Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home
Fatos e Dados: Notícias, Vídeos, Entrevistas e Mais - Petrobras

Produção no pré-sal bate novo recorde e alcança 428 mil barris de petróleo por dia

17.Abr.2014

Informamos que a produção de petróleo nos campos que operamos, na chamada Província Pré-Sal, nas Bacias de Santos e Campos, atingiu, no dia 15 de abril, o patamar de 428 mil barris de petróleo por dia (bpd), o que configura um novo recorde de produção diária.

O presente recorde de produção resultou do crescimento da produção da plataforma P-58, cuja operação foi iniciada em 17 de março de 2014 no complexo denominado Parque das Baleias, na porção capixaba da Bacia de Campos. A P-58 já produz cerca de 50 mil bpd, por meio de três poços, todos da camada pré-sal. Detemos 100% dos direitos na  área.

Continue lendo

De Olho no Combustível ganha pacote tecnológico para análises

18.Abr.2014

O programa De Olho no Combustível (DOC) ganhou um upgrade de tecnologia em 2014: além do sistema de GPS que já equipava as unidades que fiscalizam a conformidade dos produtos comercializados na rede, estas passaram a contar com um sistema de exaustão de gases – o mesmo utilizado em casas de máquinas de navios – e aparelhos multifuncionais wireless para a impressão das fichas técnicas de visitas.

Os técnicos químicos que conduzem os laboratórios contam agora com mais recursos para análises, como equipamentos portáteis que aferem o teor de biodiesel e de enxofre no diesel, e tablets para registrar os resultados. Desenvolvido pelos profissionais de TI da BR, o software dispõe ainda de uma nova ferramenta eletrônica para seu gerenciamento, com capacidade para armazenar dados, criticar informações e gerar relatórios rapidamente. (...)

Continue lendo

Programa de Otimização de Custos Operacionais alcança economia de R$ 6,6 bilhões em 2013

17.Abr.2014

homem-binoculo-navio.jpgO Programa de Otimização de Custos Operacionais da Petrobras (Procop) completa um ano com uma economia de R$ 6,6 bilhões, superando e muito a meta de R$ 3,9 bilhões prevista para o ano de 2013.

Os resultados e os desafios das nossas diversas áreas e empresas foram discutidos nesta quinta-feira (17/04) em encontro da força de trabalho com a presidente Maria das Graças Silva Foster, nossos diretores e os presidentes das subsidiárias Transpetro, Petrobras Distribuidora, Liquigás e Petrobras Biocombustível.

Durante o encontro, Graça Foster comparou o Procop com o Procap, programa anterior voltado para águas profundas, que, segundo a presidente, foi um dos mais bem sucedidos que já implantamos. “Quantas mil atividades foram incorporadas à rotina da companhia em consequência do Procap? Isso também já está acontecendo com o Procop, que muda exatamente a cultura pela gestão do custo na Petrobras”, afirmou. “É uma cultura que busca não apenas a excelência em águas profundas, mas a excelência na gestão dos custos, nas atividades offshore e na gestão de forma global. É a busca pela excelência nos custos”, destacou a presidente.

Continue lendo

Esclarecimento sobre compra da refinaria de Pasadena

17.Abr.2014

Pasadena2.jpgLeia o comunicado que divulgamos nesta quinta-feira (17/04) a respeito da compra da refinaria de Pasadena:

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, esclareceu em audiência pública conjunta da Comissão de Assuntos Econômicos e da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal, realizada no dia 15 de abril de 2014, detalhes sobre a aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

Sobre os valores envolvidos no negócio, foram desembolsados US$ 554 milhões com a compra de 100% das ações da PRSI-Refinaria e US$ 341 milhões por 100% das quotas da companhia de trading (comercializadora de petróleo e derivados), totalizando US$ 895 milhões.

Adicionalmente, houve o gasto de US$ 354 milhões com juros, empréstimos e garantias, despesas legais e complemento do acordo com a Astra. Desta forma, o total desembolsado com o negócio Pasadena foi de US$ 1.249 milhões.

Continue lendo

Gasoduto Urucu-Manaus: respostas à Folha de S. Paulo

17.Abr.2014

Leia a matéria "Estatal puniu gerente que se opôs a fraude, afirma viúva" (versão online), publicada nesta quinta-feira (17/4) pelo jornal Folha de S. Paulo. Confira também as respostas que foram enviadas ao veículo:

Pauta:

Estamos fazendo uma matéria sobre o gasoduto Urucu - Manaus. Conversamos com a viúva do engenheiro responsável pela obra, Gesio Rangel de Andrade, que relata que ele sofreu pressões dentro da empresa para aprovar aditivos para a obra. Alguns documentos internos da empresa mostram que a obra estava orçada em US$ 407 milhões em 2004 e 2005, mas acabou custando R$ 4,58 bilhões até a conclusão em 2009 conforme matérias da revista da Petrobras. (...)

Continue lendo

Refinaria de Pasadena: resposta ao Jornal Nacional

16.Abr.2014

Veja a resposta enviada nesta quarta-feira (16/4) ao Jornal Nacional a respeito de reportagem veiculada (assista ao vídeo) sobre a Refinaria de Pasadena:

Pauta: O Jornal Nacional desta quarta-feira vai levar ao ar uma matéria a respeito do depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró à Câmara sobre a aquisição da refinaria de Pasadena.

Precisamos de um posicionamento da empresa, por meio de nota, a respeito das diferenças entre os valores que estão sendo apresentados pelo governo e por diversas pessoas que participaram do processo decisório do negócio para o valor que a empresa Astra Oil teria pago anteriormente pela refinaria. 

Continue lendo

Graça Foster: "A Petrobras é uma empresa de 85 mil empregados. Não podemos ser medidos por uma pessoa”

16.Abr.2014

Somos-85mil-470.jpgEm audiência realizada no Senado na última terça-feira (16/04), nossa presidente, Graça Foster, rebateu a alegação de que a empresa estaria em um abismo ético. “Definitivamente, eu não concordo e digo: A Petrobras não é fruto de um grande homem, não é fruto de uma grande mulher. A Petrobras não pode ser medida com um comportamento que não é digno com a força de trabalho da Petrobras”, afirmou a executiva, que também ressaltou: “A Petrobras é uma empresa de 85 mil empregados. Não podemos ser medidos por uma pessoa”. Confira no vídeo.

 

Continue lendo

Presidente Graça explica aquisição da refinaria de Pasadena

16.Abr.2014

graca-foster-agencia.jpgNossa presidente, Maria das Graças Silva Foster, esclareceu ontem (15/4), em audiência pública conjunta da Comissão de Assuntos Econômicos e da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal, detalhes sobre a aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Segundo ela, o planejamento da compra foi feito numa época em que era necessário ampliar o parque de refino da empresa.

Sobre os valores envolvidos no negócio, foram desembolsados US$ 554 milhões com a compra de 100% das ações da PRSI-Refinaria e US$ 341 milhões por 100% das quotas da companhia de trading (comercializadora de petróleo e derivados), totalizando US$ 895 milhões. Adicionalmente, houve o gasto de US$ 354 milhões com juros, empréstimos e garantias, despesas legais e complemento do acordo com a Astra. Desta forma, o total desembolsado com o negócio Pasadena foi de US$ 1.249 milhões.

Graça Foster explicou ainda que a Comissão de Apuração Interna que instauramos em março para analisar os processos de compra da refinaria, apurou, até o momento, que a Astra não desembolsou apenas US$ 42,5 milhões pela refinaria, como tem sido noticiado, mas sim um valor estimado em US$ 360 milhões, sendo US$ 248 milhões pela refinaria e estoques mais US$ 112 milhões de investimentos realizados antes da venda à Petrobras.

Cronologia

A presidente apresentou uma cronologia das negociações. Ela explicou que nosso Conselho de Administração aprovou em 2006 a compra de 50% de participação em Pasadena, pelo valor de US$ 359 milhões, e que a análise dos dados na época demonstrava que tratava-se de um bom negócio, alinhado ao planejamento estratégico vigente.

Continue lendo

Projetos das refinarias Abreu e Lima e Comperj são diferentes dos propostos inicialmente

16.Abr.2014

Os projetos da Refinarias Abreu e Lima (Rnest) e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) são muito diferentes do que os planejados originalmente. O andamento das obras e o investimento na construção das unidades estão de acordo com os cronogramas e orçamentos definidos para os novos projetos das refinarias.

O Comperj, que sofreu um replanejamento de atividades desde seu projeto inicial, está com cerca de 68% das obras concluídas e tem a data de agosto de 2016 como a entrada em operação do primeiro trem de refino, com custo de US$ 13,5 bilhões, conforme nosso Plano de Negócios e Gestão. É prevista também a possibilidade de um segundo trem de refino, que está em carteira de avaliação, e unidades petroquímicas, que estão sendo avaliadas pela Braskem.

Continue lendo

Destaques Internacionais – 16/04/2014

16.Abr.2014

Leia as principais notícias que repercutem na imprensa internacional nesta quarta-feira (16/04).

Continue lendo