além de garantir a integridade do óleo diesel armazenado, sem comprometer a área de armazenamento do tanque e sem acrescentar qualquer risco às operações, a Câmara GB também resulta em um ganho econômico, eliminando a necessidade das paradas programadas para limpeza interna dos tanques.

Veja mais

Capacidade de refino: respostas à Folha de S. Paulo

20.Jul.2014

resposta-folha.jpgLeia as respostas que enviamos ao jornal Folha de S. Paulo a respeito da capacidade de operação das refinarias:

PAUTA:

1) Qual é o motivo da Petrobras elevar tão fortemente o índice de uso das refinarias nos últimos anos? É uma tentativa de resolver internamente o crescimento da demanda, minimizando a necessidade de recorrer ao mercado externo?

Resposta: A utilização das refinarias ocorre dentro dos padrões de confiabilidade para seu funcionamento e disponibilidade dos ativos. A Petrobras tem o compromisso de abastecer o mercado nacional e reduzir as importações. 

2) Ao que a empresa atribui essas ocorrências recentes em duas das mais importantes refinarias, até onde a reportagem apurou? Isso é decorrente do elevado uso?

Resposta: Não há qualquer correlação de incidentes e ocorrências com o nível de processamento de petróleo em nossas refinarias. As refinarias operam com base nas melhores práticas nacionais e internacionais do setor.

3) As refinarias comportam esse uso tão elevado?

Resposta: Sim.

4) A empresa acredita que a manutenção, de alguma forma, fique prejudicada com uso tão elevado?

Resposta: Cumprimos rigorosamente o Plano de Manutenção estabelecido pela Companhia, visando manter altos níveis de confiabilidade de suas instalações e a garantia da integridade física de seus trabalhadores e de suas unidades. 

5) Trabalhadores acusam a empresa de não promover uma manutenção dentro do que eles consideram adequada. Dizem que trabalhadores próprios assumiram, nos últimos anos, papel de apenas supervisionar o trabalho de terceirizados, o que, segundo eles, prejudica as vistorias e o resultado da manutenção e prevenção de acidentes. 

Resposta: Essa informação não procede. A Petrobras aumentou sua eficiência, de 95,2% em 2010 para 97,23% em 2014 (resultados compatíveis com as melhores refinarias de classe mundial), e reduziu as Taxas de Ocorrências de 8,3 em 2010 para 3,1 em 2014.

6) Na Reduc, inclusive, foi dito que as situações estão sendo reportadas a autoridades do Ministério do Trabalho -- estamos buscando contato com o fiscal, ainda. O Ministério do Trabalho tem cobrado providências da Petrobras? Em caso afirmativo, o que a Petrobras diz?

Resposta: O Ministério do Trabalho interage com a refinaria de forma sistemática, promovendo visitas regulares nas quais são atendidas eventuais solicitações e informações.

7) Uma parada da Reduc decorrente de incêndio, em maio, derrubou, inclusive, a produção industrial do segmento de refino, segundo dados do IBGE, levando a produção industrial geral a queda em maio, frente a abril. Isso nos leva a concluir que um incidente com um uso tão elevado da capacidade tem um efeito tão forte que é percebido até pelos indicadores industriais. O que a Petrobras diz a este respeito?

Resposta: Não houve incêndio na Reduc. 

Veja mais

Tamar: recorde de preservação de ninhos de tartarugas no Rio Grande do Norte

20.Jul.2014

A temporada 2013/2014 do Projeto Tamar/Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) já identificou 956 ninhos de tartarugas marinhas no litoral sul do Rio Grande do Norte, um número recorde desde o início do monitoramento, há 14 anos. Segundo o coordenador nacional do Centro Tamar/ICMBio, João Carlos Alciati Thomé, cerca de 86 mil filhotes devem nascer sob proteção.

O monitoramento é realizado ao longo de 42 km das seguintes praias entre Natal e a divisa com a Paraíba: Barreira do Inferno (municípios de Natal/Parnamirim), Malembá (Senador Georgino Avelino), Pipa e Sibaúma (Tibaú do Sul), Barra do Cunhaú (Canguaretama) e Baía Formosa. Diferentemente de outras regiões, nesses locais o período reprodutivo tem início em novembro, com os últimos ninhos eclodindo nos meses de julho e agosto.

Todas as espécies de tartarugas marinhas já foram observadas desovando na região. No entanto, cerca de 98% dos ninhos são da espécie tartaruga-de-pente, que mais sofre ameaça de extinção no Brasil e no mundo. Os 956 ninhos identificados pelo projeto demonstram que as praias do litoral sul potiguar são muito importantes para a manutenção da tartaruga-de-pente no país, com maior densidade de desovas no Atlântico Sul.

Criado em 1980, o Projeto Tamar é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental. Desde 1983, somos patrocinadores oficiais do projeto, que realiza conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, em cerca de 1.100 km de praias monitoradas. O projeto também auxilia na recuperação de outros animais que chegam debilitados à costa, como golfinhos e pinguins.

Veja mais

Casa de Apoio à Criança com Câncer inaugura novas instalações no RN

20.Jul.2014

casa-durval-paiva.jpgNa próxima terça-feira (22/07), às 19h, a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva realiza cerimônia de inauguração de suas novas instalações. Com nosso patrocínio e demais parceiros, a Casa passou por uma reestruturação, e conta agora com cinco pavimentos que irão possibilitar a ampliação dos serviços.

A reforma contou com a adequação das instalações e a ampliação dos serviços de suporte ao tratamento dos pacientes. Com 19 anos de atuação no Rio Grande do Norte, a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva atende crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas e oferece suporte aos familiares. (....)

Veja mais

Metodologia das Nações Unidas é aplicada com agricultores familiares no semiárido

20.Jul.2014

Projeto inspirado em metodologia desenvolvida pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) – aplicada com sucesso por plantadores de arroz na Indonésia – é realizado por meio de uma parceria entre a Petrobras Biocombustível e a Embrapa. A iniciativa é voltada para agricultores familiares produtores de mamona no semiárido brasileiro e visa a aumentar em 30% a produtividade da oleaginosa por meio de novas tecnologias e práticas agrícolas sustentáveis.

Já foram implantadas, na Bahia e no Ceará, 168 unidades de teste e demonstração (UTDs Matrizes e Filiais) em propriedades rurais de agricultores familiares que contratamos. Até 2017, a meta é implantar, ao todo, 966 unidades, atingindo pequenos produtores também nos estados de Minas Gerais, Pernambuco e Piauí.

O projeto – realizado por meio do nosso Centro de Pesquisas (Cenpes) – constitui, na prática, "escolas de campo" que demonstram a eficácia de novas tecnologias adaptáveis às condições daquelas regiões. As atividades no campo difundem estes conhecimentos, permitindo comparar resultados obtidos na aplicação de práticas agrícolas locais e as inovações propostas pela Embrapa.

As UTDs, bem como os cursos desenvolvidos ao longo dos anos, contribuem para a constante atualização dos técnicos agrícolas sobre a cultura da mamona e as questões ambientais que impactam a produção. Estes conhecimentos são transmitidos, dia após dia, no relacionamento com os agricultores familiares e contribuem para ampliar e qualificar a participação destes pequenos produtores na cadeia do biodiesel.

Veja mais