Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Fitch mantém nossa classificação de risco

26.Jan.2017

A agência de classificação de risco Fitch anunciou a manutenção do nível de risco (rating) da nossa dívida corporativa em BB, com perspectiva negativa (negative outlook).

Em seu relatório, a agência destacou que a liquidez da companhia é atualmente suportada por uma robusta posição de caixa, geração operacional estável e capacidade de acessar o mercado de capitais para refinanciar a dívida.

O progresso do Programa de Desinvestimentos, que em 2015 e 2016 totalizou US$ 13,6 bilhões, mereceu destaque, tendo a agência afirmado que a redução do endividamento da Petrobras dependerá do sucesso das vendas de ativos nos próximos dois anos. A implementação da política de preços de gasolina e diesel também foi ressaltada, demonstrando maior transparência e independência da atual administração.

Por fim, a Fitch considera que nosso nível de risco segue correlacionado com o risco soberano, devido ao controle acionário exercido pela União Federal e a importância estratégica da companhia para o mercado brasileiro, como sua principal fornecedora de combustíveis.

Leia também:

Somos a empresa com a melhor operação de gestão de dívida em 2016

Standard & Poor’s melhora nossa classificação de risco

Postado em: [Institucional]

3 comentários

André Pedrosa

01.Fe.2017

3 meses que essa empresa se arrasta na bolsa, isso é uma vergonha. coitado de quem acreditou nessa nova direção, que nova não tem nada, a mesma filosofia de sempre, vender o que é bom, a preço de banana, pra pagar dívida e ficar com a parte podre!

Eduardo Carnevali

27.Ja.2017

Péssimo sinal. A atual administração mostra total incompetência. Depois de mil estregas ainda não conseguiu. Deveriam ser processados por má administração )administração temerária) . Vende, Vende, doa, doa ....e nada???

J. ALVES

27.Ja.2017

A Petrobras se afasta de seus proprietários majoritários em benefício do lucro dos minoritários ! Por piores que os problemas do passado tenham sido, a empresa na época tinha um rumo claro e definido e PUBLICÁVEL - o Pré-Sal e a autossuficiência, para falar pouco. Tinha também um compromisso com todos os envolvidos nas diversas cadeias nas quais a Petrobras é protagonista ! As metas eram inspiradoras. em última instância, para todos os brasileiros ! O que temos agora ? O que sobrou para que a Petrobrás desfrute da empatia que tinha com o público mesmo nos piores momentos ? E se o preço do óleo hipoteticamente subir a 100 dólares o barril como ficaram os preços dos combustíveis ? Qual parte do patrimônio da empresa será alienada a outrem e a que preço ? O que a direção pretende fazer nos próximos 2 anos ? A quem o presidente da Cia deve fidelidade ? Não dá para pedir a simpatia do consumidor/acionista deste jeito e muito menos tê-lo ao seu lado ! Será dentre outras apenas mais uma !

*Campos obrigatórios




Enviar