Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Iniciamos produção da P-66 no Campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos

17.Mai.2017

P66-blog.jpgNós, juntamente com os nossos parceiros do Consórcio BM-S-11, iniciamos, hoje, a produção de petróleo e gás natural na área de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos, por meio do navio plataforma P-66, primeiro FPSO próprio do Consórcio e sétima unidade do campo de Lula.

Localizada a aproximadamente 290 km da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2.150 metros, a P-66 tem capacidade para processar diariamente 150 mil barris de petróleo, comprimir 6 milhões de m3 de gás e foi inicialmente interligada ao campo de Lula por meio do poço produtor 7-LL-60D.

O sistema de Lula Sul é o primeiro a iniciar produção neste ano e está em linha com o nosso Plano de Negócios e Gestão 2017-2021.

Esse sistema se soma aos onze já em operação no pré-sal das Bacias de Santos e Campos. São eles: Piloto de Lula (FPSO Cidade de Angra dos Reis), Piloto de Sapinhoá (FPSO Cidade de São Paulo), Piloto de Lula Nordeste (FPSO Cidade de Paraty), Iracema Sul (FPSO Cidade de Mangaratiba), Sapinhoá Norte (FPSO Cidade de Ilhabela), Iracema Norte (FPSO Cidade de Itaguaí), Lula Alto (FPSO Cidade de Maricá), Lula Central (FPSO Cidade de Saquarema), Lapa (FPSO Cidade de Caraguatatuba), e o FPSO Cidade de Anchieta e a P-58, ambos no Parque das Baleias.

O campo de Lula está localizado na concessão BM-S-11 operada por nós (65%), em parceria com a BG E&P Brasil – companhia subsidiária da Royal Dutch Shell plc (25%) e a Petrogal (10%).

Conheça nossos parceiros na Bacia de Santos e Campos

Leia também:

A descoberta de um campo de petróleo e gás natural em 5 passos

Saiba mais sobre as tecnologias pioneiras que desenvolvemos para o pré-sal

Postado em: [Atividades]

1 comentários

Genival Roberto Bonfim

19.Ma.2017

Bem eu vejo essa plataforma 66 em atividade e lembro dos diretores que diziam que talvez muitos profissionais que a construíram poderiam trabalhar nela , por orgulho de ter construído e eu sou um desses profissionais que suou muito pra construir blocos navais e vários afins para essa plataforma. Gostaria muito de ter uma oportunidade de trabalhar na produção e poder mostrar o potencial dos trabalhadores do Rio Grande RS, que sofreu bastante pela Ecovix para agora não ter nenhum recrutador pra vir na cidade aqui buscar profissionais que conhece essa plataforma e como foi construída passo a passo. Só lamento o meu desabafo.

*Campos obrigatórios




Enviar