Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Conheça nossas providências relacionadas à 'Operação Lava Jato'

27.out.2014

Em razão do período eleitoral, que teve início em 5 de julho, a publicação de conteúdos nos nossos ambientes digitais foi temporariamente restringida. Com o término das eleições, estamos de volta ao fluxo normal de postagens e o espaço para comentários do blog, que estava desabilitado, por medida de cautela, também volta a funcionar. Neste nosso primeiro post, leia o comunicado oficial sobre nossas providências internas relacionadas à “Operação Lava Jato”:

"Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2014 – Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras, diante das notícias relacionadas às investigações decorrentes da Operação Lava Jato, vem atualizar o mercado com as seguintes informações:

A “Operação Lava Jato” é uma investigação que vem sendo realizada pela Polícia Federal brasileira. No âmbito da citada operação, um ex-diretor da Petrobras, conjuntamente com outras pessoas, já foi denunciado pelos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Neste momento, estão em curso investigações sobre a prática de supostos crimes em desfavor da Petrobras.

Considerando esse cenário, a Petrobras tomou diversas medidas com a finalidade de apurar fatos, cabendo ressaltar as seguintes:

- Constituiu Comissões Internas de Apuração para averiguar indícios ou fatos contra a empresa, bem como subsidiar medidas administrativas e procedimentos decorrentes;

- Requereu acesso aos autos da investigação relacionada à Operação Lava Jato, incluindo os autos da ação por lavagem de dinheiro e organização criminosa, como forma de acompanhar de perto as investigações, o que foi deferido pelo Poder Judiciário;

- Solicitou acesso ao conteúdo da “delação premiada” realizada pelo ex-Diretor Paulo Roberto Costa, o que ainda não foi deferido pelo Poder Judiciário;

- Vem prestando esclarecimentos às Autoridades (Polícia Federal, Ministério Público Federal e Poder Judiciário), inclusive informando as diligências já realizadas no âmbito da Companhia;

- Solicitou esclarecimentos, para subsidiar suas avaliações internas, às empresas mencionadas na imprensa como tendo atividades sob investigação na “Operação Lava Jato”, especialmente após a repercussão na mídia de informações a respeito da mencionada “delação premiada”.

Especificadamente diante das denúncias de corrupção na Companhia efetuadas pelo ex-Diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, e pelo Sr. Alberto Youssef, em audiência na 13ª Vara Federal do Paraná em 08/10/2014, a Companhia, conforme autorizado pelo Juiz da causa, teve acesso oficial ao inteiro teor dos depoimentos – que não se confundem com a íntegra dos depoimentos prestados no âmbito da chamada “delação premiada”, que ainda estão sob segredo de justiça – e tem utilizado tal material para subsidiar suas Comissões Internas de Apuração.

Em 24 e 25/10/2014 a Petrobras assinou contratos com duas Empresas Independentes Especializadas em Investigação, uma brasileira e outra americana, com o objetivo de apurar a natureza, extensão e impacto das ações que porventura tenham sido cometidas no contexto das alegações feitas pelo ex-diretor Paulo Roberto Costa, bem como apurar fatos e circunstâncias correlatos que tenham impacto material sobre os negócios da Companhia.

Ao autorizar a contratação dessas empresas, a Diretoria Executiva cumpre seu dever de diligência e, além das normas regulatórias e de auditoria aplicáveis pela CVM, considera o contexto do Foreign Corrupt Practices Act ("FCPA") e da Seção 10A do Securities Act of 1934 (Seção 10A), uma vez que a Petrobras é registrada na Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA.

Paralelamente ao avanço das investigações, a Companhia já está trabalhando nas medidas jurídicas adequadas para ressarcimento dos supostos recursos desviados e dos eventuais valores decorrentes de sobrepreços derivados das empresas supostamente participantes do cartel, conforme mencionado no depoimento do ex-diretor Paulo Roberto Costa, além dos danos causados à imagem da Companhia.

A Companhia reitera que vem acompanhando as investigações e colaborando efetivamente com os trabalhos das Autoridades Públicas, conforme reconhece o Poder Judiciário. Reitera, ainda, enfaticamente, que manterá seu empenho em continuar colaborando com as autoridades para a elucidação dos fatos.

A Petrobras reforça, por fim, que está sendo oficialmente reconhecida pelas Autoridades Públicas como vítima nesse processo de apuração."

Postado em: [Esclarecimentos, Institucional]

49 comentários

Regina Freitas

21.ma.2015

Meu sonho sempre foi trabalhar na Petrobrás. Via aquelas propagandas na TV e ficava mesmo emocionada e cheia de orgulho dessa empresa genuinamente brasileira! Com a crise deflagrada passei a sentir-me impotente e decepcionada. Hoje, estou prestes a passar num mero estágio de meio período pra trabalhar na PB. Ainda não sei qual será a reação dos meus familiares e amigos quando eu contar que trabalharei na PB. Mas apesar das críticas negativas que certamente virão, estou ansiosa e alegre por enfim poder fazer parte do time da PB. Quero ser colaboradora e estar presente quando a Petrobrás sair dessa lama, reergue-se e voltar a ser respeitada em todo o globo, Acredito nisso, e mais do que isso, trabalharei junto para que isso aconteça. Pode contar comigo Petrobrás, pois é o mínimo que nós brasileiros-honestos podemos fazer por você, que tanto já nos deu orgulho. Chega de lamentar e jogar o dedo na cara! É punir os culpados e bola pra frente!!! E espero passar na entrevista!!!!!!

Marcos Daniel Nerling

08.fe.2015

A lei que garante um grande percentual de conteúdo nacional nos negócios da Petrobrás acabou insuflando a ganância da indústria nacional (que se mostrou corrupta), alinhada com diretores da estatal (gente que poderia dar o seu melhor pelo bom salário que recebem). Agora, passou da hora de regulamentarmos a profissão de Lobistas em nosso país. Quanto dinheiro foi pago para estes profissionais que não podem ser apresentados como pagamentos justos por intermediação de negócios pelo fato de não termos esta profissão regulamentada. Assim como corretores de imóveis que intermediam negociações no mercado de compra e venda, os lobistas trabalham e não poder receber de forma legal. Passou o tempo de afundar plataformas de Petróleo. Que possamos aproveitar a lei de conteúdo nacional para fazer crescer com seriedade nossa Petrobrás. Que os empresários (donos de empreiteiras e grande empresas criem vergonha na cara). Que diretores honrem seus bons salários e cumpram com ética suas funções!

Joelson F Costa

09.de.2014

é lamentável e vergonhosa esta situação, Que Pais é este e QUE EMPRESA é esta !!!!!!

Thiago

03.de.2014

Sou doutor em engenharia mecânica e no inicio de minha carreira sempre me brilhou os olhos participar de concursos para a Petrobras. Hoje trabalho em uma empresa americana que defende com muita veemência a ética e os valores dentro e fora da empresa. Nunca aceitei se quer um almoço de qq parceiro comercial. Isso aprendi dentro do ambiente de trabalho e já esta culturalmente enraizado em mim. Minha pergunta é: qual a tratativa que a PB dá a esse assunto no desenvolvimento e plano de carreira de seus colaboradores? Teriam um material institucional para fornecer aos seus investidores sobre como a ética e os valores são tratados internamente?

Fatos e Dados

04.de.2014

Olá, Thiago,

sugerimos que acesse nossa página de Relacionamento com Investidores, no tópico Governança.

Saudações,

a equipe

Andre

02.de.2014

A Petrobras criou um cargo novo de Governança onde garantiu que os postulantes a vaga deverão ser indicados por empresas de consultorias (não serão cargos políticos). Por que não faz o mesmo com os outros cargos de Diretorias ? Por que os funcionários não escolhem diretores (entre os 3 mais votados a presidente escolhe 1) ? Por que continuar com indicações de políticos que vimos estar destruindo a empresa ? Sou investidor muito pequeno que coloquei meus recursos nesta empresa.

RENATO PEDROSO LEE

30.no.2014

Tenho 35 anos de trabalho na Petrobras, com muito orgulho, e amor a esta grande empresa. Fico triste e sinto muito pelo desvio de caráter de meus colegas que se deixaram levar pela tentação de um dinheiro fácil em proporções desnecessárias a qualquer ser humano normal. Colegas que já ganhavam muito bem e tinham muito mais do que o necessário para uma vida confortável e até de um certo luxo. O que me deixa mais triste ainda é quando sugerem, inclusive pessoas próximas de mim, que a Petrobras é um antro de perdição e corrupção. O que aconteceu é caso de polícia e não de governança. Não há sistema nem controles que sejam à prova de ladrões e corruptos. O que há sim é a necessidade de se apurar, responsabilizar e penalizar exemplarmente tais indivíduos para inibir outros que se virem tentados em tais situações. Saio da Petrobras certo de que todos nós, empregados sérios e cidadãos honrados, fizemos um ótimo trabalho e construimos uma das melhores e maiores empresas do mundo.

Paulo Borimecico

28.no.2014

Onde esta a FUP Federação Unica dos Petroleiros nesta hora que não sai em defêsa da PETROBRAS>

Hainner Azevedo

27.no.2014

Me assusta a ingenuidade de algumas pessoas que questionam porque ninguém viu antes isso? Ora porque era crime, feito para ninguém vê. E com relação ao desejo das pessoas de serem funcionários da Petrobras: continua sendo o desejo da maioria dos jovens. O fato é que algo errado ocorreu precisa ser apurado e os responsáveis devidamente punidos conforme a justiça. À Petrobras cabe fazer o que ela e seus funcionários sabem fazer de melhor: produzir energia para o país continuar crescendo.

Adelson Alves Ferreira

25.no.2014

Confio na Petrobras, uma empresa brasileira, gigante do petróleo e patrimônio do povo brasileiro como dizia o seu então criador Getúlio Dorneles Vargas. Tenho certeza que esse momento ruim passará e nossa empresa voltará forte, robusta como orgulho dos brasileiros.

Francisco Cordeiro

25.no.2014

Trabalhei a muitos anos atrás como funcionário da Petrobrás, e hoje dirijo uma Empresa Brasileira com sócio estrangeiro na área de Tecnologia possuo CRCC e venho a anos tentando fornecer para a BR...sempre tive e sempre terei orgulho da Petrobrás como a maior empresa brasileira e uma das maiores do mundo, eu acredito na Petrobrás, eu invisto na Petrobrás e sei que tudo isto vai passar, as responsabilidades serão apuradas e punidas, e uma empresa muito melhor e mais forte surgirá. ENERGIA É A NOSSA MARCA, e nosso petróleo é VERDE E AMARELO...nada nem ninguém conseguirá destruir este patrimônio do povo brasileiro, esta empresa que sempre nos orgulhou e sempre nos orgulhará....Conte comigo Petrobrás, conte com o povo brasileiro para protege-la...

Ramón Ahumada

19.no.2014

A Petrobras pertenece a Nação , não deixem que interesses alheios ao povo brasileiro, tanto internos como externos destruam uma empresa que se origino no projeto desenvolvimentista de Getulio Vargas.

Bruno Barreto

18.no.2014

Infelizmente, pelo fato de ter dito verdades absolutas meus comentários não foram publicados.Lamentável impedir que cidadãos brasileiros que sustentam essa "empresa" com seus impostos e pagando o exorbitante preço dos combustíveis,não possam dizer o que pensam no link feito para isso.Na minha opinião essas providências são para "inglês" ver.

Sergio

17.no.2014

É com muita tristeza que nós brasileiros acompanhamos os desdobramentos do uso desta renomada empresa, que carregamos no peito, para fins políticos. Sou investidor há muitos anos da Petrobrás e acredito na capacitação e profissionalismo daqueles que nela trabalham. Mas se olharmos pelo lado político é de nos enojar o que fazem com ela.

Julio SIva

17.no.2014

Privatização já. Não é papel do estado ter empresas deste tipo.

DUDE

16.no.2014

Há sugestões de privatização. Privatizar é entregar nossa soberania ao estrangeiro. Temos que moralizar tudo que está errado. Nunca fazermos aqueles que buscam o interesse privado pairar acima do interesse do povo. Amo meu País. E tenho orgulho da Petrobrás - obra eterna de Getúlio Vargas.

Fritz Natal de Amorim

16.no.2014

Eh triste ver "nossa" empresa desacreditada internacionalmente. Acredito que a única forma de reverter esta situação eh fazer com que todos, todos mesmos, sejam exemplarmente punidos, apesar de todas artimanhas politicas e morosidade de nossa justiça. Tudo o que foi roubado, deve voltar com juros e correção para os cofres da empresa e os salafrarios e bandidos, expurgados para sempre de qualquer convívio em sociedade. Eu tenho que acreditar !!! Sorte a todos, torcendo para que algum dia tenhamos um governo livre de corruptos e corruptores.

Mauricio Seixas Barbosa

14.no.2014

Mas em tudo isso, fica uma certeza : os partidos, os políticos, os neoliberais, os petistas e gerentes desviados, os acionistas de Wall Street, etc., passarão e a Petrobrás, que é maior que todos eles, permanecerá e, pela excelência de sua força de trabalho, conseguirá superar essas ameaças . . . A Petrobrás só não é maior que o Brasil ! . . .

FABIO

13.no.2014

A PriceWaterHouseCoopers se recusa a assinar as demonstrações contábeis !!!! Que vergonha.......

Francisco R. Carvalho

13.no.2014

A Petrobras sempre foi e sempre será uma empresa séria. É uma grande empresa e, hoje, infelizmente envolvida em escândalos ligados a um ex diretor da qual a mídia se recheia em suas reportagens. Acredito e sei do potencial e da seriedade do corpo diretivo da empresa. Fui empregado de uma de suas subsidiárias a Petroquisa e durante muitos anos pude acompanhar o crescimento dessa maior empresa brasileira. Estou na torcida para melhores dias por esta empresa que fez e ainda faz parte da minha vida. Sorte a todos.

W.N

06.no.2014

A Petrobras é sempre designada por um artigo definido. Acontece que A Petrobras são pessoas. Pessoas nas quais trabalham arduamente para fazer dessa um orgulho nacional. Conheço muitos e pretendo ser mais um de seus colaboradores. Raça de aproveitadores sempre farão parte da sociedade , em especial a brasileira hipócrita, ignorante e egoísta que traduz desonestidade por "jeitinho". Desafio a cada um a provar sua boa índole a si mesmo e a mostrar que estou errado. Que fariam diferente no lugar dos acusados. Justiça.

Judson Silva

05.no.2014

Minha pergunta continua sem resposta: Qual o intento da PB de levar a cabo essa investigacao ate p pinaculo da Republica? Existem amarras, interferencia politica, de que se for o caso? Amarras economicas, de quem se for o caso? O nome do ex-presidente Lula esta amealhado a essa investigacao, qd ele sera chamado para depor nas investigacoes internas da compania? Favor responder ou exibir fatos que proibem a resposta aas perguntas acima postadas. Esse ja eh meu 3º comentário e ainda estou a esperar por uma resposta.

Fatos e Dados

06.no.2014

Olá, Judson,

as informações oficialmente divulgadas estão disponíveis no blog. Outras deverão ser divulgadas ao final da investigação. Continue nos acompanhando.

Saudações,

a equipe

ARTUR ANDRÉ CARDOSO BERTOL

05.no.2014

O texto é lindo, mas não me convence. A Petrobrás já conseguiu passar muita credibilidade ao mercado, mas graças a influência deste governo, que por sua vez não tem muita credibilidade, o mercado está extremamente temeroso quanto ao futuro da Petrobras, isso sem contar no próprio povo brasileiro, pelo menos a parcela que lê jornal. Preços dos combustíveis represados, Passadena, Abreu e Lima, Lava Jato... Será que é "só" isso mesmo?

Walterson

04.no.2014

Causa pesar observar que a empresa se mexeu apenas após intimada pela Security Exchange Comission americana pois as denúncias estão na imprensa desde Março de 2014. Mesmo assim, espero que tenham o rigor necessário na investigação para não poupar qualquer envolvido nos eventuais crimes cometidos.

SERGIO MURILO C FERREIRA

04.no.2014

Pelo que vi na Internet, as "duas empresas independentes especializadas em investigação", são, na verdade, dois escritórios de advocacia e, assim, de INDEPENDENTES não tem nada: 1) Trench, Rossi e Watanabe: "Considerado um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil, Trench, Rossi e Watanabe Advogados possui uma atuação abrangente e conceituada, com competência em todas as áreas do direito". 2) Gibson Dunn: "Gibson, Dunn & Crutcher, with over 1,100 lawyers in 18 offices in major cities throughout the United States, Europe, the Middle East, Asia and South America, is committed to providing the highest quality legal services to its clients".

PAULO

03.no.2014

Todas as ações tomadas pela PETROBRAS, deveriam ser materias nos principais jornais do Brasil, para esclarecimento a população. Não é possível a passividade da PETROBRAS nesses casos, refinaria PASADENA, refinaria ABREU e LIMA e agora LAVA JATO. Pois as manchetes dos jornais procuram ser as mais dramaticas possíveis para vendagem do jornal; e quem escreve a matéria não é um profundo conhecedor do assunto.

José Oliveira

03.no.2014

Sob intenso bombardeio da “grande mídia”, Petrobras bate recordes . A Petrobras tem um corpo técnico de excelência e alta qualidade técnica, compromissados com o crescimento da empresa e consequentemente do Brasil. A empresa através do suor e dedicação de seus funcionários, vem alcançado recordes e vencendo desafios. É lamentável que a maior empresa do País com 81.994 funcionários, orgulho nacional e símbolo de várias gerações, tenha sua imagem desconstruida por atitudes desonestas e reprováveis de poucos.

judson silva

01.no.2014

Com respeito ao comentario do compatriota Cicero Monteiro Lobato: sendo a PB uma compania de capital misto, qual sua latitude e intencao de levar essa investigacao a cabo? Sera' a compania amordacada pelo governo federal ou por investidores privados, ou livre para e intenta a' resgatar os danos a' sua imagem e os dinheiros desviados como alegados no momento?

Demostenes

31.ou.2014

A empresa não diz quais são estas "empresas" contratadas. Por que? Continua com falta de transparência. Governança Corporativa fraca!

Fatos e Dados

31.ou.2014

Prezado Demostenes,

As duas empresas independentes especializadas em investigação contratadas foram a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP.

Saudações,

a equipe.

Gustavo

30.ou.2014

A Petrobras deveria informar o nome das contratadas e como os empregados e aposentados poderiam colaborar com as investigações. Acredito que tem muita gente ética e profissional que gostaria de somar visando eliminar a lama que alguns poucos estão envolvidos e que denigrem os verdadeiros petroleiros.

Fatos e Dados

31.ou.2014

Prezado Gustavo,

As duas empresas independentes especializadas em investigação contratadas foram a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP. Essas informações estão disponíveis no post "Esclarecimento sobre contratação de empresas independentes".

Saudações,

a equipe.

Allysson Gustavo Amaral de Almeida

30.ou.2014

Está empresa já foi sinônimo dos melhores adjetivos possiveis e era o sonho da maioria da população ser funcionário contudo, não são apenas acusações infundadas fruto do período eleitoral ou não. São diversos escândalos que jogam a o ego dos brasileiros no chão Passadenha/ Abeu e Lima e muito mais assim como o nome da atualmete famigerada empresa espero que seja ao menos respeitado o meu direito a manifestação e liberdade de expressão e que este seja mantido.

Maria lsmeria Nogueira Santos

30.ou.2014

Finalmente, a Petrobras tomou uma atitude firme para resolver esta situação tão deprimente para a nação brasileira. Graças a Deus que a Dilma foi eleita, pois para arrumar uma casa desorganizada, nada melhor do que os próprios donos. QUE TUDO LIMPO, ESCLARECIDO, QUE DEMITA TODOS OS FUNCIONARIOS QUE SUBMETERAM A ESTA VERGONHA. Quem trabalha na Petrobras, tem a obrigação de ser honesto e trabalhador, pois temos um bom salário, convenio médico, estabilidade, bom ambiente de trabalho, treinamentos, etc.etc.etc. Não justifica roubar um centavos da empresa que é da Republica Brasileira. CADEIA E DEMISSÃO PARA TODOS QUE ABUSARAM E QUE SEJA UMA LIÇÃO PARA OS QUE FICARAM.Que a PB em pouco renasça com força e vigor para todos os brasilerios.

Francisco Ubiratan Castro Viana Junior

29.ou.2014

Para Resolver Tudo, só tem um Caminho: Privatização. Doa a quem Doer. Pois Só Assim os Papéis da Companhia voltarão a se valorizar e a mesma recuperará a confiança do Mercado em sua imagem e atuação. Privatizem Já! Cortem na Carne!

Jtneves

29.ou.2014

Tenho o maior orgulho desta Empresa que com fé em Deus e a competência de seus empregados darão uma resposta na produção de petróleo em metas recordes. Quanto ao sr. Paulo Roberto Costa que fiz alguns "elogios" a ele onde só não o chamei de santo e rapadura, é um privilegiado em ficar em casa com uma coleira na perna.deveria estar numa prisão comum.

DILHERMANDO

29.ou.2014

Ser petroleiro era motivo de respeito e admiração na sociedade, hoje este sentimento se inverteu e todos acham que somos desonestos e depredadores do patrimônio público. Eu pergunto para que serve os órgãos fiscalizadores internos (controladoria, auditoria, gapre) e até o próprio conselho de administração? Queremos uma atitude enérgica com os corruptos e uma despolitização da empresa, ou vão acabar com um dos últimos orgulhos da nação brasileira, que hoje já desperta apoio nas ruas para a privatização infelizmente, este processo que os defensores dizem dar eficiência deveria vir acompanhado de um diploma de incompetência para o poder público.

Edi

28.ou.2014

Que as auditorias de investigação sejam as claras e forneça os relatórios para o publico. Vamos sempre acreditar na justiça e que sejam punidos os culpados. Quem sabe a justiça poderia também julgar os processos trabalhistas mais rápidos e que a empresa atenda de imediato as determinações sem muitos recursos. Justiça é para ser igual para todos. E não é admissível numa empresa desse porte ainda existir corrupção.

Carina Rejane Chissini

28.ou.2014

Espero que TODOS os envolvidos neste episódio de corrupção respondam pelos seus crimes. O governo atual perdeu a credibilidade de boa parte da população brasileira.

Luiz Gavaza

28.ou.2014

Os mecanismos que existem hoje já permitem que casos como estes sejam investigados, ao contrário de épocas obscuras onde a Companhia foi muito maltratada e toda corrupção era escondida. Mas a sociedade brasileira que mais que apenas mostrar e investigar, quer ver corruptos e corruptores presos e quer o ressarcimento de todos os prejuízos diretos e indiretos que foram causados por estes que não representaram com dignidade o nome da maior Companhia do país.

Diego

27.ou.2014

É duro quando em uma roda de amigos você é questionado com vigor sobre as denúncias de corrupção na Petrobras. Como a colega Izabel citou, não existe só um nome dentro da Petrobras que agiu sozinho. Geralmente vemos esse povo "cair para o lado". Saem de uma Diretoria para outra, de uma Gerencia Geral para outra e a impunidade abrindo caminho para que outros setores sejam corrompidos... Queremos ver e saber quem são e até onde esse cancer está entranhado dentro dessa empresa...

Tiago Arielton Basilio

27.ou.2014

Mesmo sem posicionar-se em nenhum lado político, fica difícil escutar tantas desculpas e objetivos, e quase nunca ver nenhum resultados.

Wellington Pinho

27.ou.2014

Os nomes das empresas de investigação contratadas serão divulgados, ou são segredo?

Fatos e Dados

31.ou.2014

Prezado Wellington,

As duas empresas independentes especializadas em investigação contratadas foram a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP. Essas informações estão disponíveis no post "Esclarecimento sobre contratação de empresas independentes".

Saudações,

a equipe.

Junior Leal

27.ou.2014

Qual o nome das empresas especializadas contratadas?

Fatos e Dados

03.no.2014

Prezado Junior,

as duas empresas independentes especializadas em investigação contratadas são a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP.

Saudações,

a equipe.

Gilberto C Porto

27.ou.2014

Sou professor da cadeira de Governança Corporativa e, em minhas aulas, sempre utilizei a Petrobras como estudo de caso de empresa de economia mista e um dos principais participantes do mercado de ações do país, interessada em adotar as melhores práticas nos pilares da GC: transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Obviamente, não terei mais essa referência nas próximas aulas... Só espero poder utilizar o esforço e postura para apurar, recuperar prejuízos, incriminar os responsáveis e blindar-se de futuras tentativas de fraudes, demonstrando aos acionistas e partes interessadas, a busca para reaver a credibilidade da instituição. Uma sugestão aos colaboradores: DENUNCIEM qualquer irregularidade aos canais apropriados. Garanta, a integridade e perpetuidade desta empresa, não permitindo ineficiência, imprudência, corporativismo sindicalista, negligência, "jeitinho brasileiro", "custo Brasil" e outros artifícios que denigrem a imagem de nosso povo.

Cícero de Paulo Monteiro Lobato

27.ou.2014

A Petrobrás não pode deixar que as CPIs no congresso sejam extintas, até que se conclua a delação premiada na justiça e forneça subsídios para investigações e punições dos culpados, com quebra de sigilos bancários dos envolvidos na operação - deve portanto pedir o envolvimento da Presidenta Dilma e da bancada do governo no congresso. Se as CPIs forem extintas, será um grande desperdício de tempo e desgaste da Petrobrás. A oposição não pode fazer uso da Petrobras para palanque político. Se nada for esclarecido, daqui a dois anos tudo irá recomeçar para punir o governo.

izabel

27.ou.2014

Fico menos triste em saber que a empresa está se propondo a apurar. Assim como a colega Edy espero da direção da empresa muito mais que apurar mas principalmente responsabilizar "todos" os envolvidos. Tenho acompanhado pelos jornais e revistas essa operação, as denuncias sobre os envolvidos que até então chegaram ao conhecimento da sociedade. Mas não acho que parou por ai. Me desculpe a franqueza mas o Paulo Roberto não agiu sozinho. Sempre tive orgulho da empresa e hoje muitas vezes tenho que baixar a cabeça quando alguém critica a Petrobras na minha frente e pior fica me questinando como se eu tivesse alguma culpa. Isso é muito desgastante. Fico torcendo para que a justiça seja feita.

Paulo

27.ou.2014

As medidas anunciadas no post são as esperadas. Caberia ainda esclarecer sobre o risco real de investigação da Petrobras pela Security Exchange Commission (SEC), bem como as consequências para empresa dessa investigação ainda não confirmada. Também seria de se esperar que a Petrobras publicasse o nome das duas "Empresas Independentes Especializadas em Investigação" contratadas. Não basta dizer que uma é brasileira e a outra americana. A confiança na boa governabilidade da Petrobrás foi muito abalada, prejudicando sobretudo os pequenos investidores que aplicaram suas economias em ações da empresa.

Fatos e Dados

03.no.2014

Prezado Paulo,

As empresas independentes especializadas em investigação são a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP.

Saudações,

a equipe.

R.B.S.

27.ou.2014

Sera que essas auditorias foram indicadas por pessoas do governo, que tem interesse em não se constatar nada? Se são isentas, porque não divulgar os nomes e os proprietários delas?

Fatos e Dados

03.no.2014

Prezado,

As empresas independentes especializadas em investigação são a brasileira Trench, Rossi e Watanabe Advogados e a americana Gibson, Dunn & Crutcher LLP.

Saudações,

a equipe.

Flávia Giassetti Koshevnikoff

27.ou.2014

Fico feliz em ver que ações fora tomadas. Espero que as ações sejam eficazes e que os culpados sejam punidos. Tenho orgulho da Petrobras e não gostaria de vê-la desacreditada no mercado nacional e internacional.

LUIZ PAULO DARIO

27.ou.2014

Gostaria de saber porque auditorias internas e externas não descubriram esses acontecimentos?

Fatos e Dados

06.no.2014

Olá, Luiz Paulo,

neste momento, as investigações ainda estão em curso.

Saudações,

a equipe

Edy Souza

27.ou.2014

Espero, assim como todo Brasil, que o fato seja esclarecido e não apenas apurado, mas devidamente responsabilizado. O País não pode aceitar que esse tipo de crime continue acontecendo, que pessoas utilizando-se de toda sua influência e malícia, prejudicando e desmerecendo toda a classe brasileira. Profundamente, espero que o governo atual - na qual não coloco mais minha confiança - banque toda essa quadrilha corrupta e que sabe muito bem se apropriar daquilo que não tem direito. Infelizmente, Brasil atinge, depois de muitos anos, um nível crítico no que diz respeito à corrupção. A justiça deveria ser cega, mas no Brasil enxerga até demais.