Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home
Fatos e Dados: Notícias, Vídeos, Entrevistas e Mais - Petrobras

Refinaria de Pasadena: resposta ao Jornal Nacional

16.Abr.2014

Veja a resposta enviada nesta quarta-feira (16/4) ao Jornal Nacional a respeito de reportagem veiculada (assista ao vídeo) sobre a Refinaria de Pasadena:

Pauta: O Jornal Nacional desta quarta-feira vai levar ao ar uma matéria a respeito do depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró à Câmara sobre a aquisição da refinaria de Pasadena.

Precisamos de um posicionamento da empresa, por meio de nota, a respeito das diferenças entre os valores que estão sendo apresentados pelo governo e por diversas pessoas que participaram do processo decisório do negócio para o valor que a empresa Astra Oil teria pago anteriormente pela refinaria. 

Continue lendo

Graça Foster: "A Petrobras é uma empresa de 85 mil empregados. Não podemos ser medidos por uma pessoa”

16.Abr.2014

Somos-85mil-470.jpgEm audiência realizada no Senado na última terça-feira (16/04), nossa presidente, Graça Foster, rebateu a alegação de que a empresa estaria em um abismo ético. “Definitivamente, eu não concordo e digo: A Petrobras não é fruto de um grande homem, não é fruto de uma grande mulher. A Petrobras não pode ser medida com um comportamento que não é digno com a força de trabalho da Petrobras”, afirmou a executiva, que também ressaltou: “A Petrobras é uma empresa de 85 mil empregados. Não podemos ser medidos por uma pessoa”. Confira no vídeo.

 

Continue lendo

Presidente Graça explica aquisição da refinaria de Pasadena

16.Abr.2014

graca-foster-agencia.jpgNossa presidente, Maria das Graças Silva Foster, esclareceu ontem (15/4), em audiência pública conjunta da Comissão de Assuntos Econômicos e da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal, detalhes sobre a aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Segundo ela, o planejamento da compra foi feito numa época em que era necessário ampliar o parque de refino da empresa.

Sobre os valores envolvidos no negócio, foram desembolsados US$ 554 milhões com a compra de 100% das ações da PRSI-Refinaria e US$ 341 milhões por 100% das quotas da companhia de trading (comercializadora de petróleo e derivados), totalizando US$ 895 milhões. Adicionalmente, houve o gasto de US$ 354 milhões com juros, empréstimos e garantias, despesas legais e complemento do acordo com a Astra. Desta forma, o total desembolsado com o negócio Pasadena foi de US$ 1.249 milhões.

Graça Foster explicou ainda que a Comissão de Apuração Interna que instauramos em março para analisar os processos de compra da refinaria, apurou, até o momento, que a Astra não desembolsou apenas US$ 42,5 milhões pela refinaria, como tem sido noticiado, mas sim um valor estimado em US$ 360 milhões, sendo US$ 248 milhões pela refinaria e estoques mais US$ 112 milhões de investimentos realizados antes da venda à Petrobras.

Cronologia

A presidente apresentou uma cronologia das negociações. Ela explicou que nosso Conselho de Administração aprovou em 2006 a compra de 50% de participação em Pasadena, pelo valor de US$ 359 milhões, e que a análise dos dados na época demonstrava que tratava-se de um bom negócio, alinhado ao planejamento estratégico vigente.

Continue lendo

Projetos das refinarias Abreu e Lima e Comperj são diferentes dos propostos inicialmente

16.Abr.2014

Os projetos da Refinarias Abreu e Lima (Rnest) e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) são muito diferentes do que os planejados originalmente. O andamento das obras e o investimento na construção das unidades estão de acordo com os cronogramas e orçamentos definidos para os novos projetos das refinarias.

O Comperj, que sofreu um replanejamento de atividades desde seu projeto inicial, está com cerca de 68% das obras concluídas e tem a data de agosto de 2016 como a entrada em operação do primeiro trem de refino, com custo de US$ 13,5 bilhões, conforme nosso Plano de Negócios e Gestão. É prevista também a possibilidade de um segundo trem de refino, que está em carteira de avaliação, e unidades petroquímicas, que estão sendo avaliadas pela Braskem.

Continue lendo

Destaques Internacionais – 16/04/2014

16.Abr.2014

Leia as principais notícias que repercutem na imprensa internacional nesta quarta-feira (16/04).

Continue lendo

Nossa mão de obra feminina cresceu 124% desde 2003

15.Abr.2014

mulheres.jpgA participação das mulheres nas nossas atividades tem crescido a cada dia. Desde 2003, a mão de obra feminina cresceu 124% e hoje representa 15,8% do efetivo total. As mulheres já ocupam mais de mil cargos de liderança. Do total de mulheres empregadas, 62% têm entre um e nove anos na empresa. O perfil de crescimento da participação feminina foi percebido em todas as carreiras, incluindo aquelas em que a formação tem sido historicamente de predomínio masculino como as relacionadas às engenharias.

Em 2003, por exemplo, para 28% de engenheiras de meio ambiente, tínhamos 72% de engenheiros. Hoje, a composição é de 37% de engenheiras e 63% de engenheiros. A elevação da participação feminina também pode ser notada entre as engenheiras de produção, com crescimento de 14% em 2003 para 29% em 2013. Na área de geologia, a participação das mulheres passou de 14% para 23% no mesmo período.

Continue lendo

Licitação é regra na Petrobras

15.Abr.2014

Nossas contratações são regidas pelo Decreto 2745, de 1998, e seguem as seguintes modalidades de licitação: concorrência, tomada de preços, convite, concurso e leilão. Isso significa que a licitação é a regra para toda e qualquer contratação de obras, fornecimento de bens ou serviços. Há casos previstos na legislação, no entanto, em que a licitação é dispensada ou mesmo inexigível por inviabilidade de competição. É o que acontece, por exemplo, quando o fornecedor é detentor de patente ou direito autoral.

Em todas as contratações de fornecedores, seguimos o Regulamento do Procedimento Licitatório Simplificado, aprovado por meio do Decreto nº 2.745/1998, conforme disposto na lei 9.478/97, conhecida como a Lei do Petróleo. O procedimento atende à dinâmica do setor, caracterizado por um ambiente de livre competição, em que a agilidade é fundamental para o desenvolvimento das atividades operacionais com economicidade e rentabilidade.

Continue lendo

Inscrições abertas para seleção pública de projetos esportivos educacionais

15.Abr.2014

Lançamos, hoje (15/4), em nossa sede, no Rio de Janeiro, a seleção pública de projetos esportivos educacionais, por meio da qual destinará R$ 45 milhões, no período de dois anos, a iniciativas de todo o país. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 14 de julho, pelo site www.petrobras.com.br/ppec2014. Participaram da cerimônia o nosso diretor Corporativo e de Serviços, José Eduardo Dutra, e o gerente executivo de nossa área de Responsabilidade Social, Armando Tripodi.

Para o diretor José Eduardo Dutra, nossos projetos patrocinados, sobretudo projetos de esporte educacional, são ferramentas de inclusão social para crianças e adolescentes, visando a torná-los cidadãos. “A Petrobras, desde 2004, inseriu a responsabilidade social em seu plano estratégico, e, por meio das seleções públicas para projetos sociais, ambientais, culturais e esportivos, já investiu, ao todo, R$ 746 milhões em 770 projetos em todo o país”, ressaltou o diretor..

Continue lendo

Graça Foster fala sobre produção, Procop e nossas ações

15.Abr.2014

Ao responder a perguntas dos senadores durante audiência pública nesta terça, Graça Foster reforçou que a nossa produção de petróleo vai subir 7,5% este ano, com a entrada em produção de novas plataformas.

A executiva também ressaltou o resultado do Procop (Programa de Otimização de Custos Operacionais): "Só no ano de 2013, fizemos economia nos gastos gerenciáveis de R$ 6,5 bilhões". Sobre o desempenho das nossas ações, ela destacou que os trabalhadores que compraram ações em 2000, fazendo uso do FGTS, tiveram rendimento de 402%. "No mesmo período, o FGTS teve uma valorização de 90%", comparou.

Continue lendo

Graça fala sobre SBM: "Não encontramos irregularidades"

15.Abr.2014

Em audiência no Senado nesta terça-feira, a presidente Graça Foster abordou também a Comissão Interna de Apuração criada para apurar as denúncias de pagamento de propina à empresa holandesa SBM Offshore. A executiva afirmou que este tipo de investigação é nossa prática comum ao longo de muitos anos. "Fizemos um trabalho bastante grande. A comissão, formada por gerentes executivos ligados a diretores, esteve na Holanda", afirmou Graça, destacando que, daquilo que é nossa atribuição, não foram encontradas irregularidades.

Continue lendo