Refinaria de Paulínia (Replan)

Unidade Separadora de Propeno
Abrir Mapa

Informações gerais

Ela é a nossa maior refinaria em capacidade de processamento de petróleo: 66 mil m³/dia, o equivalente a 415 mil barris. Sua produção corresponde a 20% de todo o refino de petróleo no Brasil, processando aproximadamente 80% de petróleo nacional, grande parte da Bacia de Campos.

Endereço: Rodovia SP 332 - Km. 130
Bonfim - Paulínia – SP
CEP: 13147-900

Telefone: (19) 2116-6100

Terminais aos quais se liga

Terminal de São Sebastião, Terminal de Guararema e Terminal de Barueri.

A Refinaria de Paulínia também está interligada aos Terminais das Distribuidoras do Pool Paulínia, Terminal da Petrobras Distribuidora e Base da Liquigás para GLP.

Breve história

A Refinaria de Paulínia foi inaugurada em 12 de maio de 1972, época em que a cidade acabava de ser emancipada politicamente de Campinas. Sua construção começou em julho de 1969 e foi concluída em mil dias, prazo que até hoje é referência para a indústria do petróleo. A área onde hoje está instalada pertencia à antiga Fazenda São Francisco, que foi desmembrada e nos foi doada pela prefeitura de Paulínia.

A cidade foi escolhida estrategicamente para a construção da que é hoje a maior refinaria do Brasil. Paulínia está a 118 km da capital paulista e sua localização, além de permitir maior facilidade de escoamento da produção, está inserida em um contexto de grandes facilidades logísticas, com acesso às principais vias de transporte rodoviário, ferroviário e terminais aéreos do estado de São Paulo.

A Refinaria de Paulínia iniciou sua atividade de operação no dia 2 de fevereiro de 1972, três meses antes da inauguração. Cerca de 20 mil metros cúbicos de petróleo por dia (126 mil barris) eram processados naquela época.

Características técnicas

Área total: 9,1 km²
- 2 unidades de Destilação
- 2 unidades de Craqueamento Catalítico
- 2 unidades de Coqueamento Retardado
- 2 unidades de Hidrotratamento de Diesel
- 2 unidade de Hidrodessulfurização de Nafta Craqueada
- 1 unidade de Recuperação de Hidrogênio
- 1 unidade Separadora de Propeno

Capacidade instalada

A capacidade instalada é de 66.000 mil m³/dia, o equivalente a 415 mil barris.

Principais produtos

Diesel, Gasolina, GLP, Óleos Combustíveis, Querosene de Aviação (QAV), Asfaltos, Nafta Petroquímica, Raro, Coque, Propeno, Enxofre, Fluidos Hidrogenados.

Mercados que atende

Interior de São Paulo (55%); Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre (20%); Sul de Minas Gerais e Triângulo Mineiro (10%); Goiás, Brasília e Tocantins (15%).