Exploração e Produção de Petróleo e Gás

A exploração e a produção de petróleo e gás natural são atividades centrais da nossa empresa. Buscamos aumentar nossas reservas e desenvolver a produção para garantir o atendimento à crescente demanda de energia. Com a tecnologia e a persistência de nossos empregados, atravessamos desafios que um dia pareciam impossíveis, como as águas profundas da Bacia de Campos, nos anos 1970. Hoje, a produção do pré-sal, em águas ultraprofundas, já é uma realidade consolidada. Por isso, continuamos sempre em busca da próxima fronteira, ampliando de forma sustentável nossa atuação em áreas com grande potencial de exploração e produção.

Metas de produção (óleo e LGN) 2014-2018

A maior parte de nossas reservas de petróleo está em campos marítimos, o que tem levado nossas atividades de perfuração a atingirem profundidades cada vez maiores.

Para atuar em áreas do pré-sal e do pós-sal, diversas plataformas entraram em operação nos últimos anos, como os FPSOs Cidade de Anchieta, Cidade de Itajaí, Cidade de São Paulo, entre outros (FPSO é a sigla em inglês que significa plataforma que produz, processa, armazena e escoa petróleo). No campo de Papa-Terra (Bacia de Campos), foi instalado o FPSO P-63 e será instalada em breve a P-61 (plataforma do tipo TLWP - Tension Leg Wellhead Platform), plataformas que trabalharão integradas, com capacidade de processamento conjunta de 140 mil bpd de óleo e um milhão de m³ de gás por dia. Nos próximos anos, diversas outras unidades vão entrar em operação.

Em terra, também temos uma importante produção, concentrada principalmente nas regiões Norte e Nordeste e, em menor escala, no Sudeste, na área do Espírito Santo.

Além disso, desenvolvemos tecnologias para otimizar a produção e aumentar a vida útil dos campos maduros. Um exemplo é o Programa de Aumento da Eficiência Operacional (Proef), que conseguiu reverter a tendência de queda da eficiência em unidades operacionais da Bacia de Campos e do Rio de Janeiro. O Programa de Otimização do Aproveitamento de Gás Natural (Poag 2015) também tem contribuído para aprimorar o desempenho das unidades operacionais da região Sudeste.

Por tudo isso, a maior parte dos nossos investimentos está concentrado nas atividades de exploração e produção. No total, serão US$ 153,9 bilhões até 2018.

Investimentos E&P 2014-2018