Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Arrematamos sete blocos em leilão da ANP

27.Set.2017

Adquirimos sete blocos na 14ª Rodada de Licitações no regime de concessão, realizada hoje pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), sendo seis offshore e um terrestre. Seremos a operadora nos sete blocos. Nos blocos marítimos, seremos a operadora com 50% de participação, em parceria com a ExxonMobil, que detém os outros 50%.

O valor total do bônus de assinatura a ser pago por nós é de R$ 1,8 bilhão. Este valor representa 0,8% dos investimentos previstos no Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 e será remanejado dentro do orçamento atualmente aprovado no PNG 2017-2021.

Além do bônus de assinatura, também foi considerado como critério de julgamento do leilão o Programa Exploratório Mínimo (PEM) a ser aplicado no bloco, expresso em Unidades de Trabalho (UTs) – que abrangem a quantidade de poços a serem perfurados, bem como a extensão da sísmica a ser empregada durante a atividade exploratória.

O quadro abaixo resume o resultado da nossa participação na 14ª Rodada de Licitações da ANP:

tabela-leilao2.jpg

Estratégia

Atuamos de forma seletiva no leilão, refletindo nossa visão estratégica e marcando o início da recomposição do nosso portfólio exploratório, ao mesmo tempo que buscamos recuperar a relação entre reserva e produção e assegurar a sustentabilidade da nossa produção futura de óleo e gás. Além disso, nossa atuação em consórcios competitivos está alinhada com o objetivo estratégico de fortalecer parcerias, compartilhando riscos, combinando competências técnicas e tecnológicas e capturando sinergias.

“A aquisição destes blocos reflete nossa visão abrangente de portfólio, focada na recuperação da nossa relação entre reserva e produção. Nosso objetivo é assegurar a produção futura e sustentável da companhia”, afirmou nosso presidente, Pedro Parente, que participou do leilão. Também esteve presente a diretora de Exploração e Produção, Solange Guedes.

Na Bacia de Campos, adquirimos, em parceria com a ExxonMobil, os seis blocos do setor SC-AP3, localizados em águas profundas. Identificamos, assim como a ExxonMobil, um grande potencial geológico nestas áreas, o que suportou nossas propostas competitivas. Este foi o setor que gerou mais disputa no leilão, tendo atraído interesse de outras seis empresas (Shell, Repsol, Total, BP, Karoon e CNOOC). Ao todo, foram apresentadas 13 ofertas para os blocos deste setor. O consórcio com a ExxonMobil na Bacia de Campos representa o início de uma parceria promissora e possibilitará a captura de sinergias através das excelências técnicas das duas empresas.

Na Bacia do Paraná, adquirimos 100% de um bloco terrestre em área de nova fronteira exploratória, com a expectativa de descoberta de acumulações de gás natural nas proximidades do gasoduto Brasil–Bolívia. O bloco está localizado na porção central da bacia, próximo da região mais desenvolvida da América do Sul, com alta demanda energética e inserida no maior polo consumidor de gás do país.

Após o leilão realizado hoje, haverá a etapa de qualificação dos licitantes vencedores e posterior assinatura dos contratos.

Leia mais:

Mudamos e estamos seguindo em frente

Postado em: [Institucional]

0 comentários

*Campos obrigatórios




Enviar