Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Conheça importantes indicadores que reforçam nossa capacidade operacional

11.Abr.2016

Você sabe o que é Ebitda, lucro bruto ou receita operacional líquida? Indicadores positivos reforçam nossa capacidade operacional, e alguns deles vêm sendo destacados pelos analistas de bancos que nos acompanham. Considerar apenas lucro líquido ou prejuízo é insuficiente para analisar o desempenho de uma empresa. É importante observar outros indicadores para ter uma visão mais ampla dos nossos resultados em 2015. Saiba quais são alguns deles:

ebtida-blog1.png

A sigla em inglês se refere ao lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Earnings Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization).

O Ebitda é um indicador que representa a geração operacional de caixa da empresa e nos possibilita saber o quanto geramos de recursos apenas em nossas atividades operacionais.

Nem sempre os dados relativos a lucro ou prejuízo são suficientes para analisar o desempenho efetivo de uma empresa em determinado período. Por isso, o Ebitda se torna também relevante ao medirmos os resultados. Quanto maior o Ebitda, maior a geração de recursos para o caixa da empresa.

Para chegarmos ao valor do Ebitda, fazemos a seguinte operação: ao lucro líquido (ou prejuízo, como foi nosso caso em 2015), somamos a depreciação, a amortização, as despesas financeiras, o imposto de renda e a contribuição social.

Para o cálculo do nosso Ebitda, além da adição desses itens, somamos a perda do valor recuperável dos ativos (impairment) e subtraímos o resultado com participações em investimento (equivalência patrimonial). Podemos assim medir com mais detalhes quanto foi a nossa geração operacional de caixa.

Em 2015, nosso Ebitda foi de R$ 73,9 bilhões, um aumento de 25% em relação ao de 2014. No 4º trimestre, o valor foi de R$ 17, 1 bilhões, 10% superior ao trimestre anterior. 

lucro-blog2.png

É a diferença entre o que é faturado pela empresa e quanto ela gasta para fazer seus produtos. Neste cálculo não entram as deduções de imposto de renda e de outras taxas que a companhia precisa pagar (esses valores entram no cálculo do lucro líquido). 

O lucro bruto possibilita saber quanto a empresa ganha com suas atividades, analisando seu desempenho em relação a períodos passados. 

Em 2015, nosso lucro bruto foi de R$ 98,6 bilhões, 23% superior a 2014. Já no 4º trimestre, o lucro bruto atingiu R$ 26,8 bilhões, um crescimento de 13% em relação ao 3º trimestre. 

fluxo-blog.png

Para uma empresa alavancada como a nossa, ou seja, que tem financiamentos a serem pagos, é importante saber qual o fluxo de caixa livre.

R$ 15, 6 bilhões é o valor disponível no nosso fluxo de caixa livre em 2015, que corresponde aos recursos gerados pelas atividades operacionais subtraídos dos investimentos em áreas de negócio. Nessa contabilidade, entram somente as despesas que significam saída de caixa, isto é, despesas referentes a compras de material, pagamento de fornecedores, etc. Não são aí incluídas despesas como depreciação e a amortização. Somente no quarto trimestre, nosso fluxo de caixa livre foi de R$ 7,3 bilhões.

O fluxo de caixa livre, quando positivo, mostra quanto a empresa dispõe de recursos para pagar seus financiamentos.

receita-blog4.png

É o valor que a empresa recebe pelas vendas de seus produtos. É o resultado da receita bruta (o preço dos produtos), subtraídos os impostos incidentes sobre a venda, os descontos e abatimentos concedidos.

Em 2015, é interessante notar que nossa receita operacional líquida do 4º trimestre (R$ 85, 1 bilhões) foi superior à do 3º trimestre (R$ 82,2 bilhões).

Veja também alguns dos nossos destaques operacionais em 2015, em relação ao ano anterior:

56% a mais na média de produção de petróleo na camada pré-sal;
55% de incremento das exportações de petróleo (balança comercial de petróleo e derivados com superávit de 167 mil barris por dia no 4º trimestre);
42% de aumento da produção de diesel S-10;
4% a mais de produção de petróleo e gás natural no Brasil e no exterior;
4 pontos percentuais a mais de participação do petróleo nacional processado nas refinarias.

Leia também:

Divulgação de resultados do exercício de 2015

Resultados comprovam viabilidade técnica e econômica do pré-sal

Postado em: [Institucional, Atividades]

3 comentários

Glaucio Queiroz

29.Ab.2016

está difícil, mas vou ler até entender, qual o total do lucro? qual o total de despesas? qual o total da divida e da divida com investimentos? e se a Petrobras está conseguindo fazer o suficiente para pagar pelo menos os funcionários e as dividas!

Fatos e Dados

12.Ma.2016

Olá, Glaucio,

sugerimos que acesse o site de Relacionamento com Investidores.

Fábio Severino Rangel

21.Ab.2016

Com esses dados é possível ver que a empresa tem tudo para se recuperar..

Rafael

11.Ab.2016

Tenho acompanhado de perto esses indicadores. Obrigado por compartilhar um conteúdo tão esclarecedor! Abraços, Rafael www.tororadar.com.br

*Campos obrigatórios




Enviar