Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

filtro data: 4/2017

Anunciamos revisão nos preços dos combustíveis

20.Abr.2017

revisao-combustiveis.jpg

De acordo com nossa política de preços anunciada em outubro de 2016, decidimos aumentar o preço do diesel nas refinarias em 4,3%, em média, e da gasolina em 2,2% média. Os novos valores começam a ser aplicados a partir de amanhã.

A decisão é explicada principalmente pela elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais desde a última decisão de preço, que mais que compensou a valorização do real frente ao dólar, e por ajustes na nossa competitividade no mercado interno. É preciso destacar ainda que o comportamento dos preços de derivados foi marcado por volatilidade nos mercados internacionais em resposta a evento geopolítico, como o ocorrido na Síria. (...)

Ver post completo

Produção de petróleo e gás natural em março

13.Abr.2017

FPSO.jpgNossa produção total de petróleo e gás natural em março foi de 2,74 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,61 milhões boed produzidos no Brasil e 130 mil boed no exterior.

A produção média de petróleo no país foi de 2,12 milhões de barris por dia (bpd), volume 3% inferior ao de fevereiro. Esse resultado se deve, principalmente, às paradas para manutenção do FPSO Cidade de Angra dos Reis, localizado no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, e da P-37, no campo de Marlim, na Bacia de Campos. (...)

Ver post completo

Moody’s melhora nossa classificação de risco

10.Abr.2017

bolsa-titulo.jpgA agência de classificação de risco Moody’s anunciou a elevação do rating da nossa dívida corporativa de B2 para B1 e alterou a perspectiva de estável para positiva.

A Moody’s destacou em seu relatório a melhora contínua do perfil de liquidez da Petrobras e de suas métricas financeiras nos últimos trimestres, devido, dentre outros fatores, à maior eficiência nos custos e à nova política de preços. Esses fatores também contribuíram para que a companhia mantivesse o acesso ao mercado de capitais e pudesse refinanciar parte de sua dívida. (...)

Ver post completo

Reduzimos os preços do GLP industrial

06.Abr.2017

glp-gas.jpg

Anunciamos hoje a decisão de reduzir os preços de comercialização do GLP destinado aos usos industrial e comercial, assim como o da venda a granel às distribuidoras. O percentual médio da redução é de 4,0%, com vigência a partir do próximo sábado (08/04/2017).

Esclarecemos também que os preços de GLP destinado ao uso residencial, comercializado em botijões de até 13kg (conhecido como P13 ou gás de cozinha), não foram objeto de reajuste.

Ver post completo

Saiba mais sobre o programa De Olho no Combustível e identifique postos certificados

05.Abr.2017

 

card-de-olho-no-combustivel-petrobras-br_1_.jpgInvestimos constantemente em pesquisa, tecnologia e monitoramento para oferecer combustíveis de qualidade e desempenho, desde as refinarias até os postos. Em nossa página sobre a gasolina falamos sobre quais são as gasolinas comercializadas no Brasil e suas diferenças, qual a mais adequada para cada tipo de veículo e como funciona nosso programa De Olho no Combustível. O programa atesta, há 20 anos, a qualidade dos produtos comercializados nos postos certificados com nossa bandeira e reforça o combate à adulteração em todo o país.

Fomos os primeiros a realizar este tipo de teste na hora em que o produto chega ao consumidor final. Nosso programa De Olho no Combustível tornou-se uma referência no mercado. Por meio de laboratórios móveis e realização de análises em campo, garantimos gasolina, óleo diesel e etanol com alta padrão de excelência aos clientes da nossa rede. (...)

Ver post completo

Concluímos a venda de participação na Nova Transportadora do Sudeste

04.Abr.2017

gasoduto_300.jpgFinalizamos hoje a operação de venda, anunciada em 23 de setembro de 2016, de 90% das ações da companhia na Nova Transportadora do Sudeste (“NTS”) para Nova Infraestrutura Fundo de Investimentos em Participações (“FIP”), gerido pela Brookfield Brasil Asset Management Investimentos Ltda, entidade afiliada à Brookfield Asset Management.

A operação foi concluída com o pagamento, ocorrido nesta data, de US$ 4,23 bilhões, após o cumprimento de todas as condições precedentes e ajustes previstos no contrato de compra e venda.  O valor total recebido pela Petrobras é composto de US$ 2,59 bilhões referente à venda das ações e US$ 1,64 bilhão referente a debêntures conversíveis em ações emitidas pela NTS, com vencimento em 10 anos, para substituição de dívida com a Petrobras Global Trading B.V. (“PGT”), subsidiária integral da Petrobras. O restante do valor (US$ 850 milhões, também referente à venda de ações) será pago em cinco anos e atualizado no período. (...)

Ver post completo