Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Estamos entre as empresas mais inovadoras do Brasil

19.Jul.2016

premio-inovacao.pngFomos eleitos como a empresa mais inovadora do país no quesito Indústria de Base e Metalurgia, que inclui as empresas de óleo e gás, em evento do Prêmio Valor Inovação Brasil 2016, realizado na última segunda-feira (18), em São Paulo. Essa é nossa estreia na competição e já ficamos em 14º lugar no ranking das 100 empresas mais inovadoras do Brasil.

O Prêmio Inovação, realizado pelo jornal Valor Econômico desde o ano passado, foi criado com o objetivo de reconhecer empresas que se destacam no desenvolvimento de pesquisa e tecnologia no país em 17 setores da economia. O ranking é elaborado a partir de uma pesquisa realizada pelo veículo em parceria com a consultoria Strategy& e da análise de dados como investimentos em inovação, melhores práticas, criação de novos produtos e soluções e estratégias, entre outros indicadores.

Andre_Fachetti.jpgNosso gerente geral da área de Gestão Tecnológica do Cenpes, André Fachetti, nos representou na cerimônia e destacou a importância do prêmio. “Um prêmio como este nos deixa muito orgulhosos porque reconhece o esforço da Petrobras em vencer desafios que até então ninguém no mundo sabia como vencê-los. Além disso, ele traz um reconhecimento específico ao esforço que esta companhia faz em termos de desenvolvimento de tecnologia, seja por meio do Cenpes ou de suas áreas de negócios, que têm o trabalho de fazer isso acontecer, sair de laboratórios, plantas pilotos  e pranchetas e fazer chegar ao mercado que ela atua.”.

Uma das grandes inovações que apresentamos na área de pesquisa foi o uso das boias de sustentação de risers (BSR), tecnologia premiada na Offshore Technology Conference (OTC) em 2015, maior evento do segmento de petróleo e gás no mundo. O uso dessas boias possibilita a aceleração do início da produção dos poços de petróleo já que, juntamente com os risers (dutos que fazem a conexão entre a plataforma e o poço), podem ser instaladas antes da chegada de uma plataforma à locação. Submersas a uma profundidade de 250 metros e ancoradas ao fundo do mar por tendões, as boias são ligadas ao FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo) por dutos flexíveis. Essas características fazem com que os movimentos do navio-plataforma não sejam transmitidos aos risers instalados entre os poços e a boia, reduzindo o esforço sobre eles e aumentando sua vida útil mesmo em condições meteorológicas e oceanográficas severas.

A pesquisa foi dividida em três partes. Na primeira foram solicitados, além de dados gerais da companhia, informações sobre estratégias de inovação, recursos financeiros direcionados à Pesquisa e Desenvolvimento, entre outros. A segunda parte da pesquisa pedia indicação de inovações relevantes e seu impacto até o momento. Na terceira parte foram respondidas questões sobre os desafios para inovar no Brasil. O ranking das 100 empresas mais inovadoras compõe um anuário que circula juntamente com a edição do Valor Econômico, logo após a entrega do prêmio.

Leia também:

Estamos em segundo lugar no ranking de empresa dos sonhos dos jovens brasileiros

Parque experimental de plantas-piloto do Cenpes desenvolve pesquisas estratégicas

Foto: Wilson Melo

Postado em: [Tecnologia e Inovação, Reconhecimento, Institucional]

0 comentários

*Campos obrigatórios




Enviar