Biodiversidade

Reflexo de uma floresta no rio

A distribuição espacial e a variedade de nossas operações tornam frequente a interface com áreas protegidas e sensíveis. O conhecimento dessas áreas configura-se em uma etapa de prevenção e mitigação de riscos e impactos associados.

Para atuar nessas áreas, além do cumprimento dos requisitos legais e da adoção das melhores práticas, atendemos aos critérios de nossos padrões e normas voltados para o conhecimento, a prevenção e a minimização dos riscos e impactos à biodiversidade e aos serviços ecossistêmicos. Estes documentos indicam que sejam desenvolvidas e monitoradas ações voltadas para a prevenção, mitigação, recuperação ou compensação de impactos em áreas relevantes em termos de biodiversidade e serviços ecossistêmicos nas fases de instalação, operação e desativação dos nossos empreendimentos.

Empreendemos esforços para ampliar a organização e disponibilização das informações ambientais, de modo a subsidiar com menor custo e tempo diversos processos técnicos e de tomada de decisão.

O mapeamento de áreas protegidas e sensíveis existentes nas áreas de influência das Unidades da Petrobras é um processo em desenvolvimento permanente. A localização e caracterização de tais áreas é fundamental para a gestão de diversos processos de SMS, desde o planejamento da expansão de uma unidade, a localização de um projeto novo, o planejamento para resposta a emergências e a elaboração de matriz amostral para monitoramento ambiental, para a seleção de áreas a serem beneficiadas em patrocínios ambientais, dentre outros.

Utilizamos novas tecnologias e processos como os “drones”, tecnicamente conhecidos como RPAs (Remotely Piloted Aircraft System) – Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas – para fins de mapeamento e diversas outras atividades como inspeção e monitoramento de faixa de dutos e de sistemas e áreas de produção, monitoramento de áreas de proteção e recuperação ambiental, acompanhamento de incidentes ambientais, monitoramento de transporte de cargas e passageiros, planejamento e acompanhamento de atividades operacionais, dentre outras nas Unidades de Operações de Exploração e Produção da Amazônia  e de Sergipe Alagoas e para o monitoramento da recuperação da cobertura vegetal de uma área de restinga arbustiva em recuperação e do seu entorno, localizada num trecho de cordão arenoso da Praia de Cacimbas, Município de Linhares-ES. Dados importantes que só seriam obtidos através de um levantamento fitossociológico.

Desenvolvemos orientações corporativas para manejo de fauna em nossas unidades operacionais visando prevenir e mitigar os riscos e impactos à fauna, saúde humana, segurança da força de trabalho e segurança operacional, associados às interações da fauna, considerando o bem-estar dos animais no cumprimento desses objetivos. Além disso, já adotamos ações importantes sobre o tema, onde se destaca o programa “Pro-fauna” cujo objetivo é garantir o adequado atendimento às ocorrências de fauna silvestre nas instalações da Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato-UTGCA, em Caraguatatuba-SP.

Investimos em projetos de pesquisa e desenvolvimento de soluções tecnológicas e metodologias que promovam a melhoria da gestão ambiental e a mitigação dos impactos de nossas operações. Os projetos em andamento contemplam caracterizações ambientais, mitigações ou redução de efeitos sobre os ecossistemas e a biodiversidade e a recuperação de ambientes degradados e impactados através de projetos de reflorestamento, recomposição de espécies nativas e outros. Podemos destacar os Projetos de Caracterização Ambiental das Bacias de Santos, Potiguar e Sergipe que visam levantar, sistematizar e disponibilizar informações ambientais qualificadas existentes para a região e o Projeto de Recuperação Ambiental de Áreas Terrestres que tem como objetivo avaliar e disponibilizar tecnologias de recuperação de áreas degradadas de baixo custo e alta eficácia para os três principais biomas de atuação do E&P. Diante das lacunas de conhecimento científico sobre bioinvasão marinha, fomentamos a condução de pesquisas sobre o tema, em particular sobre o coral-sol, organismo considerado invasor no Brasil.

Apoiamos também inúmeras iniciativas da sociedade civil, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, que têm como objetivo promover ações para a proteção e a recuperação de espécies e habitats, bem como dos usos tradicionais associados, como forma de preservar e conservar a biodiversidade nos ecossistemas terrestres e aquáticos, preservando e ampliando também os produtos e saberes da sociobiodiversidade.