Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

25ª edição do Anima Mundi exibe 470 filmes de 45 países

12.Jul.2017

Anima Mundi.jpgCom nosso apoio, mais uma edição do consagrado festival internacional de animação Anima Mundi, a 25ª, traz para o Rio de Janeiro e São Paulo um panorama com o que há de melhor no mundo no gênero animação e as tão aguardadas oficinas.

No Rio de Janeiro, o festival acontece de 14 a 23 de julho no centro da cidade, no Cine Odeon - Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, no Espaço Cultural BNDES, no Centro Cultural Justiça Federal, na Cinemateca do MAM, no Centro Cultural dos Correios e no Centro Cultural Banco do Brasil.

Já em São Paulo é realizado de 26 a 30 de julho na Caixa Belas Artes, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro Cultural São Paulo, na Cinemateca Brasileira e nas salas do Circuito Spcine, localizadas em todas as regiões do estado.

Ao todo, são 470 títulos de 45 países, entre curtas, longas e filmes publicitários, sendo destaques, nas Sessões Petrobras, filmes premiados ao longo dos 25 anos do festival (os brasileiros “Passo”, de Alê Abreu; “L.E.R”, de João Angelin; “Até a China”, de Marão; “Guida”, de Rosana Urbes; e estrangeiros como “Manipulation”, de Daniel Greaves, e “Head over heels”, de Tim Reckart, ambos do Reino Unido).

Há, ainda, uma retrospectiva dos cem anos de animação no Brasil e programação que resulta de uma parceria com o Consulado do Canadá pelos 150 anos do país. A parceria originou uma mostra com quatro sessões para crianças e adultos incluindo produções do National Film Board canadense. Apresenta, também, um documentário sobre o animador escocês Norman McLaren, que teve a maioria dos seus trabalhos patrocinada pela Secretaria Nacional de Cinema do Canadá, onde realizou grandes obras, principalmente de animação direto na película. Além disso, traz, para conversar com o público, em um Papo Animado, o animador canadense convidado Robert Valley e o animador búlgaro residente no Canadá Theodore Ushev.

Robert Valley , indicado ao Oscar pelo filme Pear Cider and Cigarretes (2017) , conversa sobre sua marcante linguagem de histórias em quadrinhos e videoclipes de bandas como Gorillaz e Metallica. Já Theodore Ushev, que teve seu filme Blind Vaysha premiado como melhor roteiro da edição de 2016 no Anima Mundi e foi indicado ao Oscar de melhor curta de animação em 2017, fala ao público sobre o seu trabalho.

Oficinas de técnicas de animação

massinha-animamundi.jpg

No Estúdio Aberto Petrobras, crianças e adultos podem experimentar, em oficinas, como é criar imagens animadas como as exibidas nas sessões do festival. Neste ano, as técnicas de animação apresentadas são pixilation, na qual atores são fotografados de um mesmo ponto, quadro a quadro, simulando movimento, o que cria uma sequência de animação. No trabalho com massinha, é criado um roteiro e personagens são modelados e animados na hora sobre um cenário de fundo infinito.

Essas atividades vão acontecer no Rio, no Museu de Arte Moderna (MAM), e em São Paulo, no Centro Cultural São Paulo (CCSP). A idade mínima para a oficina de pixilation é 6 anos. Já para a oficina de massinha, é de 8 anos. Os resultados são mostrados na hora em telões e quem quiser rever poderá fazer download no site www.animamundi.com.br.

Programa Petrobras Cultural

Patrocinamos o Anima Mundi desde 1997, por intermédio do Programa Petrobras Cultural, de patrocínios às artes e à cultura. O programa contempla projetos brasileiros com valor cultural destacado, inovadores, que estimulem a criatividade e inspiração. Até agora o programa já patrocinou mais de 5 mil projetos.

Confira a programação completa:
http://www.animamundi.com.br/pt/anima-forum/programacao-2017

Leia também:

Prêmio Petrobras de Cinema patrocina distribuição de filmes brasileiros

Saiba mais sobre nossa atuação na área cultural
 

Postado em: [Sociedade e Meio Ambiente]

0 comentários

*Campos obrigatórios




Enviar