Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Registramos recorde de produção diária e superamos patamar de 700 mil barris/dia operados no pré-sal

23.Dez.2014

Leia o comunicado que divulgamos nesta terça-feira (23/12):

A Petrobras informa que bateu um novo recorde histórico de produção própria diária de óleo e LGN no último dia 21/12, quando produziu 2 milhões 286 mil barris. O volume produzido não considera a parcela de seus parceiros e supera o recorde anterior de 2 milhões 257 mil barris, alcançado no dia  27/12/2010.

A Petrobras também bateu recorde diário de produção operada no dia 21/12, tendo produzido 2 milhões 470 mil bpd.

O novo patamar histórico decorre principalmente da contribuição de nove sistemas de produção. Cinco deles começaram a operar em 2013 e tiveram novos poços interligados ao longo de 2014. Outros quatro sistemas de produção foram instalados este ano.

Das plataformas instaladas em 2013, contribuíram para esse resultado a P-63, no campo de Papa-Terra, e P-55, no campo de Roncador, ambas na Bacia de Campos; o FPSO Cidade de Itajaí, em Baúna, no pós-sal da Bacia de Santos; além dos FPSOs Cidade de São Paulo, no campo de Sapinhoá, e Cidade de Paraty, na área de Lula Nordeste - ambos no pré-sal da Bacia de Santos.

Os sistemas de produção que entraram em operação em 2014 e que colaboraram para o desempenho foram a P-58, no Parque das Baleias, e P-62, no campo de Roncador, na Bacia de Campos; e os FPSOs Cidade de Mangaratiba, na área de Iracema Sul, e Cidade de Ilhabela, na de Sapinhoá Norte, ambos no pré-sal da Bacia de Santos.

A alta eficiência operacional dos campos localizados nas porções fluminense e capixaba da Bacia de Campos, como resultado do Programa de Aumento da Eficiência Operacional (Proef), também contribuiu com o recorde. Essas áreas têm mantido a produção sustentável, diante do declínio natural dos reservatórios. Cabe destacar também a alta eficiência operacional e a  manutenção da estabilidade da produção nas Unidades Operacionais do Norte e Nordeste do país, que praticamente compensaram todo o declínio natural dos campos maduros da área.

Com a chegada de novas embarcações do tipo PLSV (Pipe Laying Support Vessel) e com a redução do tempo não produtivo dessas unidades - fruto das ações do PRC-Sub -, a companhia interligou 68 novos poços - produtores e injetores - até novembro de 2014, o que já se constitui em um número bem superior aos 45 poços interligados ao longo de todo ano de 2013.

Produção operada pela Petrobras no pré-sal bate novo recorde e ultrapassa o patamar de 700 mil barris de petróleo por dia

A produção de petróleo nos campos operados pela Petrobras na província do pré-sal das bacias de Santos e Campos atingiu a marca histórica de 700 mil barris de petróleo por dia (bpd) no dia 16 de dezembro de 2014. Desse volume, cerca de 74% (523 mil bpd) correspondem à parcela da companhia e o restante à das empresas parceiras nas diversas áreas de produção da camada  pré-sal.

A produção de 700 mil barris por dia foi alcançada apenas oito anos depois da primeira descoberta de petróleo na camada pré-sal, ocorrida em 2006, e apenas seis meses após a marca dos 500 mil barris, obtida em junho. Essa produção representa uma marca extremamente significativa na indústria do petróleo, especialmente diante do fato de os campos se situarem em lâminas  d'água profundas e ultraprofundas.

O patamar de 700 mil bpd foi conseguido com a contribuição de somente 34 poços produtores. Isso evidencia a elevada produtividade dos campos já descobertos na camada pré-sal. Desses poços, 16 estão localizados na Bacia de Santos, que responde por cerca de 61% do volume produzido no pré-sal – aproximadamente 429 mil barris por dia. Os demais 18 poços estão localizados no  pré-sal da Bacia de Campos e respondem pelos 39% restantes da produção – cerca de 273 mil barris por dia.

Atualmente, o petróleo do pré-sal é produzido por 12 diferentes plataformas, oito delas produzindo exclusivamente naquela camada geológica.

O aumento da produção deve-se, também, ao excelente desempenho operacional das atividades de construção e interligação de poços, com suporte dos programas estratégicos PRC-Poço (Programa de Redução de Custos em Poços) e PRC-Sub (Programa de Redução de Custos em Sistema Submarinos). Esses programas integram iniciativas que vêm incorporando  melhorias contínuas na redução da duração e dos custos não só de poços, como também de instalações submarinas dos projetos de E&P.

16 comentários

yuri g nicolsky

06.Ou.2015

PARABÉNS A TODO QUE SE ESFORÇAM PRA QUE O NOSSO BRASIL SEJA NOSSO E DE TODOS QUE ACREDITAM NO FUTURO ,LIVRES DOS ACHARCADORES, VIVA TODA A NOSSA PETROBRAS.VIVA.

Diogo

23.Ma.2015

Com o preço baixo do barril.. Deveriamos estar importando mais a preços baixos e guardando nossas reservas pro momento em que o preço se elevar. Ate porque diferente do oriente medio.. nosso petróleo eh extraído a custos elevados.

Jose Campos

21.Ma.2015

A que preço isto foi alcançado???

Ary

21.Ma.2015

Os funcionários da PETROBRAS nada tem a ver com os escândalos. São inovadores, desbravadores e talentosos. Produção do pré sal de 700 mil barris e só o começo. Pena o preço do barril está em baixa e o momento desfavorável mas vai superar como sempre fez. Gosta de ser desafiada. És grandiosa PETROBRAS.

José Francisco

20.Ma.2015

Grande empresa,grande Pais e grandes forças ocultas.

erarius publicum

19.Ma.2015

Então,maravilha da maravilhas......vamos agorqa cobrar preço dos produtos petrolíferois igual ao da Venezuela....pensando bem,não....afinal aquele país produtor do ouro negro está na miséria mesmo assim....bem,vamos cobrar igual ao do patamar americano (que produz mais petróleo que o brasil) algo em torno de meio dolaar por litro..ja estaria ótimo.Pois de que vle seromo o quarto,ou quinto,ou sexto maior produtor se o nosso combustível é o mais caro do mundo?O que vale é o padrão de vida de uma nação,não apenas suas riquezas...A Suiça tem a gasolina mais barata da Europa,mesmo não extraindo umasó gota de crude.....

Felipe

19.Ma.2015

Como se isso trouxesse algum beneficio para os brasileiros. Só trás números mas não possue beneficio real. Saudade dos tempos em que o Brasil não era auto-sufuciente em petróleo e a população pagava um valor justo...

afonso moreira costa

17.Ma.2015

Aparecido vc realmente nao sabe o que esta falando, vc sabe o que e petroleo de xisto, procure na internet como se extrai este petroleo imundo que suja todos os lencois freaticos pois a sua extracao se da bombeando ar comprimido dentro das rochas para que o petroleo saia e com isso o oleo de xisto vaza pelas imediacoes. largamente extraido nos EUA este oleo é o pivo da guerra do petroleo entre arabia saudita que deixou os precos despencarem e o EUA que querem petroleo barato a todo custo, pois ainda sao os maiores consumidores do mundo tanto em automoveis como na geracao de energia eletrica, e vc vem falar do petroleo da petrobras, veja quantos acidentes no brasil houve e veja quantos nas empresas extrageiras. Por isso meu amigo vai se inteirar depois vem falar.

Rigon, Cesar

20.Ja.2015

AOS BLOGUISTAS DE PLANTAO - O CUSTO DO BARRIL EXTRAIDO DO PRE SAL É ESTIMADO EM 130U$, O PREÇO DE MERCADO INTERNACIONAL EM MEDIA DE 90U$ A 110 U$, CADA BARRIL EXTRAIDO DO PRE SAL É PREJUIZO CERTO, ORIENTO A COMPRARMOS O BARRIL A 90U$ E FECHAR O PRE SAL, POIS SE PETROLEO FOSSE SOLUÇÃO A VENEZUELA SERIA O PAIS MAIS RICO DA AMERICA LATINA..

jarlus mendes felipe

19.Ja.2015

As sete irmãs querendo se apoderar de nossas reservas, O petróleo é nosso!"700 mil bpd operados no pré-sal 21/12/14.

APARECIDO

19.Ja.2015

O Brasil etá caminhando a contra partida dos países desenvolvidos, enquanto buscamos o desenvolvimento através de energia suja e desvalorizada mais a cada dia, os demais aplica, incentivos e já cooperam com a menor emissão de gases e investem em energia limpa. Oque é extraído de petróleo no Brasil, enviado pra fora para processar, o barril se tornará imviável para tal investimento.

Gilberto

06.Ja.2015

Parabéns! que essa marca seja só o começo de muitas que virão! vais superar todos os desafios e voltara mais forte e revigorada os que te criticam vão aplaudir de pé!

Nelson Jr.

29.De.2014

Em 1954, um ano após sua criação em 03/outubro/1953, a produção da PETROBRAS era de pouco mais de 2 mil bpd (barris por dia) e em 1990, apos 37 anos de árduo trabalho, a companhia atingiu a produção de 653 mil bpd. Nesta nova jornada, que se iniciou em 2006, após o anúncio da descoberta de uma nova fronteira exploratória, conhecida por PRÉ-SAL, a produção já alcançou 700.000 bpd em apenas 8 anos. Realmente a PETROBRAS está no "fundo do poço", mas é poço de petróleo/gás e produzindo muito! Parabéns a todos que contribuem para que isto aconteça!

Marcílio Estevam

28.De.2014

Os funcionários da PETROBRAS nada tem a ver com os escândalos. São inovadores, desbravadores e talentosos. Produção do pré sal de 700 mil barris e só o começo. Pena o preço do barril está em baixa e o momento desfavorável mas vai superar como sempre fez. Gosta de ser desafiada. És grandiosa PETROBRAS.

LOILTON ARAUJO DE ALMEIDA

25.De.2014

E vamos em frente que o petróleo é nosso!!!6541

Adriano C

23.De.2014

Ótima notícia, a Petrobras é uma grande empresa, muito maior que alguns bandidos que abusaram de suas funções e devem ser punidos.

*Campos obrigatórios




Enviar