Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Ciência sem Fronteiras: respostas ao jornal O Globo

31.Ago.2014

resposta-o-globo.jpgLeia as respostas que enviamos ao jornal O Globo sobre bolsas do programa Ciência sem Fronteiras:

Pauta: "Farei matéria sobre a doação de bolsas de estudo, pela Petrobras, ao programa Ciência sem Fronteiras.

O Ministério da Educação informou que a Petrobras doará 10 mil bolsas, ou seja, o dobro das 5 mil acordadas inicialmente, no lançamento do programa, em 2011."

Respostas:

Pergunta: Qual será o custo adicional da Petrobras para doar as 5 mil bolsas, atingindo um total de 10 mil bolsas doadas ao Ciência sem Fronteiras?

Resposta: O apoio das 5 mil bolsas adicionais para o Programa Ciência sem Fronteiras está estimado em R$ 423 milhões.

Pergunta: Até quando a Petrobras doará as 10 mil bolsas? Com relação às 5 mil bolsas iniciais, a informação que recebi em fevereiro é que elas seriam doadas até 2015.

Resposta: Sobre as 5 mil bolsas iniciais, a Petrobras firmou o Protocolo de Cooperação Científica, Tecnológica e Inovação com o CNPq e Capes, em 09/05/2012, no qual foi estabelecido, por meio de um Plano de Trabalho, que os valores serão desembolsados ao longo da vigência do Protocolo, que tem duração de 84 meses. Com relação ao compromisso firmado este ano de mais 5 mil bolsas, ainda é necessária a conclusão do Plano de Trabalho junto ao CNPq e Capes para a definição dos prazos. A Petrobras definiu que a contribuição ao Programa seria feita por meio de termo de cooperação, sendo as bolsas concedidas pelo CNPq e pelo Capes.

Pergunta: O que levou a Petrobras a dobrar o número de bolsas doadas ao Ciência sem Fronteiras?

Resposta: Diante da necessidade de fomento à formação de mão-de-obra qualificada no Brasil, diversas iniciativas de estímulo à formação de recursos humanos na indústria de óleo e gás vêm sendo desenvolvidas e implantadas pela Petrobras. O apoio ao Programa Ciência sem Fronteiras, nas áreas de conhecimento de interesse da indústria de óleo & gás, é um exemplo (...)

Veja mais

Balanço da gestão Graça Foster: respostas ao jornal O Globo

31.Ago.2014

resposta-o-globo.jpgLeia a resposta que enviamos ao jornal O Globo sobre “Balanço da gestão da presidente Graça na Petrobras”:

Pauta: Estamos fazendo uma matéria para a editoria Nacional para sair neste domingo. Após falar com analistas ontem e hoje, chegamos a conclusão de que é preciso ouvir a posição da companhia.

A ideia da matéria é fazer o balanço da companhia desde que Graça assumiu a empresa, em fevereiro de 2012. Analistas destacaram o seguintes pontos:

1) Os problemas com a defasagem de preços dos combustíveis.
2)  Aumento do endividamento.
3) Queda no lucro líquido.
4) Produção andando de lado.

A conclusão deles é que a mudança prometida pela presidente Graça ainda está muito tímida, com a reversão dos números.

Resposta enviada:

1) Reajustes de combustível de 2012 a 2014

Neste período foram realizados 10 reajustes de preço: 4 no preço da gasolina e 6 no preço do diesel que totalizaram, respectivamente, 19,5% e 31,8%.

Em novembro de 2013 foi apreciada pelo Conselho de Administração e implementada pela Companhia a política de preços de diesel e gasolina que, junto com o aumento da produção, objetiva adequar os indicadores de endividamento e alavancagem aos limites estabelecidos por este Conselho até dezembro de 2015. 

Esta política visa alcançar a convergência dos preços no Brasil com as referências internacionais sem repassar a volatilidade dos preços internacionais ao consumidor doméstico.

2) Aumento momentâneo do endividamento para crescimento da Petrobras

producao-2014.gif

Desde 2012 investimos R$ 230 bilhões, enquanto o endividamento líquido aumentou R$ 138 bilhões. Este volume de investimentos representa a dimensão das oportunidades que a Petrobras tem para aumentar sua produção de petróleo e de derivados, principalmente. Nossas reservas de petróleo, produção de óleo, bem como o mercado de derivados cresceram mais do que as grandes empresas de petróleo (ExxonMobil, Chevron, Shell e BP). Estamos captando recursos para investir em novos projetos, portanto, nos endividando para crescer.

Com a atual elevação da produção de petróleo, a maior eficiência do atual parque de refino, bem como a entrada em operação da Refinaria Abreu e Lima em novembro de 2014, aumenta a geração operacional de caixa. Este crescimento continuado resulta em Fluxo de Caixa Livre positivo (geração operacional superior aos investimentos), antes de dividendos, já a partir de 2015, reduzindo significativamente a necessidade de contratação de novas dívidas.

3) Produção de petróleo da Petrobras vem crescendo consistentemente desde janeiro de 2014

Os dados comprovam que a produção de petróleo acumula 6 meses de crescimento contínuo. Dados preliminares de agosto apontam para cerca de 2.100 mil barris por dia até o momento, ou seja, +9,5% de crescimento acumulado no ano. (...)

Veja mais

Transpetro adota tecnologia ecológica na manutenção de instalações

31.Ago.2014

paranagua-terminal.jpgA Transpetro tem aplicado um novo revestimento ecológico nas instalações dos terminais de Paranaguá (PR), Pecém (CE), Madre de Deus (BA) e São Mateus (ES), operados pela companhia. Trata-se do elastômero. O material ajuda a evitar a corrosão externa nos terminais aquaviários, submetidos à atmosfera marítima, que é mais agressiva.

À base de água, o produto oferece proteção de longo prazo. Seu uso garante até oito anos de durabilidade - período quatro vezes maior do que o proporcionado pelas técnicas anteriores. Além de aumentar a segurança e a durabilidade dos equipamentos, a medida também reduz custos. (...)

Veja mais

Festival Internacional de Cinema de Brasília apresenta títulos inéditos no país

31.Ago.2014

Artistas e cineastas de vários continentes estão reunidos na 3ª edição do Festival Internacional de Cinema de Brasília (Brasília Internacional Film Festival - BIFF), que conta com nosso patrocínio. O evento, que começou no dia 28 de agosto e vai até 6 de setembro, exibe mais de 30 filmes na capital federal, dentre eles, os de Geraldine Chaplin, filha de Charles Chaplin. A atriz é convidada de honra desta edição do BIFF e vem ao Brasil pela primeira vez.

Na programação do festival – que apresenta títulos inéditos no Brasil, inclusive alguns exibidos recentemente em festivais como os de Cannes e de Berlim – há quatro mostras: Competitiva, Panorama Mundi, Mundo Animado e Mostra Homenagem. A mostra competitiva reúne doze longas-metragens produzidos na Europa, na Ásia, na América Latina e nos Estados Unidos. Após cada exibição, um representante de cada filme será convidado ao debate com a plateia. Haverá também palestras e seminários.

Os filmes serão exibidos das 9h30às 21h. Os ingressos estão à venda por R$ 12 e R$ 6 (meia entrada) nas bilheterias do Cine Brasília e nas salas do Cine Cultura Liberty Mall. A mostra infantil tem entrada gratuita.

Serviço
Festival Internacional de Cinema de Brasilia (BIFF)
Data: Até 6 de setembro
Horário: das 9h30 às 21h
Programação completa:http://www.biffestival.com
Ingressos: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia) nas bilheterias do Cine Brasília (Quadra 106/107 Sul) e do Cine Cultura (SCN quadra 02, Shopping Liberty Mall - Asa Norte).

Veja mais

Produção de petróleo: carta ao Estadão

30.Ago.2014

carta-geral.jpgLeia a carta que enviamos ao jornal O Estado de S. Paulo a respeito da nossa produção de petróleo:

Em resposta à matéria “Produção da Petrobras fica 7% abaixo do previsto”, a Petrobras afirma que a produção média de petróleo no 1º semestre, de 1.947 mil barris por dia (bpd), ocorreu dentro do esperado. A matéria equivocou-se ao comparar esta produção do 1º semestre com a meta anual de 2.075 mil bpd em 2014, algo que só poderá ser aferido ao final do ano em curso.

A produção de petróleo da Petrobras vem crescendo de forma sustentada ao longo de 2014, saindo de 1.926 mil bpd em março para 2.049 mil bpd em julho, ou seja, acréscimo de 123 mil bpd ou 6,4% em quatro meses.

Um total de 30 novos poços produtores foi interligado no 1º semestre, número comparável aos 34 novos poços de todo o ano de 2013. Outros 33 poços serão interligados no 2º semestre, meta plenamente factível uma vez que estes poços, em sua maioria, já se encontram perfurados e completados. A frota de PLSVs (Pipe-laying Support Vessels), embarcações necessárias para realizar estas conexões, que era de 11 unidades em 2013, atualmente é de 14 navios. Serão 19 unidades até dezembro. (...)

Veja mais

Obras do emissário do Comperj: respostas à Reuters

30.Ago.2014

resposta-geral.jpgLeia as respostas que enviamos à Reuters, sobre obras do emissário do Comperj:

Pergunta: A prefeitura de Maricá informou que interrompeu a obra do emissário da Petrobras do Comperj. Segundo a prefeitura, haveria uma discordância em relação a compensações ambientais. Vocês confirmam que a obra foi paralisada?

Resposta: Sim.

Pergunta: O que houve para a obra ser paralisada?

Resposta: A notificação da Prefeitura de Maricá cita como motivo o "não cumprimento das compensações de infraestrutura devidas ao município".

Pergunta: Qual a posição da Petrobras sobre o tema?

Resposta: A Petrobras esclarece que foram obtidas todas as licenças ambientais necessárias junto ao órgão licenciador competente (INEA), e que cumpre com todas suas obrigações legais. Os recursos de compensações relativas à obra do emissário de efluentes estão provisionados e devem ser investidos na área de influência direta do projeto. A companhia está em contato com a Prefeitura Municipal de Maricá para esclarecimentos e espera, até 5 de setembro, poder definir as alternativas técnicas que permitirão viabilizar o início dos repasses.

Pergunta: A questão atrapalha o cronograma do Comperj?

Resposta: A previsão de partida da Refinaria Trem 1 do Comperj está mantida para agosto de 2016.

Obs.: A reportagem “Prefeitura de Maricá interrompe obras do emissário do Comperj, da Petrobras” foi publicada pela Reuters na noite de sexta-feira (29/08).

 
Veja mais

Entenda para que servem os aditivos da nova gasolina Petrobras Grid

30.Ago.2014

grid-caracteristicas.jpgApós mais de 1.200 horas de testes, a nova gasolina Petrobras Grid está disponível em nossos postos, com um aditivo modificador de atrito, além de aditivos detergentes e dispersantes, especialmente desenvolvidos para o mercado brasileiro. Veja abaixo qual é a função de cada aditivo:

- Aditivos detergentes/dispersantes: mantêm limpo todo o sistema de alimentação do combustível, incluindo bicos injetores e válvulas de admissão do motor, proporcionando como benefícios como a maior durabilidade do motor (baixa formação/menor acúmulo de resíduos) e intervalos maiores entre as manutenções e, consequentemente, menor custo. (...)

Veja mais

Somos uma das ganhadoras do Troféu Transparência 2014

30.Ago.2014

refinaria-empregadosSomos uma das empresas vencedoras do Troféu Transparência 2014, figurando no ranking de empresas de capital aberto com faturamento acima de R$ 5 bilhões. O prêmio, que está em sua 18º edição, é um reconhecimento à transparência das empresas em relação às informações prestadas em demonstrações financeiras.

O Troféu Transparência é organizado pela Associação dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) e Serasa Experian.

O prêmio foi anunciado em evento realizado na última quinta-feira (28/08), em São Paulo. A entrega do troféu será no dia 25 de setembro, quando serão divulgadas as empresas vencedoras nas categorias: Empresas de Capital Aberto - Receita líquida acima de R$ 5 bilhões; Empresas de Capital Aberto - Receita líquida até R$ 5 bilhões e Categoria Empresas de Capital Fechado.

Mais informações sobre o Troféu Transparência: http://www.anefac.com.br/trofeutransparencia.aspx

Veja mais

Orquestra Petrobras Sinfônica faz concertos gratuitos no Rio neste fim de semana

30.Ago.2014

A Orquestra Petrobras Sinfônica (Opes) retoma neste sábado (30/8) e domingo (31/8) as apresentações gratuitas, no Centro do Rio de Janeiro, com o objetivo de democratizar o acesso à música clássica.

Chamado “Opes em ação”, o concerto de sábado será às 20h no Salão Leopoldo Miguez, na Escola de Música da UFRJ (Rua do Passeio, 98). No domingo, às 16h, será a vez da apresentação na Igreja da Candelária (Praça Pio X).

Com regência do maestro e regente-assistente da Opes Felipe Prazeres, o programa traz as obras Ponteio (Claudio Santoro), Sinfonia nº 3 em Dó Maior (Bach), Elegia para Orquestra de Cordas (Tchaikovsky) e Suite Saint Paul, op.29 nº 2 (Holst).

Quando foi criado, em 1972, pelo maestro Armando Prazeres, o grupo tinha o nome de Orquestra Pró-Música e era composto por 45 instrumentistas. Hoje, 42 anos depois, a Orquestra Petrobras Sinfônica tem mais de 80 integrantes e é considerado um dos mais consagrados conjuntos musicais da América Latina. Patrocinamos a Orquestra Petrobras Sinfônica há 27 anos.

Mais informações no site www.petrobrasinfonica.com.br.

Veja mais

Nota de esclarecimento sobre a Refinaria Abreu e Lima

29.Ago.2014

esclarecimento-imprensa-notebook.jpgCom relação à matéria veiculada no jornal O Globo desta sexta-feira (29/08/14), sob o título "Petrobras: ex-diretor preso foi decisivo para aprovar Abreu e Lima", repudiamos veementemente a afirmação que “parte das sugestões de Costa foi aprovada por Graça”.

Esclarecemos que todas as proposições levadas à Diretoria Executiva por nossos diretores são aprovadas pelo colegiado, ou seja, não existe qualquer possibilidade de um único diretor aprovar individualmente a proposição de outro diretor, como o subtítulo da matéria dá a entender.

Também não é verdade a afirmação de que “a maioria das decisões sobre Abreu e Lima não passava pela Diretoria Executiva ou pelo Conselho de Administração da Petrobras”. Esclarecemos que todos os contratos e aditivos da Refinaria Abreu e Lima - RNEST, inclusive os assinados até 16/12/2013, por ocasião de sua incorporação foram submetidos previamente aos nossos órgãos competentes para autorização interna e recomendação para aprovação da RNEST, observadas as análises técnicas, comerciais, tributárias e jurídicas pertinentes, conforme modelo de governança do Sistema Petrobras. Registramos ainda, que não é atribuição do nosso Conselho de Administração aprovar contratos e aditivos da RNEST e de qualquer outro empreendimento.

Em relação ao questionamento “se as propostas de Costa nas reuniões de Diretoria Executiva foram revistas após as descobertas feitas pela PF”, informamos que todas as decisões tomadas no âmbito do colegiado da nossa Diretoria Executiva, no período de 2005 a 2011, obedeceram às normas e padrões vigentes e são auditadas regularmente conforme nosso Plano Anual de Atividade de Auditoria Interna. (...)

Veja mais