Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Tudo sobre: Atividades

Somos a empresa brasileira dos sonhos dos jovens, diz pesquisa

16.Ago.2017

Dig32235.JPG

Na pesquisa Carreira dos Sonhos 2017 aparecemos em segundo lugar como empresa dos sonhos dos estudantes e recém formados. Segundo dados da pesquisa, o principal motivo que levou os jovens a preferirem nossa companhia é a possibilidade de desenvolvimento profissional (59%). Quando perguntados se daqui a dez anos continuariam a escolher a Petrobras, 68% dos jovens que votaram sim indicaram o motivo: nossos produtos são essenciais para o dia-a-dia.
 
As perguntas da pesquisa são elaboradas com base numa metodologia que leva em conta que a felicidade no trabalho tem três pilares: confiança, fortalecimento e aprendizagem. Há três anos a empresa norte-americana Google é a primeira colocada na pesquisa, e a Petrobras fica em segundo lugar, sendo a companhia brasileira melhor classificada na escolha dos jovens, e a quarta colocada como empresa dos sonhos de profissionais da média gestão: coordenadores e gerentes. Cerca de 83 mil pessoas em todo o Brasil foram consultadas na pesquisa, coordenada pela empresa Cia de Talentos. (...)

Ver post completo

Aumento da produção e exportação marcam resultados do 1º semestre

11.Ago.2017

publicacao_LINKEDIN _002_.jpg

Os resultados do primeiro semestre indicam que nossas equipes estão comprometidas em produzir, de forma segura, petróleo e derivados, utilizados no dia-a-dia da sociedade, com foco no desempenho operacional. Atingimos lucro líquido de R$ 4,8 bilhões no primeiro semestre, revertendo o prejuízo registrado no mesmo período do ano anterior.

No primeiro semestre de 2017 registramos produção total de petróleo e gás natural de 2.791 mil barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 2.671 mil boed no Brasil, 6% acima do registrado no 1º semestre de 2016. (...)

Ver post completo

Descobrimos acumulação de petróleo no pré-sal da Bacia de Campos

10.Ago.2017

Descoberta Marlim Sul.jpg

Informamos a descoberta de acumulação de petróleo no pré-sal da Bacia de Campos, localizada na área do Campo de Marlim Sul.

Esta é a primeira descoberta comercial de petróleo no pré-sal da área de Marlim Sul. A descoberta ocorreu durante a perfuração do poço 6-BRSA-1349-RJS (nomenclatura ANP) / 6-MLS-233-RJS (nomenclatura Petrobras), informalmente conhecido como Poraquê Alto, com profundidade final de 4.568m. (...)
 

Ver post completo

Vamos celebrar 60 anos de atuação no Espírito Santo

10.Ago.2017

utg sul capixaba.jpg

Completamos 60 anos de atuação no Espírito Santo, onde temos atividades de produção de óleo e gás em plataformas e processamento de gás em unidades de tratamento - UTGs. Para celebrar essa grande conquista, programamos uma comemoração à altura. A Orquestra Petrobras Sinfônica se apresenta em um concerto gratuito, aberto ao público, na Praia de Camburi, entre os quiosques 6 e 7, em Vitória, no dia 12 de agosto, às 17h.

"Nossas operações no Espírito Santo são responsáveis por cerca de 15% de toda a produção de óleo e gás da Petrobras. Processamos gás natural em duas estações de tratamento, a UTG Cacimbas-Linhares e a UTG Sul Capixaba-Anchieta, fornecendo energia para a indústria e exportando o excedente para outras regiões do país. Fazemos isso com total atenção à segurança das pessoas e respeito ao meio ambiente, tendo em vista nosso compromisso com a vida”, ressalta o gerente geral da Unidade de Operações do Espírito Santo, Ricardo Morais.(...)

Ver post completo

Produção de petróleo e gás atinge 2,81 milhões de barris/dia em junho

17.Jul.2017

cidade mangaratiba.jpgA nossa produção total de petróleo e gás natural, em junho, foi de 2,81 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Desse total, 2,70 milhões boed foram produzidos no Brasil e 113 mil boed no exterior. A produção média de petróleo no país foi de 2,20 milhões de barris por dia (bpd), volume 0,6% superior ao de maio.

O resultado se deve, principalmente, ao retorno à produção, após parada programada, da plataforma P-43 - localizada nos campos de Barracuda e Caratinga, na Bacia de Campos- e do FPSO Cidade de Mangaratiba, no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos.

Em junho, a produção de gás natural no Brasil, excluído o volume liquefeito, foi de 80,3 milhões de m³/d, 1,8% acima do mês anterior. Esse aumento decorre, principalmente, do retorno à produção do FPSO Cidade de Mangaratiba. (...)

Ver post completo

Venda de ativos no Paraguai

07.Jul.2017

posto-paraguai.jpgIniciamos a etapa de divulgação da oportunidade de desinvestimento (Teaser), referente à venda de nossos ativos no Paraguai. Nesse projeto, temos o objetivo de alienar integralmente nossa participação acionária nas empresas Petrobras Paraguay Distribución Limited (PPDL UK), Petrobras Paraguay Operaciones y Logística SRL (PPOL) e Petrobras Paraguay Gas SRL (PPG).
 
No Paraguai atuamos por meio das sociedades acima discriminadas, no mercado de distribuição e comercialização de combustíveis, GLP e lubrificantes, e dispomos de uma rede de 197 estações de serviços e 113 lojas de conveniência. Também atuamos nos segmentos de aviação, com operação em três aeroportos, e de grandes consumidores (“B2B”), somos a maior distribuidora de combustíveis no país. Em termos de logística, ainda contamos com um terminal próprio de distribuição na cidade de Villa Elisa. (...)

Ver post completo

Cessão de Direitos do Campo de Maromba na Bacia de Campos

06.Jul.2017

Iniciamos a etapa de divulgação da oportunidade de desinvestimento (Teaser), referente à cessão da totalidade de nossa participação no Campo de Maromba, na Bacia de Campos.  

Neste projeto, a Petrobras, operadora com 70% de participação, e Chevron Brasil Petróleo Ltda., detentora de 30% de participação, oferecem conjuntamente 100% dos direitos do Campo de Maromba (Concessão de BC-20A), localizado no sudeste da Bacia de Campos. A transação em potencial representa uma oportunidade para desenvolver e monetizar uma descoberta de óleo pesado em águas rasas, próxima aos campos em produção de Peregrino e Papa-Terra. (...)

Ver post completo

Formamos Aliança Estratégica com a CNPC

04.Jul.2017

parceria-contrato.jpgNosso presidente, Pedro Parente, e o vice-presidente da CNPC e presidente da PetroChina, Wang Dongjin, assinaram hoje, em Beijing, um Memorando de Entendimento para iniciar tratativas referentes a uma parceria estratégica.

A partir desse Memorando de Entendimento, as empresas se comprometem a avaliar, conjuntamente, oportunidades no Brasil e no exterior em áreas-chaves de interesse mútuo, beneficiando-se de suas capacidades e experiências em todos os segmentos da cadeia de óleo e gás, incluindo potencial estruturação de financiamento. (...)

Ver post completo

Anunciamos reajuste na gasolina e no diesel

30.Jun.2017

preco-combustivel2.jpgO Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), após avaliação, decidiu reduzir o preço médio nas refinarias em 5,9% para a gasolina e 4,8% para o diesel, de acordo com a nossa política de preços. Os novos valores começam a ser aplicados a partir das 0h de 01 de julho.

Este é o último reajuste decidido pelo GEMP antes da delegação da decisão de reajustar os preços da gasolina e do diesel à área de Marketing e Comercialização até o limite de 7% acumulado para mais ou para menos sobre os preços vigentes dos derivados nas refinarias.  A delegação, que permitirá reajustes mais frequentes, podendo até ser diários, entra em vigor na segunda-feira, dia 03 de julho. Portanto, o reajuste aqui anunciado e decidido pelo GEMP não entra na conta do limite de 7% para mais ou para menos que será adotado a partir da segunda-feira. (...)

Ver post completo

Revisão da política de preços de diesel e gasolina

30.Jun.2017

revisao-combustiveis.jpg

Nossa Diretoria Executiva aprovou, ontem, a revisão da política de preços de diesel e gasolina comercializados em nossas refinarias, visando aumentar a frequência de ajustes nos preços, que passará a vigorar na próxima segunda-feira, dia 3 de julho.  A partir desta data, nossa área técnica de marketing e comercialização terá delegação para realizar ajustes nos preços, a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que os reajustes acumulados por produto estejam, na média Brasil, dentro de uma faixa determinada (-7% a +7%), respeitando a margem estabelecida pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP). Qualquer alteração fora dessa faixa terá que ser autorizada pelo GEMP.   

A avaliação feita pelo GEMP, composto pelo nosso presidente e os diretores executivos de Refino e Gás Natural e  Financeiro e de Relacionamento com Investidores, é de que os ajustes que vinham sendo praticados, desde o anúncio da nova política em outubro de 2016, não têm sido suficientes para acompanhar a volatilidade crescente da taxa de câmbio e das cotações de petróleo e derivados, recomendando uma maior frequência nos ajustes. (...)

Ver post completo