Refinaria Capuava (Recap)

Abrir Mapa

Informações gerais

Localizada na região metropolitana de São Paulo, a Refinaria de Capuava (Recap) começou suas operações em 18 de dezembro de 1954. Atualmente, é responsável pela comercialização de cerca de 30% do volume de combustíveis consumido na região da Grande São Paulo. Pela facilidade de obtenção de matérias-primas na região, sua instalação em Mauá (Grande São Paulo) atraiu outras indústrias, formando o Pólo Petroquímico do Grande ABC.

Endereço: Av. Alberto Soares Sampaio, 2122-A
Capuava – Mauá - SP

Telefone: (11) 3795-9000

Terminais aos quais se liga

A refinaria é ligada aos terminais de Barueri, Cubatão e São Caetano do Sul.

Breve história

A história da refinaria começou em 1947, por iniciativa particular liderada pelos irmãos Soares Sampaio. A Refinaria Exploração de Petróleo União S/A teria capacidade para processar 20 mil barris/dia.

Quase três décadas depois, em 3 de junho de 1974, incorporamos a unidade rebatizada como Refinaria de Capuava.

Hoje, ela tem capacidade para processar 8.500 metros cúbicos de petróleo diariamente, aproximadamente 53 mil barris de petróleo por dia.

Ligada aos terminais de Barueri, Cubatão e São Caetano do Sul, os produtos da Refinaria de Capuava abastecem o Pólo Petroquímico do Grande ABC e parte da região metropolitana de São Paulo, o maior mercado consumidor da América do Sul.

Ela foi a primeira refinaria a instalar, em 1999, uma Unidade de Craqueamento Catalítico Fluido de Resíduo (URFCC). A característica principal dessa unidade é craquear frações pesadas do petróleo, mais especificamente o Resíduo Atmosférico (RAT), eliminando a unidade de vácuo e aumentando a produção de derivados com maior valor agregado, como gasolina e gás de cozinha (GLP). Hoje, 90% do petróleo processado é nacional, o que garante elevada rentabilidade à refinaria.

Características técnicas

Área Total: 3,7 milhões de metros quadrados

Para sua produção, conta com as unidades de destilação atmosférica, URFCC, desaromatização de solventes, solventes especiais, tratamento de água, geração de vapor, energia e ar comprimido.

Em 2012, foram implantadas as novas unidades de hidrotratamento de gasolina e óleo diesel, respectivamente HDS e HDT, e das unidades de apoio (UGH, URE, UTAA, UGN, Co-geração e Osmose).

Estas novas unidades permitem a produção de gasolina e óleo diesel de acordo com as especificações da ANP.

Capacidade instalada

A refinaria tem capacidade para processar diariamente 8.500 metros cúbicos de petróleo, aproximadamente 53 mil barris de petróleo por dia.

Principais produtos

Gasolina e diesel baixo teor de enxofre (S-10), aguarrás, propeno, gás liquefeito de petróleo (GLP) e solventes especiais.

Mercados que atende

A refinaria abastece o Pólo Petroquímico do Grande ABC e parte da região metropolitana de São Paulo.