Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Informações Condensadas do 3º trimestre de 2014

12.Dez.2014

Edise2Leia o comunicado publicado nesta sexta-feira (12/12) pela Área de Relacionamento com Investidores: 

Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 2014 – Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras esclarece que decidiu, nesta data, não divulgar as demonstrações contábeis do terceiro trimestre de 2014 não revisadas pelos auditores independentes tendo em vista os novos fatos ocorridos após o dia 13 de novembro de 2014, relacionados, direta ou indiretamente, à Operação Lava Jato, quais sejam:

i)    Postergação para 31 de janeiro de 2015 do vencimento dos primeiros covenants, possibilitando a apresentação das demonstrações contábeis do terceiro trimestre de 2014 não revisadas até esta data sem risco de declaração de vencimento antecipado da dívida pelos credores;

ii)    Recebimento pela Petrobras, em 21 de novembro de 2014, de uma intimação (subpoena) da Securities and Exchange Commission (SEC) requerendo documentos relativos a uma investigação sobre a Companhia iniciada pela SEC;

iii)    Conhecimento pela Petrobras, em 03 de dezembro de 2014, dos depoimentos prestados no âmbito do acordo de colaboração premiada do Sr. Julio Gerin de Almeida Camargo (Grupo Toyo) e Sr. Augusto Ribeiro de Mendonça Neto (Grupo Setal);

iv)    Citação da Petrobras, em 09 de dezembro de 2014, relativa à ação coletiva (class action) movida pelo Sr. Peter Kaltman perante corte nos Estados Unidos (United States District Court, Southern District of New York). Nós acreditamos que outras ações serão apresentadas e possivelmente consolidadas com a ação do Sr. Kaltman;

v)    Ajuizamento pelo Ministério Público Federal, no dia 11 de dezembro de 2014, de ações criminais contra diversas pessoas, dentre as quais o ex-Diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e outros gestores de empresas, por corrupção passiva, corrupção ativa, organização criminosa, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.

Entretanto, considerando o dever de informar e agindo com diligência e transparência, a Companhia está divulgando informações relativas aos indicadores operacionais e algumas informações econômico-financeiras que acreditamos que não são afetadas pelos potenciais ajustes decorrentes da “Operação Lava Jato”.  Essas informações não foram revisadas pelos nossos auditores independentes.

petro.jpgNo 3T-2014 a Receita de Vendas atingiu R$ 88.378 milhões e o Caixa e Equivalentes de Caixa, R$ 62.409 milhões.

O aumento de 7% na Receita de Vendas, comparada ao 2T-2014, foi devido às maiores exportações de petróleo e ao aumento da demanda no mercado interno, principalmente diesel, suportada na maior parte pela produção nacional de derivados. Em relação ao período de jan-set/2013, a Receita de Vendas foi superior em 13%, refletindo os maiores preços nas vendas de derivados no mercado interno devido à incidência em todo o ano de 2014 dos reajustes de diesel e gasolina ao longo de 2013, além do efeito da depreciação cambial (8%) sobre os preços dos derivados atrelados ao mercado internacional e das exportações, maiores preços de energia e gás natural; bem como pelo aumento da demanda de derivados no mercado interno (3%), principalmente diesel (2%), gasolina (5%) e óleo combustível (21%), e pelo maior volume de petróleo exportado (12%), parcialmente compensados pela menor exportação de óleo combustível (14%).

Veja a íntegra do comunicado na página de Relacionamento com Investidores.

Postado em: [Atividades, Institucional]

4 comentários

Luiz Carlos Ferreira Martins

18.De.2014

Na atual situação no qual evidencia-se o comprometimento nossa riqueza natural é preciso que sejamos patriota adotando medidas de reaver as concessões de exploração das reservas, pois diante do caos devemos parar, reavaliar e recomeçar não a passos largos,mas passos curtos , firmes e sólidos preservando nossas riquezas energéticas.

Amilton Luiz Schiavon Júnior

17.De.2014

Espero que no balanço a ser divulgado estejam presentes as áreas da cessão onerosa como ativos, para as quais já houve declaração de comercialidade (quase 20 bilhões de barris). A empresa não pode abrir mão de tal volume de óleo por pressões externas! O congresso aprovou a Lei de Partilha e houve aprovação da ANP e CNPE. Se isso ocorrer, devemos realizar uma denúncia formal ao Congresso e ao Senado. A Lei do Petróleo, a Constituição são claros em suas diretrizes. O PETRÓLEO É NOSSO! O DESAFIO É A NOSSA ENERGIA!

Carlos Alberto Reis Rocha

17.De.2014

A divulgação das demonstrações contábeis poderia conter uma provisão para valores em dúvida, perdas ou ganhos devidos ao que se espera das investigações da operação lava-jato. Algo, por exemplo, em torno de 3% dos valores de investimento.

Francisco Ubiratan Castro Viana Junior

16.De.2014

Uma Diretoria Competente é Aquela Que Pega A S/A com Um Determinado Valor No Mercado (Refletindo no Preço das Ações) e, depois de um determinado tempo, Entrega à Nova Diretoria Com Os Preços das Ações Valorizados. Quando é que os Papéis da Petrobras vão voltar a crescer?

*Campos obrigatórios




Enviar