Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Resultados comprovam viabilidade técnica e econômica do pré-sal

30.Dez.2015

presal-viavel-BLOG.jpg

Fechamos o ano de 2015 confirmando a meta de produção de 2,125 milhões de barris por dia de petróleo (bpd) no Brasil. Mais uma vez, o pré-sal superou expectativas. A região, que consolidou nossa capacidade de produção nacional acima do patamar de 2 milhões de bpd, mostra fôlego para nos levar a novos patamares. Há poucos dias tivemos mais um exemplo desse potencial, quando anunciamos a conclusão de mais dois testes de formação de poços na área conhecida como Carcará Norte, que apresentaram reservatórios com alta produtividade e óleo de excelente qualidade.

A estimativa é que o potencial de produção nesse poço seja equivalente aos resultados alcançados pelos melhores poços produtores do pré-sal da Bacia de Santos, com petróleo de boa qualidade (31º API).  Petróleos com grau API maior do que 30 são considerados leves, com maior valor no mercado.

Porém, há outro fator que tem agregado ainda mais valor ao óleo leve do pré-sal: o custo de extração. O gasto relativo registrado na região é quase a metade do alcançado pelas maiores petrolíferas no mundo.

Com novas tecnologias, chegamos a um patamar em torno de US$ 8 por barril, quando a média das grandes petrolíferas mundiais é de US$ 15 por barril. Nos custos de desenvolvimento do pré-sal também tivemos avanços. Um dos fatores decisivos para a redução de custo é o tempo de perfuração de um poço no pré-sal, que no campo de Lula já atingiu tempo inferior a 30 dias. Em 2010, eram necessários mais de 120 dias para realizar o mesmo trabalho.

Esses resultados reforçam nossa liderança em tecnologia de águas profundas e ultraprofundas. Comprovamos a qualidade dos reservatórios e a viabilidade técnica e econômica do pré-sal, mesmo considerando o cenário adverso dos preços do petróleo.

Os poços daquele ambiente geológico já respondem por um quarto da nossa produção, com média de 25 mil barris por dia por poço. Conseguimos, junto com nossos sócios, ultrapassar o patamar médio mensal de 850 mil bpd apenas nove anos depois da primeira descoberta na região. Para alcançar este mesmo patamar de produção total, a empresa levou 44 anos, de 1953, ano de sua criação, até 1997.

A renegociação de contratos também contribui para a redução de custos nas operações de Exploração & Produção (E&P). Em 2015, obtivemos a redução média de 13% em diversos contratos da Bacia de Campos. Uma segunda rodada de renegociações terá início em janeiro de 2016.

No vídeo abaixo, o consultor Antonio Carlos Capeleiro fala sobre o sucesso exploratório no pré-sal:

Sobre o poço Carcará Norte

O poço, informalmente conhecido como Carcará Norte, está situado em profundidade d’água de 2.070 m e profundidade total de 6.338 m.

Somos o operador do consórcio (66%), em parceria com Petrogal Brasil (14%), Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás (10%) e Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A. (10%).

O Consórcio dará continuidade às atividades do plano de avaliação de descoberta (PAD) – programa de trabalho necessário para avaliação de uma descoberta – de Carcará, aprovado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com término previsto para março de 2018.

Sobre Tecnologia e Inovação

Pela terceira vez em nossa história, recebemos o OTC Distinguished Achievement Award, concedido pela Offshore Technology Conference (OTC), maior prêmio internacional conferido a uma empresa de petróleo. A premiação foi concedida em reconhecimento ao conjunto de tecnologias inovadoras desenvolvidas para a produção na camada do pré-sal.

As dez soluções tecnológicas premiadas nos garantiram ganhos de produtividade. Uma delas é a boia de sustentação de risers (tubos), equipamento de aço que fica submerso a uma profundidade de 250 metros no oceano interligando dutos instalados nos poços de petróleo aos navios-plataformas. A tecnologia reduz o impacto do movimento das plataformas sobre os risers, aumentando a vida útil do equipamento, instalado nos campos de Lula e Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos.

Postado em: [Institucional, Atividades]

14 comentários

renan thiago

26.Ju.2016

Break Even é muito maior que 8 dólares, mascaram as informações para leigos ficarem maravilhados com esses valores. Ponham o valor correto pq uma offshore não consegue preços tão baratos assim, são quase 7km de extensão.

Fatos e Dados

28.Ju.2016

Olá, Renan,

o custo médio de extração vem sendo reduzido gradativamente ao longo dos últimos anos. Passou de US$ 9,1 por barril de óleo equivalente (óleo + gás) em 2014, para US$ 8,3 em 2015, e atingiu um valor inferior a US$ 8 por barril no primeiro trimestre deste ano. Um resultado bastante significativo, se comparado com a média da indústria, que oscila em torno dos US$ 15 por barril de óleo equivalente. Leia o texto na íntegra.

Saulo

08.Ju.2016

O custo de extracao (pumping) eh de US$ 8 / barril. Quanto eh o custo de PRODUCAO? Um exemplo: o custo de extracao (pumping) do Ira e da Arabia Saudita eh na ordem de US$ 1-2 / barril e o custo de producao na ordem de US$ 9 / barril. Varios sites internacionais citam o custo de PRODUCAO (nao extracao) da Petrobras na ordem de US$ 45 / barril, o SEGUNDO MAIS ALTO DO MUNDO, atras apenas do Reino Unido. Respeitosamente, creio ser mais honesto para a Petrobras, da qual sou acionista pois pago impostos para o governo, deixar claro este detalhe.

Fatos e Dados

18.Ju.2016

Olá, Saulo,

esses valores de custo são considerados informações estratégicas. Agradecemos seu contato. Continue nos acompanhando pelas redes sociais.

Krystal

17.Ma.2016

Olá, Gostaria de saber qual é o custo total de um barril de petróleo do pré-sal. US$ 8,00 é o custo de extração. Porém, há outros custos que não foram informados tais como, custos de capital e demais operações. Vocês poderiam informar esse valor e se possuem um benchmark do custo total de um barril de petróleo dos demais players do mercado? Estou fazendo um trabalho na faculdade a respeito da competitividade do pré-sal em relação a outros campos mundiais e essa é uma informação essencial para a conclusão do mesmo. Obrigada!

Fatos e Dados

27.Ma.2016

Olá, Krystal,

esses valores de custo são considerados informações estratégicas. Agradecemos seu contato. Continue nos acompanhando pelas redes sociais.

Antonio Carlos Navarro

22.Ab.2016

O Ciro Gomes em toda entrevista ele diz que o custo de extração é de US 41,00 o barril .Eu não entendo essa insistência dele nesse valor,até parece que sabe mais do que a própia Petrobras. Vocês deveriam convida-lo para um debate e provar esse custo.Ou ele está mais informado que a propria Petrobras.

Camilo Delfino

09.Ma.2016

U$8,00 o barril? Entao a Petrobras tem o Petroleo mais barato do mundo, e isso producao? Mais barato que o Kuwait, que tem pocos onshore de facil extracao? A Rystad Energy que tem informacao de em torno 65000 campos de petroleo no mundo afirmam que a media de extracao no Brazil e de U$48,80. E ai? Estou so esperando pelo veja bem...

Adriano Cardoso de Brito

29.Ja.2016

Vamos nos brasileiros torcer para que a Petrobras seja privatizada.Quem sabe assim ela volte a ser uma empresa conceituada, no mercado mundial de petroleo. Pois hoje não passa de motivo de chacota.

Alan

28.Ja.2016

Será? E quando vamos ver a queda do preço de uma das gasolinas mais caras do mundo ? Por que o diesel ficou tão caro depois que os utilitários ficaram ao alcance da população? Por qual motivo o etanol é tão caro hoje e acompanha a alta dos combustíveis fósseis sendo que não há nenhuma relação técnico/produtiva entre ambos ? No fundo sabemos as respostas....Desculpem, mas divulgação das novas tecnologias, descobertas e metas alcançadas sem o resultado final para nós cidadãos não significa NADA...

Lauro Marcelo

27.Ja.2016

É necessário provar que o custo é de 8 usd por barril. Feito isso, os argumentos contrários à extração do pré-sal definharão.

Ronniery Bezerra de Lima

15.Ja.2016

Me anima ler notícias como estas. Sou estudante de engenharia de petróleo e meu sonho desde adolescente é ser engenheiro dessa empresa. Um dia chego lá! Tenho muito orgulho dessa equipe e sonho fazer parte dela.

manuel messias dos santos

14.Ja.2016

Concordo plenamente com a observação acima de Alexandre Wiener de 03 de Janeiro 2016. Trabalhei 30 anos nessa Empresa motivo de orgulho de todo Brasileiro, é necessário que a população brasileira saiba a verdade sobre o custo médio do barril produzido no pré- sal, Porque o que a midia e falsos e conhecedores do processo alardeiam valores que inviabilizam a produção no pre-sal..Pelo amor de Deus,senhores, façam isso pelo bem do Brasil enquanto há tempo. Obrigado Manuel Messias dos Santos

Nicolas

14.Ja.2016

Excelente que a empresa esteja se modernizando e ampliando a sua capacidade de produção. Mas sejamos diretos: a conta não fecha! Se o barril custa 8 dólares de custo, porque temos uma gasolina cara e impura? Pagamos quase 4 reais por litro em um composto misturado a álcool (mais barato). Alguém me explique porque só o povo brasileiro não é beneficiado por esse belíssimo exemplo de produtividade? Pagaremos até quando a conta da corrupção?

Fatos e Dados

15.Ja.2016

Olá Nicolas,

conheça nosso ambiente digital que reúne perguntas e respostas sobre temas variados, inclusive sobre a composição do preço e a adição de etanol à gasolina. Acesse o #DaquiPraFrente e conheça nossos caminhos. 

Reginaldo Ribeiro Alves

07.Ja.2016

Parabéns a Petrobras e toda a sua equipe pelo sucesso alcançado, tenho muito orgulho de fazer parte há 33 anos dessa gigante brasileira, estamos a cada dia superando nossas metas e vamos superar ainda mais outras metas.

Altair Rodrigues Durski Batista

03.Ja.2016

Com muito orgulho, gostaria de dirigir meus Parabéns a essa equipe maravilhosa da PETROBRÁS. Vejo que a luta incessante pela melhoria do Brasil continua com essa equipe. É isso que os brasileiros merecem. Muito Obrigado. Altair R. Durski Batista

Alexandre Wiener

03.Ja.2016

Excelente matéria, por que não divulgá-la na mídia televisiva a critério de esclarecimento? Grande parte da população acha ou pensa que o pré-sal é inviável devido ao preço atual do barril. Tornar isso consciente na população fortifica a instituição mudando a opinião pública. Desejo a todos um bom trabalho, parabéns!

*Campos obrigatórios




Enviar