Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Tecnologia transforma resíduo de termelétrica no RN em insumo para fábrica de cerâmica

28.Dez.2016

UTEJSP.jpgAté quatro toneladas diárias de resíduos gerados pela nossa termelétrica Jesus Soares Pereira agora poderão ser transformados em produtos cerâmicos. Trata-se de um projeto de aproveitamento do lodo residual da operação na unidade. O trabalho é fruto do convênio da nossa usina, instalada em Alto do Rodrigues, no Vale do Açu, Rio Grande do Norte, com o Centro de Tecnologia do Gás e Recursos Renováveis (CTGás-ER).

Além dos benefícios ambientais para região, o projeto proporciona uma economia de cerca de R$ 400 mil por ano à Petrobras, uma redução de mais de 90% dos custos de gestão do resíduo. Antes, o resíduo era transportado para um aterro sanitário no município de Ceará Mirim, a 175 quilômetros da termelétrica. Agora é aproveitado como matéria-prima na fabricação de tijolos, em uma indústria, no município de Pendências, a 22 quilômetros da usina.
 
O projeto teve duas fases de pesquisas. “Na primeira etapa, testes laboratoriais comprovaram que a adição do lodo à massa cerâmica não afetaria as propriedades do produto final”, explica José Nildo Galdino, pesquisador do CTGás-ER. Após os testes, o CTGás-ER selecionou uma indústria da região interessada em firmar parceria para receber o resíduo e o conjunto de máquinas, a Unidade de Processamento de Massa (UPM). Os testes em escala industrial tiveram o objetivo de verificar a eficiência da homogeinização da massa cerâmica com o resíduo e a qualidade do produto final.
 
A fábrica escolhida, a Cerâmica Parciama, fornece produtos cerâmicos para 15 municípios do Rio Grande do Norte. De acordo com o diretor da indústria, João Fernandes Junior, o lodo possui cerca de 85% de água. Com isso, houve uma redução mensal de 90 mil litros no consumo da fábrica, que era 25 mil litros diários, abastecidos por meio de caminhão pipa. “Além disso, o índice de poluição diminuiu e o novo maquinário aumentou a qualidade da produção”, completa Fernandes. Com a utilização do resíduo, a fábrica aumentou a sua produção em 25 mil tijolos por dia.

Leia também:

Somos reconhecidos por liderança em gestão ambiental no Relatório do Carbon Disclosure Project (CDP)

Urucu: completamos 30 anos na Amazônia com gestão responsável

Postado em: [Sociedade e Meio Ambiente, Tecnologia e Inovação]

1 comentários

Michel

30.De.2016

Redução simultânea de geração de resíduos e de consumo de água. Duplamente sensacional! Parabéns para os envolvidos.

*Campos obrigatórios




Enviar