Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

filtro data: 5/2017

Venda do Campo de Juruá na Bacia de Solimões

22.Mai.2017

Informamos que iniciamos a etapa de divulgação da oportunidade de desinvestimento (Teaser), referente à cessão de participação no Campo de Juruá, na Bacia de Solimões.  

Neste projeto, oferecemos 100% de participação no Campo de Juruá (Concessão de Juruá), localizado no estado do Amazonas. A transação em potencial representa uma oportunidade para desenvolver e monetizar uma descoberta de gás natural, perto de campos operados por nós e de infraestrutura para processamento e escoamento de gás. (...)

Ver post completo

Concluímos emissão de US$ 4 bi em títulos

22.Mai.2017

resultado-3T15-blog.jpg

Informamos que concluímos, hoje, através da nossa subsidiária integral Petrobras Global Finance B.V. (PGF), a reabertura de títulos no mercado de capitais internacional (Global Notes), no valor de US$ 4 bilhões, com vencimentos nos anos de 2022, 2027 e 2044. A operação foi precificada no dia 15 de maio de 2017, conforme divulgado ao mercado. (...)

Ver post completo

Programa de Estágio Petrobras 2017 abrirá inscrições

18.Mai.2017

estagio2017.jpg

Começaremos a receber as inscrições para nova seleção para o Programa de Estágio Petrobras 2017 no dia 25/05. Ofereceremos 340 oportunidades para todo o Brasil, com bolsas entre R$ 563,63 e R$ 1.646,56. As inscrições irão até o dia 06/06 e o processo de recrutamento e seleção será realizado em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE).

"Os estagiários oxigenam os ambientes e contribuem bastante para a companhia. É muito interessante ver que aprendem conosco também. Todos ganham com esse processo", avalia o gerente executivo de Recursos Humanos, José Luiz Marcusso. (...)

Ver post completo

Iniciamos produção da P-66 no Campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos

17.Mai.2017

P66-blog.jpgNós, juntamente com os nossos parceiros do Consórcio BM-S-11, iniciamos, hoje, a produção de petróleo e gás natural na área de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos, por meio do navio plataforma P-66, primeiro FPSO próprio do Consórcio e sétima unidade do campo de Lula.

Localizada a aproximadamente 290 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2.150 metros, a P-66 tem capacidade para processar diariamente 150 mil barris de petróleo, comprimir 6 milhões de m3 de gás e foi inicialmente interligada ao campo de Lula por meio do poço produtor 7-LL-60D. (...)

Ver post completo

Confira nossa produção de petróleo e gás natural em abril

17.Mai.2017

funcionario10.jpg

Nossa produção total de petróleo e gás natural em abril foi de 2,72 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2,60 milhões boed produzidos no Brasil e 120 mil boed no exterior.

A produção média de petróleo no país foi de 2,10 milhões de barris por dia (bpd), volume 1% inferior ao de março. Esse resultado se deve, principalmente, à continuidade da parada programada da plataforma P-37, no campo de Marlim, e à parada programada da P-43, nos campos de Barracuda e Caratinga, ambas localizadas na Bacia de Campos. (...)

Ver post completo

Circuitos esportivos: patrocinaremos corridas de rua e travessias aquáticas

17.Mai.2017

edise.jpgVamos patrocinar circuitos de corridas de rua, maratonas e travessias aquáticas. Estamos renovando nossa atuação no patrocínio esportivo e divulgando, nesta quarta-feira (17/5 ), os critérios para incentivo a essas competições. Os projetos precisam passar por pelo menos quatro das cinco regiões do país e devem ter de quatro a cinco etapas, com a primeira ainda em 2017 e as demais em 2018.

“Essa é uma das grandes novidades do patrocínio esportivo da Petrobras para esse ano. Acreditamos que a prática de corrida de rua e de travessias aquáticas pode estimular um grande número de pessoas a desenvolverem seu potencial desportivo, por isso estamos promovendo essa renovação”, destaca o gerente de Relações Corporativas, Eventos e Patrocínios da Petrobras, Diego Pila. (...)

Ver post completo

Debatemos a importância da automação e trocamos experiência com o mercado

16.Mai.2017

tecnologia.jpgApresentar aplicações de ferramentas de automação de projetos e disseminar seus benefícios, além de promover a troca de experiências entre as equipes que atuam na área. Esses foram os resultados do Encontro Petrobras de Automação de Projetos, realizado no Centro de Pesquisas da Petrobras, no Rio de Janeiro, no final de abril.

"Como conectar automação de projetos aos desafios do Plano de Negócios e Gestão (PNG) da Petrobras?", questionou o gerente de Automação de Projetos para Sistemas de Superfície, Marcelo Brandão. “Quando falo das ferramentas de automação de projetos, estou falando de tecnologia, que está diretamente relacionada à evolução, geração de valor e capacidade técnica única, que são itens da visão Petrobras que consta no nosso PNG. Ferramentas são meios de transformação de processos de trabalho que podem nos auxiliar a atuar de forma mais robusta para atingir nossas metas”, explicou. (...)

Ver post completo

Aperfeiçoamos nosso processo de desinvestimentos

16.Mai.2017

As mudanças já estão sendo colocadas em prática. Saiba mais sobre como são conduzidos esses processos e o que mudou nas regras que orientam o passo a passo do nosso programa de parcerias e desinvestimentos. (...)

Ver post completo

Venda do Campo de Azulão na Bacia do Amazonas

16.Mai.2017

Informamos que iniciamos a etapa de divulgação da oportunidade de desinvestimento (Teaser), referente à cessão de participação no Campo de Azulão, na Bacia do Amazonas.
 
Neste projeto, oferecemos 100% de participação no Campo de Azulão (Concessão BA-3), localizado no estado do Amazonas. A transação em potencial representa uma oportunidade para desenvolver uma descoberta de gás natural, perto de infraestrutura já existente, bem como de linha de transmissão de energia. (...)

Ver post completo

Alcançamos lucro líquido de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre deste ano

11.Mai.2017

resultados-2T17_blog.jpgNosso lucro líquido atingiu R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre de 2017, revertendo o prejuízo registrado no mesmo período do ano anterior. Esse resultado reflete o nosso desempenho operacional, apesar da menor demanda por derivados no mercado brasileiro.

O desempenho do trimestre foi alcançado por meio de menores gastos com importação de petróleo e derivados, em função da maior participação do óleo nacional na carga processada e da maior oferta de gás natural nacional, assim como menores despesas com vendas, gerais e administrativas. Além disso, houve redução das despesas financeiras líquidas e dos menores gastos com baixas de poços secos/subcomerciais. (...)

Ver post completo