Produção de Biocombustíveis

Capa Produção de Biocombustíveis

Produzidos a partir de fontes renováveis, o etanol e o biodiesel, dois dos principais biocombustíveis utilizados no Brasil, contribuem para mitigar as mudanças climáticas e reduzir a poluição atmosférica.

Em 2008, criamos a Petrobras Biocombustível, subsidiária que tem a missão de produzir biocombustíveis com responsabilidade social e ambiental. Operando de forma sustentável, agricultores contribuem do cultivo à colheita das plantas utilizadas para a fabricação dos biocombustíveis nas usinas.

Para ampliar a produção, estão previstos investimentos de US$ 2,3 bilhões até 2018.

Veja no site da Petrobras Biocombustível como a empresa atua nas regiões do país, conheça suas usinas e suas pesquisas tecnológicas na área.  
 

Biodiesel

O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis como óleos vegetais e gorduras animais. Este biocombustível pode ser produzido no Brasil a partir de diferentes espécies oleaginosas, como a mamona, o dendê, a canola, o girassol, o amendoim, a soja e o algodão, além de matérias-primas de origem animal como o sebo bovino e gordura suína.

Utilizado isoladamente, ele também pode ser misturado ao diesel - desde 2010, todo o diesel comercializado no Brasil contém uma mistura de 5 % de biodiesel. Comercializamos também a borra (ou goma), a glicerina e o ácido graxo, subprodutos derivados provenientes do processo industrial.

As usinas próprias e parceiras da Petrobras Biocombustível possuem, no total, 821 milhões de litros/ano de capacidade de produção de biodiesel. O Ministério do Desenvolvimento Agrário concedeu às suas unidades o Selo Combustível Social e, além disso, a subsidiária implementa o Programa Cultivar, fornecendo aos agricultores visitas de técnicos e garantindo a compra da produção pelo preço de mercado.
 

Etanol

Desde a década de 1970, quando foi lançado o Proálcool (Programa Nacional do Álcool), o etanol ganhou grande impulso e se tornou uma importante fonte de energia para o país. Hoje, o etanol brasileiro gerado a partir da cana-de-açúcar tem o menor custo de produção e o maior rendimento em litros por hectare do produto.

Todos os seus subprodutos são aproveitados: da fabricação do etanol temos a vinhaça e a torta de filtro, utilizadas como fertilizantes, e com a queima do bagaço da cana há a cogeração de energia.

Com o aproveitamento da celulose existente no bagaço, estão sendo desenvolvidas pesquisas para o uso comercial do etanol de segunda geração, o etanol do futuro, que pode ampliar a capacidade de produção em até 40% sem aumentar as áreas plantadas de canavial, trazendo mais produtividade, eficiência e sustentabilidade no ciclo de produção.

Além de investir no desenvolvimento tecnológico do etanol, a Petrobras Biocombustível, por meio das empresas coligadas, tem capacidade de produção estimada de 1,5 bilhão de litros/ano do produto.

Etanol sem Fronteira

Para explicar melhor como o etanol transforma a vida das pessoas, convidamos dois jovens para embarcarem conosco em uma aventura pelo interior do país para conhecer de perto os segredos do etanol. Assista à websérie "Etanol sem Fronteira".